Veja os novos partidos dos 25 vereadores de Campos

ELEIÇÃO: Levantamento do Campos 24 Horas mostra como fica a distribuição dos atuais vereadores nos partidos dos grupos Bacellar e Wladimir




03/04/2024, 09h25, Fotomontagem Campos 24 Horas.


Postado por Fabiano Venancio - A dois dias do fechamento da janela partidária (período em que vereadores podem trocar de partido sem perderem o mandato), na próxima sexta-feira, dia 5, a maioria dos vereadores da Câmara de Campos já têm novos partidos para a tentativa de reeleição em outubro próximo. Levantamento do Campos 24 Horas mostra como os dois maiores grupos políticos do município distribuíram estrategicamente os vereadores em 10 partidos, de olho na soma de legendas. Além disso, há também o grupo do deputado Thiago Rangel  nos partidos PRTB e PMB (Partido da Mulher Brasileira). Thiago inclusive já lançou pelo PMB sua filha Thamires Rangel à Câmara de Campos esse ano. O parlamentar foi confirmado como pré-candidato a prefeito de Campos. (Leia mais abaixo)


GRUPO WLADIMIR - O prefeito Wladimir Garotinho (PP) tem sete partidos no seu arco de alianças para a eleição deste ano: PP, MDB, PDT, PL, Podemos, Republicanos e Avante. Wladimir tem se empenhado pessoalmente nas tratativas com os pré-candidatos à Câmara de Vereadores, a fim de distribuí-los em siglas que poderão conquistar, de acordo com informações do entorno do prefeito ao Campos 24 Horas, 18 cadeiras no legislativo. Abaixo, veja os partidos nos quais os atuais vereadores se filiaram, assim como as demais lideranças que têm apelo eleitoral. (leia mais abaixo)


PP - Cinco vereadores estão praticamente confirmados no partido: Bruno Pezão, Marquinho do Transporte, Fábio Ribeiro (licenciado), Fred Rangel e Kassiano Tavares. Com os novos filiados, o Partido Progressistas será a sigla que terá força hegemônica na Câmara de Vereadores. (leia mais abaixo)


Já o MDB, PDT e PL, também partidos da base governista na Câmara, ficarão com três vereadores cada. (abaixo)

MDB - Os emedebistas na Câmara são Silvinho Martins (que preside a legenda),  Álvaro César e, possivelmente, Fabinho Almeida, que vai assumir um mandato na Câmara nos próximos dias por conta da cassação de seis vereadores. (leia mais abaixo)   


PDT-  Além de Leon Gomes, que preside a sigla na cidade, o PDT também abriga agora os vereadores Cabo Alonsimar e Luciano Rio Lu. (leia mais abaixo)


PODEMOS - Outro partido da base governista, o Podemos terá os vereadores Juninho Virgílio, vice-líder do governo, e Marcos Elias, de saída da Câmara. Já o vereador médico Edson Batista resolveu deixar a vida pública e lançar seu chefe de gabinete Fernando Machado como pré-candidato a vereador pelo partido. (leia mais abaixo)


PL - O partido terá Abdu Neme, que saiu do Avante, e Nildo Cardoso, de saída da Câmara por conta de fraude eleitoral cometida por seu partido (aqui) na última eleição. Apesar da decisão, Nildo não ficou inelegível.  (leia mais abaixo)


Republicanos - Terá os vereadores Alvaro Oliveira, líder do governo, e Anderson de Matos na disputa da reeleição. A respeito de Anderson, um detalhe chama a atenção: pela primeira vez, a Universal, igreja da qual o vereador também é pastor, repete um candidato à Câmara. (leia mais abaixo)


GRUPO BACELLAR - Quatro partidos estão sob liderança do deputado estadual Rodrigo Bacellar (União Brasil), presidente da Assembleia Legislativa (Alerj). São eles: União Brasil, PSD, SD e Cidadania. Vale ressaltar que, em outro partido que ainda será anunciado pelo grupo Bacellar, o deputado Thiago Rangel será apresentado como pré-candidato a prefeito, com apoio de Rodrigo. (leia mais abaixo)


UNIÃO - O União Brasil ficou com Marquinhos Bacellar, presidente da Câmara e irmão de Rodrigo, Igor Pereira e Dandinho de Rio Preto. (leia mais abaixo)


SOLIDARIEDADE -  Também terá três vereadores disputando a reeleição: Rogério Matoso, que saiu do União; Helinho Nahim, que deixou o Agir; e Rafael Thuin, de saída do PTB. (Leia mais abaixo)


PSD - O partido está sob novo comando em Campos. Antes presidido pelo deputado federal Caio Vianna, que resolveu apoiar o prefeito Wladimir Garotinho, o partido terá três vereadores que tentarão a reeleição: Maycon Cruz, Fred Machado, que deixa o desidratado Cidadania, e Bruno Vianna.