Vigilância Sanitária faz ação educativa para garantir protocolos sanitários na festa de Santo Amaro

O objetivo é evitar a disseminação da Covid-19 durante a missa e os eventos em homenagem ao Padroeiro da Baixada no próximo sábado




13/01/2022, 16h0633 Foto: Divulgação.


Fiscais da Vigilância Sanitária Municipal (VISA) da Prefeitura de Campos realizam, desde essa quarta-feira (12), uma ação educativa no distrito de Santo Amaro, na Baixada Campista, com objetivo de evitar a disseminação da Covid-19 durante os festejos do padroeiro, que será celebrado no próximo sábado, dia 15. A ação, que segue até amanhã (sexta-feira, 14), tem o enfoque na orientação, educação e convencimento da população quanto à necessidade de todos respeitarem os protocolos sanitários de segurança.(leia mais abaixo)


Durante a ação, os fiscais visitaram a igreja matriz, o campo onde ocorre a tradicional Cavalhada e o comércio local levando orientações sobre as medidas necessárias para prevenir a disseminação do novo coronavírus.(leia mais abaixo)


“Estaremos com equipes fazendo orientação e tirando dúvidas. Lembramos a todos que ainda estamos enfrentando a pandemia de Covid-19 e, por isso, é muito importante a colaboração de todos”, ressalta a assessora chefe da Vigilância Sanitária, Vera Cardoso de Melo. “Para que tudo corra bem, a Vigilância Sanitária conta com a ajuda de todos, é necessário o uso de máscara e o distanciamento durante a missa e a Cavalhada”, completou.(leia mais abaixo)


Entre os pontos observados estão o uso de máscara por todos, distanciamento social de pelo menos 1,5m entre as pessoas e de 2m entre as mesas, a oferta de álcool em gel ou pia para lavar as mãos, a fixação informativa contendo a capacidade máxima de pessoas dentro do estabelecimento.(leia mais abaixo)


Visando garantir a segurança sanitária durante as celebrações em homenagem a Santo Amaro, a Subsecretaria de Atenção Básica, Vigilância e Promoção da Saúde (Subpav) vem se reunindo com representantes de órgãos ligados à cultura e ao esporte desde terça-feira (11). Na ocasião foi salientado que as missas e a Cavalhada são as atividades que mais preocupam por serem atividades com maior número de pessoas presentes simultaneamente.(leia mais abaixo)


Foi sugerida a instalação de telões nas imediações da igreja para que as pessoas possam acompanhar as missas, além da redução do número de fiéis que terão acesso ao interior da igreja e exigência do comprovante de vacinação com, pelo menos, duas doses da vacina contra a Covid-19, para assistir às celebrações.(leia mais abaixo)


Para a Cavalhada, a orientação à Guarda Civil Municipal e ao Instituto Municipal de Trânsito e Transportes (IMTT) foi sobre a possibilidade da criação de cinturões com guarda-corpo (proteção que pode ser em gradil, alvenaria, entre outros), a fim de limitar o número de pessoas no local.