Comandante do 8º BPM diz como PMs impediram assalto com reféns sem dar um tiro

Tenente-coronel Luiz Henrique Barbosa fala ao Campos 24 Horas sobre ação bem sucedida e ferramentas de comunicação entre comerciantes e PM




02/03/2021, 15h48, Foto: Divulgação.

A utilização de um trabalho de inteligência com a ajuda de ações de integração junto à sociedade por meio das ferramentas digitais possibilitou uma rápida e bem sucedida ação de homens do 8º Batalhão da Polícia Militar (8º BPM), no último final de semana em Campos, quando os policiais, sem trocar um tiro sequer, impediram a consumação de um assalto com oito reféns (Aqui) e efetuaram a prisão de criminosos que tentavam roubar uma loja comercial da cidade. O comandante do 8º BPM , tenente coronel Luiz Henrique  Monteiro Barbosa, falou ao Campos 24 Horas sobre a ação dos PMs e destacou a importância das ferramentas de comunicação entre comerciantes e policiais. A Câmara de Dirigentes Lojistas de Campos (CDL-Campos), por sua vez,  elogiou a ação. (leia mais abaixo).


Na manhã do último sábado (27), um diretor da loja Terramar, na Avenida XV de Novembro, entrou em contato com a PM, através de WhatsApp, informando que sua loja estava sendo assaltada. Imediatamente os policiais foram acionados, chegaram ao local e prenderam dois indivíduos e com eles apreenderam um revólver calibre 32, três munições intactas, uma faca, além de objetos furtados como dois cordões de prata, um telefone celular e uma quantia em dinheiro. Os funcionários feitos reféns que estavam trancados foram liberados com a chegada dos policiais. (leia mais abaixo).   


O comandante da Polícia Militar, tenente coronel Luiz Henrique  Monteiro Barbosa, atribuiu o êxito de mais esta ação policial a integração da polícia com a comunidade. (leia mais abaixo).   


— O sucesso da segurança pública não existe sem esta integração com a sociedade, seja através de disparos de grupos de WhatsApp, seja pelo disque-denúncia e outras ferramentas. Assim que um dos senhores da loja perceberam a ação dos indivíduos imediatamente entraram em contato conosco, os policiais chegaram no momento certo, imobilizaram os elementos, efetuaram a prisão  e liberaram os reféns, além de recuperarem os objetos que estavam sendo roubados — afirmou.   (leia mais abaixo).   


Atualmente, os policiais são comunicados de qualquer sinal de ação ou circulação suspeita nos diferentes pontos do comércio de Campos, através da ação dos Policiais do 8º BPM, que graças a ótima interação no grupo de WhatsApp denominado, "Tô Seguro". O grupo é mais uma ferramenta de segurança, onde participam o comandante do 8º BPM, policiais e comerciantes. Foi criado com o objetivo de aumentar a rede de proteção do comércio central de Campos, onde os lojistas têm acesso direto ao policiamento ostensivo que cobre a área, utilizando de forma rápida e eficaz o serviço. (leia mais abaixo).   


O gerente executivo da Câmara de Dirigentes Lojistas de Campos (CDL-Campos), Nilton Miranda, elogiou a sincronia da comunicação e a integração entre a Polícia e comerciantes. “Lembrando que este grupo “Tô Seguro” foi criado na CDL-Campos em uma reunião com o tenente coronel Luiz Henrique e nossa diretoria, quando era solicitado ao providências ao comandante para a diminuição de ocorrências quando ele apresentou a sugestão de ser criado este grupo, o que foi aprovado por todos os presentes. Só tenho que parabenizar o comandante pela brilhante ideia”, enalteceu Miranda. (leia mais abaixo).   


O comandante Luiz Henrique Monteiro lembrou também que este mesmo trabalho de integração é realizado junto a outras categorias como taxistas e escolas. “São ferramentas que não tem custo e todos tem acesso e fácil manuseio. Então, temos que utilizar ao máximo esta tecnologia para uma ação integrada que possibilita o êxito do nosso trabalho em benefício da sociedade”, concluiu.