TJ-RJ afasta Flordelis do cargo de deputada por unanimidade

Câmara dos Deputados, porém, é que irá decidir se mantém ou não o afastamento definitivo determinado pelos desembargadores, conforme prevê a Constituição




23/02/2021, 16h16, Foto: Divulgação .

A 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro afastou, por unanimidade, Flordelis dos Santos de Souza (PSD) de seu mandato como deputada federal. O julgamento aconteceu nesta terça-feira (23) e analisou se ela poderia continuar em seu cargo enquanto espera o julgamento do processo no qual é acusada de ser a mandante da morte do marido, o pastor Anderson do Carmo.(leia mais abaixo)


O relator do processo, o desembargador Celso Ferreira Filho, votou a favor do afastamento da parlamentar. Os outros dois desembargadores - Antônio José e Katia Jangutta -, seguiram o voto do relator, que acredita que há situações concretas que demonstram atos de Flordelis para atrapalhar a “busca pela verdade” no processo. (leia mais abaixo)


A decisão vale por um ano ou até o término da instrução criminal do caso Anderson do Carmo e, tal qual no caso do deputado Daniel Silveira, deverá ser encaminhada em até 24 horas para a


Além da decisão da Câmara, ainda cabe recurso junto ao próprio TJ-RJ. Depois do afastamento do deputado Daniel Silveira (PSL), que proferiu agressões e ofensas a ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), além de fazer a defesa do Ato Institucional Nº 5(AI-5) e atacar instituições da República como o próprio STF, a Câmara dos Deputados tem sido alvo das pressões da população pelas redes sociais a tomar igual deliberação no caso Flordelis.


Ele foi indiciada por homicídio triplamente qualificado, tentativa de homicídio, falsidade ideológica, uso de documentos falsos e organização criminosa pelo Ministério Público Estadual.


Flordelis, apontada por todos esses crimes, continua circulando pelos corredores da Câmara de tornozeleira eletrônica à mostra, o que para grande parte da opinião pública representa um acinte ao Parlamento e à consciência cidadã dos brasileiros.