Sobe para nove o número de corpos em São Gonçalo

Moradores da comunidade das Palmeiras precisaram retirar corpos da zona de mangue após ação da Polícia Militar




22/11/2021, 11h47, Foto: Record TV Rio.


Subiu para nove o número de corpos no Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo, região metropolitana do Rio de Janeiro. Após o segundo dia de confronto entre PMs e criminosos, os próprios moradores da comunidade das Palmeiras tiveram que fazer a retirada das vítimas.  (leia mais abaixo)


No último sábado (20), o sargento Leandro da Silva morreu durante um tiroteio na região. Ontem, a ação do Bope aconteceu em uma zona de mangue e mata - região de difícil acesso, como afirmou o porta-voz da PM, Tenente Coronel Ivan Bláz. (leia mais abaixo)


Além dos representantes da Defensoria Pública do Rio de Janeiro, defensores do Núcleo de Defesa dos Direitos Humanos vão à comunidade na tarde desta segunda-feira (22). Outras instituições de direitos humanos também irão coletar informações sobre o ocorrido para ajudar as famílias das vítimas.(leia mais abaixo)


Equipes da Polícia Civil também se dirigiram ao local. (leia mais abaixo)


A Secretaria de Estado de Educação informou que o Colégio Estadual Armando Gonçalves e o Ciep 430 - Carlos Marighella interromperam as atividades no turno desta manhã. Em nota, a Seeduc afirmou que as unidades escolares tem autonomia para tomar providências no sentido de garantir a integridade física de seus alunos, professores e funcionários. Os conteúdos das aulas perdidas serão repostos.(leia mais abaixo)


De acordo com os dados Fogo Cruzado, foram registrados 58 chacinas no Grande Rio em 2021, nas quais 242 pessoas morreram. O Instituto considera chacina quando há três ou mais mortos a tiros numa mesma ocasião. Dos casos mapeados, 43 ocorreram durante ações ou operações policiais: deixando 184 mortos.(leia mais abaixo)


Em maio, a favela do Jacarezinho sofreu uma das maiores chacinas da história do Rio de Janeiro, com 29 pessoas mortas. O episódio fez parte de uma operação da Polícia Civil contra o tráfico de drogas. 


Fonte: R7