Buscar:

Envie textos e fotos: WhatsApp (22) 9 9709-9308

Envie WhatsApp para (22) 9 9709-9308

SFI registra primeira morte por dengue em 2019

A vítima foi um homem de 33 anos. O tipo da doença ainda não foi comfirmado

11/06/2019 08h54 Foto: Ascom

Compartilhe


No último sábado (8), o município de São Francisco de Itabapoana registrou o primeiro óbito por dengue este ano, porém ainda falta a confirmação do tipo da doença. A vítima foi um homem de 33 anos.


O número de casos suspeitos notificados de janeiro até domingo (9) é o seguinte: dengue, 334 e chikungunya, 47.


Nesta segunda-feira (10), o município recebeu a equipe com o carro fumacê do Governo do Estado do Rio de Janeiro, que iniciará a aplicação do inseticida contra o mosquito Aedes aegypti nesta terça-feira (11), em Guaxindiba e Ilha dos Mineiros, no período das 6h às 10h. A ação é uma das medidas preventivas que o município está implantando para combater as doenças transmitidas pelo inseto: dengue, chikungunya e zika.


“Durante a passagem do fumacê é necessário que os moradores abram as portas e janelas das residências, cubram as gaiolas de passarinhos, retirem a água meia hora antes e só a recoloquem meia hora depois da passagem do carro”, explicaram os agentes estaduais de combate a endemias Aldemir de Assis Campos e José do Couto Moreira Júnior.


De acordo com o secretário de Saúde de SFI, Sebastião Campista, que recebeu os agentes na sala de reunião da prefeitura, junto com outros integrantes do governo municipal, o carro passará nas localidades com maior incidência de casos notificados de dengue. “Na quarta-feira (12), a equipe do fumacê realizará o serviço na área central e na quinta-feira (13), em Gargaú, sempre das 6h às 10h”, revelou.


Mutirão – Na próxima sexta-feira (14), haverá uma reunião com a prefeita Francimara Barbosa Lemos para definir um mutirão com a participação integrada de secretarias municipais. “O trabalho vai envolver 100 agentes da Saúde, que estarão uniformizados e com documentos de identificação. São mais de 32 mil imóveis para serem visitados pelos profissionais, que vão detectar e eliminar os focos de criadouros do Aedes aegypti”, explicou Campista.


Participaram ainda da reunião o chefe de Gabinete, Jorge Raul; a subsecretária municipal de Saúde, Thayna Rissa; o assessor de Gabinete Roberto Vinagre, entre outros.


Outras ações preventivas – Desde abril último, além da rotina dos serviços preventivos, diante das informações de casos de dengue nos municípios circunvizinhos, a Secretaria Municipal de Saúde intensificou o trabalho de cobrança para a realização das notificações a respeito da doença, através de reuniões com as equipes do Hospital Municipal Manoel Carola e da Vigilância Epidemiológica.


A partir do monitoramento com mais atenção dos casos, em maio houve a percepção de acréscimo significativo de pacientes com suspeita da doença, principalmente em decorrência das chuvas e do LIRAa (Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti) do referido mês. Desde então, as ações preventivas foram intensificadas.


Fonte: Redação/Ascom

Compartilhe

Leia matéria completa

Anuncie Conosco

(22) 9 9709-9308

E-mail:

VerboTec Desenvolvimento e Tecnologia.