Noroeste RJ: após transbordo, nível de rio baixa em Porciúncula e Natividade

Situação ainda é de alerta em quatro municípios atingidos pelas cheias




21/02/2021, 15h19, Foto: Divulgação.

(Atualização às 13h06, 22/02/2021) - O nível do rio Carangola baixou na manhã desta segunda-feira (22, em Porciúncula e Natividade, municípios que tiveram mais desalojados no Noroeste Fluminense após as cheias. O rio chegou a 8,40 metros neste fim de semana, e acota de transbordo é de 5,20 metros. Várias ruas das cidades ficaram inundadas. Equipes das prefeituras fazem  a limpeza de ruas. No início da tarde, o nível do rio está em 4,21 m. Em Itaperuna e Bom Jesus, o nível dos rios Muriaé e Itabapoana também baixou. (leia mais abaixo)


AS CHEIAS - As cheias dos rios Muriaé, Carangola e Itabapoana afetaram cerca de 1 mil famílias em quatro cidades do Noroeste Fluminense: Porciúncula, Natividade, Bom Jesus e Itaperuna. Em Italva e Cardoso Moreira, a situação é de alerta. A pior situação é a de Porciúncula, onde há cerca de 3,1 mil pessoas desalojadas e outras 126 pessoas desabrigadas, além de 8,6 mil foram afetadas. O nível dos rios subiu após fortes chuvas no estado de Minas Gerais. (leia mais abaixo)


O secretário de Estado de Defesa Civil, coronel Leandro Monteiro, visitou neste fim de semana os municípios de Porciúncula e Natividade. O governo do Estado vai doar cerca de 1,2 mil litros de água, 200 cestas básicas e carros-pipa para as famílias afetadas pela cheia do rio Carangola. (leia mais abaixo)


PORCIÚNCULA - De acordo com a defesa civil de Porciúncula, o rio Carangola transbordou ao atingir  8,4 metros no sábado (20), maior nível já registrado. Mas, na tarde deste domingo (21) as águas já haviam retrocedido para o nível de 5,6 metros. A cota do rio Carangola na cidade é de 5,20m. (leia mais abaixo)


A enchente afetou o abastecimento de água em Porciúncula. A Cedae informou que interrompeu o fornecimento de água até a normalização do nível do rio. Uma passarela que dava acesso ao bairro João Clóvis Breijão acabou cedendo com a força da água. (leia mais abaixo)


"A orientação da Defesa Civil é que a população se mantenha afastada das áreas de alagamento, podendo realizar limpeza, mas recomenda não descer os móveis", alerta o município. (leia mais abaixo)


ITAPERUNA E BOM JESUS– O nível do rio Muriaé, em Itaperuna chegou a 4,57m ao meio dia deste domingo (21), segundo a prefeitura. A cota de transbordo é de 4m, por isso algumas áreas ribeirinhas foram afetadas. A prefeitura ainda não divulgou o número de desalojados. (leia mais abaixo)


Em Bom Jesus do Itabapoana já há várias famílias desalojadas em decorrência do transbordamento do rio Itabapoana. A Defesa Civil ainda não anunciou quantas pessoas  tiveram que deixar suas casas. A cota de transbordo do rio é de 2,1m e chegou a 3,97m neste domingo. (leia mais abaixo)


NATIVIDADE - O nível do rio Carangola está com 20cm acima da cota de transbordo, segundo a Defesa Civil. O rio chegou a 5,20m neste domingo (21). A prefeitura da cidade informou que há cerca de 80 famílias desalojadas. (leia mais abaixo)


ITALVA E CARDOSO -  A cota de transbordo do Muriaé é de 4,2m. Neste domingo, o nível do rio chegou a 4,12m às 12h, de acordo com a Defesa Civil, mas não há informações sobre desabrigados.