Polícia Civil inicia operação de combate à receptação de celulares roubados

Ações também visam conscientizar a população acerca da necessidade de checar a origem do bem que se pretende adquirir




07/02/2024, 16h23, Foto: Divulgação.


A Secretaria de Estado de Polícia Civil (Sepol), por meio do Departamento-Geral de Polícia da Capital (DGPC), deu início à Operação Linha Segura. O objetivo é combater crimes de receptação de aparelhos de telefonia móvel e, consequentemente, diminuir a prática de crimes de roubo e furto de celulares.(Leia mais abaixo)


De acordo com a diretora do DGPC, delegada Raíssa Celles, o Linha Segura é um desdobramento de outras operações realizadas pela instituição. As ações estão sendo reforçadas às vésperas do carnaval para, além de inibir a subtração, também conscientizar a população acerca da necessidade de checar a origem do bem que se pretende adquirir.(Leia mais abaixo)


- Quem compra produto de crime pratica o delito de receptação, que está previsto no artigo 180 do Código Penal, nas modalidades dolosa ou culposa. A pena pode chegar a oito anos de reclusão caso o autor pratique no exercício de atividade comercial ou industrial – explica.(Leia mais abaixo)


Todas as delegacias da capital participam da operação, que teve início nesta terça-feira (06/02). Em um dia, 37 pessoas foram presas e 268 aparelhos de telefone apreendidos.(Leia mais abaixo)


- Ajude a Polícia Civil no combate a este tipo de crime. Diga não à compra de produtos de origem criminosa. Um celular adquirido desta forma pode ter custado a vida de uma pessoa. E pode ter certeza de que vamos identificar e responsabilizar todos os envolvidos nestas práticas delituosas – ressaltou a delegada.