Operação desativa monitoramento para vigiar PMs

Cinco pessoas, entre elas uma mulher, foram levadas para a delegacia




20/06/2024, 08h46, Foto: Divulgação | Atualizada às 09h44.


Vídeo ao final das informações - As polícias Civil (134ª DP/Centro), e Militar (8º BPM) deflagram na manhã desta quinta-feira (20) a 'Operação Hermes' para desarticular uma organização criminosa envolvida com o tráfico de drogas, monitoramento clandestino de câmeras de vigilância e extorsão de moradores na Baixada Campista. Foram expedidos 13 mandados de busca e apreensão.  Cinco pessoas, entre elas uma mulher, foram levadas para a delegacia. (Leia mais abaixo)


Segundo a polícia, a central de monitoramento transmitia em tempo real as imagens do local, entrada e saída, e a presença de policiais.(Leia mais abaixo)


Um homem foi localizado no conjunto de casas populares de Goitacazes, e dentro de sua casa foram encontrados R$ 800,00 em espécie, três celulares, chaves e documentos antigos de veículos e uma espada ninja. Ele relatou aos policiais que o dinheiro era proveniente do tráfico e vai permanecer preso. (Leia mais abaixo)


Ainda de acordo com a polícia, a espada era utilizada para coagir, ameaçar, ostentar o poder e coagir comerciantes.(Leia mais abaixo)


Até o momento foram apreendidos três armas brancas, uma central de monitoramento, celulares, chaves e documentos antigos de veículos, dinheiro e certa quantidade de drogas a contabilizar.