'O povo quer renovação', diz empresário pré-candidato

Jovem do grupo Bacellar fala sobre a necessidade de renovação da Câmara de Vereadores de Campos




27/03/2024, 16h03, Foto: Campos 24 Horas/reprod..


O povo quer mudança, sobretudo os jovens. É com esse mote que o empresário Valdinei Filho, de 28 anos, se coloca como pré-candidato à Câmara de Vereadores de Campos dos Goytacazes nestas eleições em outubro. “Nas ruas, sinto que os jovens sentem uma necessidade de mudança. Eles querem renovar a Câmara”, afirmou ao Campos 24 Horas. Empresário do ramo de automóveis e pequeno produtor rural, Valdinei disse contar com a força e o apoio de amigos em bairros de diferentes pontos do município.   (Leia mais abaixo)   


“Vim como candidato nas últimas eleições, fiquei na primeira suplência do PL, meu nome foi bem testado. Do nosso grupo que apoiava o Caio Vianna para prefeito, eu e o Bruno Pezão fomos os mais bem votados. Mas desta vez, com melhor estrutura e organização na campanha, acredito que vamos ter uma performance melhor”, apostou Valdinei, comerciante do ramo de automóveis e também pequeno agricultor. (Leia mais abaixo) 


Aliado do grupo do deputado estadual Rodrigo Bacellar, Valdinei se define como um jovem conservador e soma, além de lideranças jovens, também o apoio de pastores evangélicos. Entre as pautas a que pretende se dedicar na Câmara, ele ressalta atenção especial com os direitos das pessoas da terceira idade e a inclusão de pessoas e crianças atípicas. (Leia mais abaixo) 


Valdinei deve se definir entre três partidos do arco de alianças de apoio à candidatura da delegada Madeleine Dikeman, pré-candidata à prefeitura. Entre as siglas estão o próprio PL, o União Brasil ou o SD (Solidariedade). (Leia mais abaixo) 


Além de Rodrigo Bacellar, o pré-candidato tem como referência o falecido ex-vereador Franklin Areas, de São João da Barra, com quem tem grau de parentesco. (Leia mais abaixo) 


O comerciante se dedica também a trabalhos comunitários e filantrópicos em bairros e distrito de Campos. Ele elogia o espirito de solidariedade dos campistas diante da situação dramática dos moradores de Santo Eduardo com as últimas enchentes. (Leia mais abaixo) 


“Eu faço isso não apenas em épocas de enchentes como agora, mas no dia a dia procuro ajudar a todos na medida do possível. E parabenizo o povo de Campos por ter feito sua parte e socorrido nossos irmãos de Santo Eduardo. Procurei fazer também minha parte, levando quentinhas, galões de água, artigos de limpeza, colchões e roupas. Mas o importante é que muitos fizeram e estão fazendo este gesto de solidariedade com as pessoas afetadas pela tempestade”.