Goytacaz traz Almir de volta para tentar virar a página na Série B1

Diretoria anuncia retorno do lateral esquerdo campeão em 2017 para buscar reverter situação difícil no segundo turno da competição




13/10/2021, 20h08, Foto: Divulgação.

Depois de definir Luciano Lamoglia como novo técnico, o Goytacaz anuncia o retorno do lateral esquerdo Almir a fim de reforçar a equipe visando reverter a situação difícil após o primeiro turno da terceira divisão do Rio, a série B1, onde o time ocupa a lanterna da competição. (leia mais abaixo). 


“Vamos de novo com Almir! Queremos aquela triangulação com o lateral, o cruzamento para gol e final, novamente gritar é campeão”, informou o clube pelas suas redes sociais. (leia mais abaixo).


A volta de Almir à Rua do Gás foi celebrada pelos torcedores em suas postagens também nas mídias digitais. Otimista, apesar do momento crítico porque passa o Goytacaz, Jocimar Pessanha acredita na força da camisa e na lança do Drgaão. “O Dragão Azul vai voltar a lançar sua chama azul , os adversários que se cuidem , porque o  Dragão acordou”, disse um otimista .


“Pelo menos está vindo um vitorioso com a camisa alvianil”, afirmou Geancarlos Rossi, outro torcedor do alvianil da Rua do Gás.


Lateral esquerdo de vocação ofensiva, o fidelense Almir Silva do Carmo Junior, de 27 aos, foi campeão da Série B pelo Goytacaz em 2017, no titulo marcado pela vitória sobre o Americano com o gol histórico de Luquinha, no Estádio Eduardo Guinle, em Nova Friburgo.


Depois do Goytacaz, Almir foi campeão pelo Palmas (TO), jogou também no Rio Branco (Acre) e disputou ainda o Campeonato Paulista da Serie A2 pelo Velo Clube e Monte Azul. Atuou também no Angra dos Reis e Unirb (BA). Ultimamente estava no Duque de Caxias.


NOVO TÉCNICO - Ex-lateral esquerdo do clube na década de 1990, o macaense Luciano Lamoglia, 54 anos, é cria da rua do Gás, tendo passagens como jogador por outras equipes do futebol brasileiro, como o Nacional, Jaboticabal(SP), Ferroviária (SP) e Itumbiara (GO).


Como técnico e diretor comandou o Macaé, Independente, Carapebus, Atlético Itapemirim, Campos, Quissamã e Carapebus.  “O desafio é grande, mas o nosso Goytacaz precisa volta aos trilhos na competição. Contamos com o apoio desta maravilhosa torcida, pois a instituição deve estar acima de tudo e todos”, disse.


Após o afastamento do presidente Dartagnan Fernandes, o clube ficou sob comando de um conselho diretor que tem pela frente o desafio de reverter a situação e evitar uma queda para a quarta divisão estadual.