Eleição: PDT de Campos quer eleger 3 vereadores; veja quem é quem no partido

Campos 24 Horas/Eleição 2024 – PDT busca recuperar tradição histórica do trabalhismo em Campos e têm nomes fortes eleitoralmente que são pré-candidatos




26/06/2024, 13h12, Fotomontagem: Campos 24 Horas.


Postado por Fabiano Venancio - O trabalhismo sempre abrigou em Campos um polo de grandes lideranças por várias décadas, desde Getúlio Vargas até Leonel Brizola e Anthony Garotinho. E na eleição deste ano para a Câmara Municipal, os dirigentes do PDT local, conscientes desta história de tradição e protagonismo, projetam eleger três vereadores. O Campos 24 Horas mostra alguns dos pré-candidatos da nominata pedetista, formada por vereadores, ex-vereadores, suplentes e lideranças em diferentes áreas de atuação no município para tentar formar uma bancada forte na Câmara Municipal. Entre eles, há pré-candidatos competitivos eleitoralmente, como Diego Dias, Amélia da Educação, Felipe Coutinho e Marcelo Feres. (Leia mais abaixo)


“É um momento de reconstrução do partido. Vamos buscar, no mínimo, repetir a bancada da atual legislatura com três vereadores. Mas temos ainda outros pré-candidatos competitivos que podem até aumentar esta representação”, observou o vereador Leon Gomes, presidente local do PDT. (leia mais abaixo)


Além de Leon, que ocupou a Fundação Municipal da Infância e da Juventude e obteve 1.063 votos na última eleição, dois atuais vereadores pedetistas concorrerão à reeleição: Cabo Alonsimar (com 2.459 na última eleição), e Luciano Riolu (1.382 votos).  (Leia mais abaixo)


O pré-candidato Diego Dias (1.591 votos na última eleição), já esteve na Câmara e na Subsecretaria de Iluminação Pública. Diego é idealizador do novo parque energético de Campos, que proporcionou lâmpadas de led aos bairros e distritos do município. (leia mais abaixo)


O empresário Felipe Coutinho, de 29 anos, formado em Ciências Sociais pela Uenf (Universidade Estadual do Norte Fluminense), é uma das novidades nestas eleições como pré-candidato a vereador de Campos pelo PDT. (Leia mais abaixo)


A professora Amélia da Educação é outro nome considerado forte eleitoralmente. Amélia já foi testada nas urnas, com excelente performance, tendo obtido mais de 2 mil votos em duas eleições. Ela tem larga experiência na área de Educação e também já ocupou cargos nas áreas de agricultura e esportes nos governos Arnaldo Vianna, Carlos Alberto Campista e Anthony Garotinho. Já no governo Wladimir, a professora teve forte atuação na área social. (leia mais abaixo)


O pré-candidato Marcelo Feres, licenciado como secretário de Educação, Ciência e Tecnologia, é quadro técnico gabaritado do partido, e será testado nas urnas este ano. Professor da área de Informática do Instituto Federal Fluminense (IFF), é mestre em Engenharia de Software pela Vrije Univesiteit Brussel - Belgica / École des Mines, da França, e também licenciado em Matemática pela Faculdade de Filosofia de Campos. (Leia mais abaixo)


O PDT aposta ainda em outros pré-candidatos, casos do professor Alexandre Lourenço, do suplente de vereador Paulo Arantes, da presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, Manuelli Ramos e do advogado Alonso Barbosa, de 26 anos, filho do saudoso vereador Renato Barbosa. Alonso é presidente da juventude do PDT de Campos e tem apoio nacional da juventude do partido pra sua pré-candidatura. Na sua primeira eleição obteve 817 votos.(Leia mais abaixo)


O processo de reconstrução do PDT passa também, de acordo com Leon Gomes, pela instalação de núcleos e movimentos da juventude e outros núcleos de base no município, de modo a preservar a história do partido e o legado de Leonel Brizola. (Leia mais abaixo)


“Na própria Conferência Nacional do PDT, entre os dias 23 e 25 de março, em Brasília, ficou explicitado que o partido tem compromissos de retomar o seu protagonismo em cidades onde construiu grande tradição de lideranças e bases populares. Vamos instalar os comitês da juventude nos bairros e manter sempre viva a história de líderes como Leonel Brizola”, afirmou. (Leia mais abaixo)


TRABALHISMO EM CAMPOS - O trabalhismo no município já contou com lideranças históricas, desde os tempos do PTB, como o ex-prefeito João Barcelos Martins; o ex-vereador Jaci Barbeto; os também sindicalistas e ferroviários João Duro e Delso Gomes; e o dentista Irineu Marins. (Leia mais abaixo)


Com o retorno de Leonel Brizola do exílio, em 1981, o partido elegeu o deputado federal José Maurício Linhares. No final da década de 1980 e depois, em 1990, o principal destaque foi Anthony Garotinho, que se elegeu deputado estadual, prefeito e governador pela legenda.