Covid: Área central de Campos terá fiscalização

Força-Tarefa de Combate ao Coronavírus está em alerta com a grande movimentação nesses primeiros dias de flexibilização




02/07/2020, 17h40, Foto: Reprodução/Héllen Souza.

Preocupados com a grande movimentação registrada no Centro da cidade na última quarta-feira (1), em função da flexibilização do comércio de rua, responsáveis por vários órgãos municipais se reuniram, na tarde desta quinta-feira (2), para traçar medidas mais intensas de fiscalização com intuito de evitar aglomeração e riscos de disseminação da Covid-19 na área central. (leia mais abaixo)


A reunião foi coordenada pelo subsecretário de Governo, Fábio Bastos, e teve a participação do o secretário de Segurança Pública, Darcileu Amaral; o comandante da Guarda Civil Municipal, Fabiano Mariano; o superintendente de Postura, Márcio Aquino e o assessor chefe da Vigilância Sanitária de Campos, Vítor Almeida que compõem a Força-Tarefa de Combate ao Coronavírus.


De acordo com Fábio Bastos, o município entrou na fase amarela, Nível 3 do Plano de Retomada de atividades econômicas e sociais - Campos Daqui Para Frente - que prevê a flexibilização do comércio de rua, porque os cálculos matemáticos realizados pelos especialistas em saúde apontaram que a disseminação do coronavírus no município vem apresentado queda, o número de recuperados aumentou e a Prefeitura de Campos conseguiu ampliar o número de leitos destinados à Covid-19, mesmo sem apoio do Governo do Estado.


- Diante dos cálculos apresentados pelos especialistas da saúde, nosso município está apto a entrar no Nível 3, mas isso não quer dizer que se for necessário não retornará a fases mais duras como a fase 4, de lockdown parcial, e até mesmo a fase 5, de lockdown. Para que a economia volte a ser retomada todos nós temos que colaborar. Tanto os comerciantes seguindo todas as medidas do decreto, quanto a população que deve entender que o comércio está aberto, mas que isso não significa que a pandemia acabou, por isso a recomendação continua sendo para sair de casa só em caso de necessidade e sempre fazendo uso da máscara - esclareceu o subsecretário de Governo.


Reforço no Centro - O número de equipes de fiscalização na área central será maior de segunda a sexta das 8h às 18h, horário autorizado para funcionamento do comércio de rua.


- Vale lembrar que o comércio está autorizado a funcionar de segunda à sexta das 8h às 18h, aos sábados nada está autorizado para atendimento ao público. Nossas equipes estarão conversando e conscientizando as pessoas, caso percebam aglomerações, e fiscalizando se estão cumprindo todas as determinações do decreto, como número de pessoas que podem entrar no estabelecimento, uso de máscaras e controle e organização das filas na porta dos estabelecimentos. O prefeito Rafael Diniz entende a necessidade da retomada econômica do setor e a reabertura do comércio só foi possível pelos cálculos apresentados, mas a maior preocupação dele é com a vida das pessoa e caso esses cálculos apresentem alterações preocupantes voltaremos a fases anteriores - explicou Fábio Bastos.