Com prejuízo de R$ 10 milhões, PF realiza operação que investiga fraudes na Caixa

Organização conseguiu acesso ao aplicativo Caixa-Tem e desviou valores de programas de transferência de renda de contas sociais




10/07/2024, 16h58, Foto: Divulgação .


A Polícia Federal deflagrou a operação Falso Egídio, na manhã desta quarta-feira (10), para desarticular uma organização criminosa especializada em fraudes a programas de transferência de renda contra a Caixa Econômica Federal. O prejuízo estimado é de R$ 10 milhões. (Leia mais abaixo)


Foram emitidos 11 mandados de prisão e 16 de busca e apreensão a serem cumpridos por 80 policiais, em cinco estados, Rio de Janeiro, São Paulo, Amazonas, Mato Grosso do Sul e Piauí. Os mandatos foram expedidos pela 2ª Vara Federal de Niterói, Rio de Janeiro.(Leia mais abaixo)


A investigação começou em abril de 2023 e acontece em conjunto entre a Delegacia de Polícia Federal em Niterói, da REAPDRJ e a Centralizadora Nacional de Segurança e Prevenção a Fraude da Caixa.(Leia mais abaixo)


Durante as investigações, foram constatadas as participações de um empregado e duas funcionárias terceirizadas do banco, que foram cooptados pela quadrilha em troca de propina.