Canil da GCM acionado para doação de sangue animal

Apesar de ser um ato nobre, que ajuda a salvar vidas de muitos pets, a doação de sangue animal ainda é bastante desconhecida




09/10/2019 | 09h21 | Foto: Divulgação.

A Guarda Civil Municipal de Campos dos Goytacazes, através da Sala de Operações (SOP), recebeu uma chamada telefônica de uma proprietária de um cão em tratamento no Hospital Veterinário da Universidade Estadual do Norte Fluminense (UENF) para doação de sangue animal. Imediatamente a SOP acionou o Grupamento de Operações com Cães para avaliação e seleção dos cães e a realização do procedimento na UENF nesta manhã de terça-feira, dia 08.


Apesar de ser um ato nobre, que ajuda a salvar vidas de muitos pets, a doação de sangue animal ainda é bastante desconhecida. Praticamente não há estoque e a falta de informação dificulta encontrar doadores com sangue compatível para salvar a vida de um outro animal da mesma espécie.


A cadela MEL, agente do GOC, foi selecionada para a doação por ter o sangue compatível ao do cão gravemente enfermo, além de estar dentro dos seguintes critérios para a realização da doação de sangue animal:


• Os cães doadores devem pesar, pelo menos, 27 quilos;

• Apenas cães com idades entre 1 e 8 anos podem ser doadores;

• Os cachorros devem ter temperamento dócil, pois, assim, não é necessário utilizar sedativos;

• O pet não pode ter nenhuma doença crônica;

• A vermifugação e a vacinação devem estar em dia.


Os cães do GOC são assistidos pela veterinária responsável pelo canil da GCM, Francimara Araújo.