Campos: 3 mortes por dengue e uma por chikungunya




10/06/2024, 18h34, Foto: Divulgação .


O boletim semanal de arboviroses foi liberado pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Com a nova atualização, os dados referentes da primeira a 23ª terceira Semana Epidemiológica, divulgada nesta segunda-feira (10), totalizam 14.591 notificações para dengue e 814 para chikungunya. (Leia mais abaixo)


O monitoramento das notificações é feito pela Subsecretaria de Vigilância em Saúde (SUBVS). Considerando a estratificação mensal, para dengue foram, em janeiro 866; fevereiro 3.201; março 4.597, abril 3.440; maio 2.344 e, junho, até esta segunda-feira (10), 143. Para chikungunya: janeiro 48, fevereiro 67, março 156, abril 288; maio 247 e até 10 de junho, 8. Não há registro de zika. (Leia mais abaixo)


Entre os dados há três óbitos por dengue, sendo um de um idoso de 62 anos causado por coinfecção de dengue e leptospirose; e uma morte por chikungnunya. (Leia mais abaixo)


O município está em epidemia por dengue desde o dia 1º de março, quando foi criado o Gabinete de Crise da Dengue e outras Arboviroses com o objetivo de coordenar todas as ações de enfrentamento à epidemia. Na quarta-feira (5), aconteceu a última reunião, mas que pode ser reativada em caso de excepcionalidade epidemiológica.(Leia mais abaixo)


Desde o início da gestão, o município vem implementando ações preventivas, educativas e de combate aos vetores de doenças como dengue, chikungunya, leptospirose, febre maculosa e outros agravos à saúde da população. Entre eles está a capacitação dos profissionais de saúde e descentralização do atendimento para melhor acolher e tratar esses pacientes.(Leia mais abaixo)


Já na área de educação em saúde, prevenção e combate ao vetor, além do trabalho diário realizado juntos aos domicílios, também tem sido realizada ações integradas, como mutirões de limpeza e conscientização da população.