SF: Possível votação do processo de cassação do prefeito

Assessoria da Casa de Leis confirmou que a votação está incluída na pauta desta quarta-feira (7)




06/02/2024, 14h50, Foto: Divulgação.


A Câmara de Vereadores de São Fidélis irá votar nesta quarta-feira (7), às 9h30, se aceita ou não uma denúncia que pode levar à cassação do prefeito Amarildo Alcântara. Para seguir adiante, o pedido de abertura da Comissão Processante (CP), protocolado no último dia 1º, precisa ser aprovado por 2/3 dos edis, ou seja, seis dos 9. Há suspeitas de que o chefe do Executivo tenha desviado dinheiro do Fundo de Previdência dos servidores municipais. (Leia mais abaixo)


Por e-mail, a assessoria de Comunicação da Câmara de Vereadores de São Fidélis confirmou que a votação da Comissão Processantes está na pauta da sessão desta quarta-feira(7). Foi solicitado, por e-mail, posicionamento da assessoria de Comunicação da Prefeitura, mas até o momento não houve resposta. (Leia mais abaixo)


O advogado Alex Aquino foi quem oficializou o pedido de abertura da CP, denunciando o prefeito pela prática de infração político-administrativa. Em depoimento à Comissão Parlamentrde de Inquérito (CPI) que investiga o susposto crime no chamado "Fundão", gestores contaram que o dinheiro desviado era transferido para as contas pessoais deles e depois repassado para parentes do prefeito. A CPI ainda deve ouvir parentes do prefeito. (Leia mais abaixo)


"Gostaria de deixar claro que sou imparcial. Apresentei denúncia porque as provas que chegaram em minhas mãos são muito irrefutáveis. Creio eu que, como autoridade Legislativa,os edis vão agir com imparcialidade, dando a quem é de direito o que tem que ser dado", disse o advogado.