MP pede indisponibilidade de bens do ex-secretário de Educação de Campos

Suspeita de superfaturamento na compra do 'Kit Alimentação' para alunos




25/09/2021 10:10:27.

O Ministério Público Estadual do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ), através da Ação Civil Pública,  entrou com um pedido para tornar indisponíveis os bens do ex-Secretário Municipal de Educação, Cultura e Esporte, Brand Arenari, no valor de R$ 1.428.665,13, por atos de improbidade administrativa, em razão de  aquisição de “kits escolares de alimentação” no governo do ex-prefeito Rafael Diniz (Cidadania). (leia mais abaixo)


A principal suspeita é de que houve prática de sobrepreços em contratos fechados com a Quotidien e a Nutriplus, esta uma empresa de fachada que integra a “Máfia das Merendas”, sistema que consistia em fraudar licitações para o fornecimento de merendas a creches e escolas da rede pública, principalmente no Estado de São Paulo, constando, inclusive, no Cadastro Nacional de Condenações Cíveis por Ato de Improbidade. (leia mais abaixo)


O esquema de sobrepreços nos produtos contratados pelo Município de Campos com a sociedade empresarial causou dano total ao erário municipal apurado no montante de R$ 1.248.375,66 (um milhão, duzentos e quarenta e oito mil, trezentos e setenta e cinco reais e sessenta seis centavos), assim especificados: (leia mais abaixo)


• R$ 117.855,00, correspondentes ao fornecimento de 24.300 kits alimentares para as creches;

• R$ 654.298,95, correspondentes ao fornecimento de 134.907 kits alimentares para as escolas;

• R$ 476.221,71, referentes ao BDI (Benefícios e Despesas Indiretas), considerando que, para o mesmo tipo de Kits alimentares (creche e escola), foram cobrados valores diferentes. (leia mais abaixo)


O MP utilizou a planilha comparativa dos preços apresentados pelos Supermercados Superbom, Extra e Assaí e concluiu existência de sobrepreços “referentes ao BDI (Benefícios e Despesas Indiretas), considerando que, para o mesmo tipo de kits alimentares (creche e escola), foram cobrados valores diferentes para o mesmo serviço, além de atividades de intermediação e agenciamento de serviços e negócios (montagem, armazenamento, logística na elaboração de cestas básicas)”. (leia mais abaixo)


Ademais, foi constatado, ainda, que a municipalidade possui contrato em vigor com a “Nutriplus” para fornecimento regular de alimentação nas escolas e creches municipais (contrato n. 182/2018, o qual já sofreu dois aditivos temporais), sendo certo que o referido contrato é objeto de processo que tramita no Tribunal de Contas Estadual (TCE/RJ nº 211.134-3/19), tendo sido identificadas diversas irregularidades em sede de Auditoria Governamental Ordinária, dentre as quais execução parcial do contrato, superfaturamento e fiscalização contratual precária. (leia mais abaixo)


Os danos aos cofres públicos tiveram origem no “Contrato nº 0038/2020-COVID-19”, celebrado em 03/04/2020, mediante dispensa de licitação, entre a Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esporte de Campos dos Goytacazes, pelo secretário (réu) Brand Arenari, e a pessoa jurídica “Quotidien Comercial Atacadista Ltda.”, que teve como objetivo o fornecimento de kits alimentares para os estudantes da rede municipal de ensino durante o período de suspensão das aulas.




Professora desponta como possível candidata

No Psol, Natália Soares já foi candidata a prefeita e pode tentar uma cadeira na Alerj




25/09/2021 10:10:40.

Em Campos, o Psol cogita lançar o nome da professora Natália Soares, credenciada pelo bom desempenho alcançado nas últimas eleições municipais, tendo obtido 11.622 votos, menos de dois mil do resultado da votação do então prefeito Rafael Diniz (Cidadania). O nome de Natália surgiu durante levantamento do Campos 24 Horas (Aqui) nos diretórios dos partidos já fazem discussões internas visando a escolha de nomes para a disputa de vagas na Assembléia Legislativa (Alerj) e Câmara Federal. Natália falou ao site a respeito da sua possível candidatura e as principais demandas dos campistas na área pública. (leia mais abaixo)


“Eu deixei meu nome disponível se o partido precisar. Essas discussões estão sendo feitas internamente, tanto do ponto de vista eleitoral, agora que o partido enfrenta um cenário difícil com a saída do deputado Marcelo Freixo, quanto acerca da necessidade de uma cidade do porte de Campos manter um protagonismo em torno da nacionalização do debate e das demandas da população”, avaliou.  (leia mais abaixo)


Natália pondera que a nacionalização do debate e a análise da conjuntura nacional são de capital importância para explicar as causas das carências e necessidades básicas da população.  “A nacionalização do debate é importante porque precisamos refletir sobre as causas do crescente empobrecimento da população, além da alta dos preços dos alimentos com a inflação da cesta básica que dispara juntamente com o preço dos combustíveis, entre outras pautas”, destacou.  (leia mais abaixo)


Mas outras demandas da população que dependem de políticas públicas locais estão também na pauta do Psol como a questão da moradia e das condições dos assentamentos no interior do município, entre outras. (leia mais abaixo)


Ainda de acordo com Natália Soares, o partido ainda reflete sobre os impactos do desligamento de Marcelo Freixo. “O partido ainda sente as fraturas da saída do Freixo, que foi um processo doloroso para nós, mas neste momento é que precisamos multiplicar nossas forças e manter o partido firme e com a mesma disposição de luta. Fico com a frase do Chico Alencar (ex-deputado federal, hoje vereador pelo Psol no Rio) quando disse que por mais que um violino seja afinado não pode substituir uma orquestra”, concluiu.    




Prefeito Wladimir reinaugura UBS do Eldorado

A unidade terá um polo para realização de curativos




24/09/2021 00:12:24.

A Unidade Básica de Saúde da Família (UBSF) do Parque Eldorado, em Guarus, terá um polo avançado para a realização de curativos, nos moldes do Centro de Referência de Lesões Cutâneas e Pé Diabético, da Secretaria Municipal de Saúde. O pedido feito pelo prefeito de Campos, Wladimir Garotinho, foi prontamente atendido pelo secretário de Saúde, Paulo Hirano, e anunciado na noite desta quinta-feira (23), durante a reinauguração da UBSF,  que passou por ampla reforma. Em seu discurso, Wladimir disse estar recebendo muitas solicitações de moradores que não têm condições financeiras para se deslocar a um posto de saúde para um simples curativo. "Entrei em contato com o secretário de Saúde que me surpreendeu com essa notícia ", disse o prefeito, agradecendo o reconhecimento da população do Eldorado às melhorias feitas no bairro por sua família, enquanto esteve à frente da Prefeitura. Ele anunciou também a reabertura de outras seis Unidades Básicas de Saúde (UBSs) ainda este ano, sem citar, no entanto, quais serão. (leia mais abaixo)


Wladimir pediu à encarregada da UBSF,  Aliny Arantes da Silva Gomes, que continue cuidando do povo, já que ele não consegue estar em todos os lugares ao mesmo tempo.  (leia mais abaixo)


O secretário de Saúde, Paulo Hirano, afirmou que irá fazer da UBSF uma unidade modelo de atenção primária. "Lembro-me que essa unidade foi a primeira a funcionar 12h e tive a oportunidade de estar aqui, há 12 anos atrás, para a implantação do novo modelo de funcionamento".  (leia mais abaixo)

 

A reforma da UBSF foi possível graças ao apoio de moradores do bairro, comerciantes e parceria da iniciativa privada, através do Programa Amigo da Cidade. O prédio recebeu pintura nova e teve o telhado reformado.  (leia mais abaixo)


Mensalmente, 1,5 mil pessoas são atendidas na unidade, que oferece consultas para as áreas de clínica médica, pediatria, ginecologia, exames de rotina e citopatológico (preventivo), vacinas de calendário básico de imunização, além de teste rápido para detectar o vírus HIV, hepatite B, hepatite C e sífilis, aferição da pressão arterial e glicemia. (leia mais abaixo)


Na estatística de atendimentos está o da família da comerciante Iolanda Passos da Costa, 55 anos. Moradora no Eldorado há 35 anos, ela disse que no governo passado a unidade não contava com médico e nem medicamentos. "Era  tudo muito precário.  Hoje temos um prefeito que enxerga o povo". (leia mais abaixo)


Participaram da solenidade de inauguração,  o secretário municipal de Governo, Juninho Virgílio,  secretário municipal da Casa Civil, Suledil Bernardino, presidente da  Câmara de Vereadores, Fábio Ribeiro, deputado estadual, Bruno Dauaire, vereadores Álvaro Oliveira, Bruno Pezão, Leon Gomes, Luciano Rio Lu e o pastor Marcos Elias, além do presidente da Companhia de Desenvolvimento do Município de Campos (Codemca), Juninho Jubiraca, e o secretário estadual de Defesa Civil, Leandro Monteiro.




Em isolamento, Bolsonaro faz teste de Covid no Alvorada

Por recomendação da Anvisa, cerca de 50 pessoas que tiveram contato direto ou indireto com Queiroga precisarão ficar isoladas por 5 dias




23/09/2021 19:07:54.

O presidente Jair Bolsonaro fez um teste do tipo RT-PCR para saber se está ou não com Covid. O exame teria sido realizado na quarta-feira (22) e o resultado é aguardado para esta quinta-feira (23). No momento, Bolsonaro está em isolamento social no Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência, após o ministro Marcelo Queiroga (Saúde) pegar Covid. O presidente está bem e sem sintomas, segundo fontes próximas ao mandatário. Ele tem despachado pelo celular. (leia mais abaixo)


Por recomendação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), cerca de 50 pessoas que tiveram contato direto ou indireto com Queiroga precisarão ficar isoladas por 5 dias. (leia mais abaixo)


No caso de Bolsonaro, o isolamento deveria ocorrer, segundo a orientação da Anvisa, até a noite de sábado (25). Então, seria feito um novo teste PCR para confirmar se está ou não com a doença. (leia mais abaixo)


Caso esse último exame desse negativo, o presidente poderia voltar às atividades normais, com compromissos presenciais. (leia mais abaixo)


A mesma medida vale para as outras pessoas do governo que ficaram em isolamento. É o que ocorre, por exemplo, com o ministro Augusto Heleno, do Gabinete de Segurança Institucional (GSI). (leia mais abaixo)


Nesta quinta-feira (23), Bolsonaro participou on-line da cerimônia de recondução do procurador-geral da República, Augusto Aras, ao cargo. O evento não constava na agenda oficial.


*Fonte: R7




Campos já tem 25 pré-candidatos a deputado

Levantamento do Campos 24 Horas mostra os prováveis candidatos à Alerj e Câmara Federal, entre eles primeira-dama e engenheiro




23/09/2021 16:04:05.

Os bastidores que movem o tabuleiro da política local e regional começam a ventilar nomes que despontam como alternativas dos partidos visando as eleições de 2022 para a Assembléia Legislativa (Alerj) e a Câmara dos Deputados. As três principais correntes políticas de Campos já estão praticamente com suas pré-candidaturas definidas para a disputa. Conforme levantamento da reportagem do Campos 24 Horas, são 25 possíveis candidatos de Campos e região, entre eles nomes já conhecidos do eleitorado e outros que tentarão pela primeira vez uma cadeira na Alerj, como o engenheiro civil Tarcísio Miranda Assed, filho do juiz Paulo Assed, e o bombeiro militar Dimisson Nogueira. A primeira-dama Tassiana Oliveira também tem sido apontada como uma potencial pré-candidata a uma vaga a uma cadeira na Alerj. Na condição de primeira-dama, Tassiana realiza um trabalho com muita desenvoltura na área social. Ela, entretanto, se mantém de forma discreta nas entrevistas e nas redes sociais. E ainda fontes ligadas ao prefeito Wladimir informam ao Campos 24 Horas que “seria cedo” para lançá-la em 2022. (Veja abaixo os prováveis candidatos)


No grupo do ex-governador Anthony Garotinho, ele mesmo pode vir como candidato a Câmara Federal, caso consiga superar seus problemas judiciais. Caso Garotinho seja impedido, a vaga pode ser do presidente da Câmara de Vereadores, Fábio Ribeiro (PSD). Outros postulantes são os empresários Marcelo Mérida, atual secretário municipal de desenvolvimento Econômico, e Renê Siqueira (PSC), marido da ex-vereadora Rosilani do Renê e dono da LinPin. Renê é irmão do apóstolo Renam Siqueira, presidente da Associação das Igrejas Evangélicas de Campos. (leia mais abaixo)


Para a Alerj, duas vagas de candidato seriam do atual deputado Bruno Dauaire (PSC), que busca a reeleição; e a deputada federal Clarissa Garotinho (Pros), que deve mudar de endereço funcional de Brasília para o Rio. Outras vagas seriam de Thiago Rangel (Pros), Juninho Virgílio (Pros) e o vereador Maicon Cruz. (leia mais abaixo)


No grupo do deputado estadual Rodrigo Bacellar (SD), ele mesmo é candidato natural à reeleição, cabendo ao médico Bruno Calil (SD) a vaga de pré-candidato a deputado federal. Bruno entra na disputa cacifado pelo bom desempenho como candidato a prefeito nas últimas eleições. (leia mais abaixo)


No PDT, Caio Vianna, atual secretário de Ciência e Tecnologia de Niterói e candidato nas últimas eleições para prefeito de Campos, disputa uma vaga de deputado federal. Vianna fará dobradinha com Vitor Junior, ex-secretário de Obras de Niterói e ex-vereador na ex-capital fluminense, cuja família é de Campos. (leia mais abaixo)


O vereador Igor Pereira (SD) também desponta como pré-candidato a deputado federal. Igor atualmente integra o grupo independente de vereadores na Câmara. (leia mais abaixo)


O pastor e ex-deputado federal Eber Silva deve disputar uma cadeira na Alerj como um dos representantes do segmento evangélico. (leia mais abaixo)


Já no campo socialista, o sindicalista José Maria Rangel deve novamente concorrer a Câmara federal, pelo PT, enquanto a professora Odisséia de Carvalho pode disputar uma cadeira na Alerj. No Psol, a professora Natália tem seu nome cogitado como pré-candidata à Alerj após o bom desempenho nas eleições de 2020 como candidata à prefeitura. (leia mais abaixo)    


Outro que também tem o nome cogitado nesta disputa é o ex-deputado Roberto Henriques, pelo PC do B. O ex-presidente da Câmara Municipal de Campos e ex-deputado federal Marcão Gomes (PL) pode tentar retornar a Brasília. (leia mais abaixo)


Turbinado pela boa presença nas redes sociais, o produtor rural Marlon Guido (PSC), candidato a vereador nas últimas eleições, deve vir como candidato a Alerj. (leia mais abaixo)


Outras candidaturas regionais que despontam como competitiva é a do ex-prefeito de São Francisco de Itabapoana, Frederico Barbosa Lemos, que mira a Alerj. Além dos votos do eleitorado sanfranciscano, Frederico deve abocanhar ainda uma boa fatia de eleitores campistas, onde também tem base eleitoral. (leia mais abaixo)


Outros candidatos que tem base eleitoral em todo estado e que deve colher boa votação na planície pelos serviços prestados a Campos são os deputados federais Christino Áureo (PP) e Hugo Leal (PL), que disputarão a reeleição. (leia mais abaixo)


Jair Bittencourt sai do Noroeste Fluminense bom excelente votação para inflar sua musculatura em Campos na disputa da reeleição para a Alerj. Gutemberg Reis e Domingos Brazão também costumam ter boas votações na região e querem repetir a dose. (leia mais abaixo)


Na Câmara de Vereadores de Campos há ainda o vereador Bruno Viana (PSL), que deve contar com os votos herdados do pai, o falecido ex-deputado Gil Viana.




Juiz diz que Carlos Bolsonaro é citado como chefe de organização criminosa




23/09/2021 14:02:24.

Na decisão em que autorizou a quebra de sigilos bancário e fiscal do vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ), o juiz Marcello Rubioli, da 1ª Vara Criminal Especializada do TJ-RJ (Tribunal de Justiça do Rio), avaliou os dados apresentados pelo MP-RJ (Ministério Público do Rio) e escreveu ao longo de 79 páginas que verificou "indícios rotundos de atividade criminosa em regime organizado" e que "Carlos Nantes [Bolsonaro] é citado diretamente como o chefe da organização". (leia mais abaixo)


A 3ª PIP (Promotoria de Investigação Penal) investiga a existência da prática de rachadinha, entrega ilegal de salários dos assessores, e da nomeação de pessoas que eram "funcionários fantasmas" no gabinete de Carlos Bolsonaro. (leia mais abaixo)


Colunistas do UOL

O MP-RJ pediu a quebra de sigilo no dia 5 de maio e o juiz autorizou, no dia 24 de maio, o afastamento dos sigilos de Carlos Bolsonaro, Ana Cristina Valle, segunda mulher do presidente Jair Bolsonaro, e outros 25 investigados. O MP-RJ tinha pedido a quebra de sigilo de Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro, mas o magistrado não autorizou. (leia mais abaixo)


Procurada pela coluna, a defesa de Carlos Bolsonaro não se manifestou até o momento. Em declarações anteriores sobre a investigação, Carlos Bolsonaro negou que tenha cometido qualquer ilegalidade: "Na falta de fatos novos, requentam os velhos que obviamente não chegaram a lugar nenhum e trocam a embalagem para empurrar adiante a narrativa. Aos perdedores, frustrados por não ser o que sempre foram, restou apenas manipular e mentir. É o que mais acusam e o que mais fazem". (leia mais abaixo)


"Fortes indícios"

Após analisar os dados apresentados pelo MP, o juiz Marcello Rubioli escreveu que "os elementos de informação coligidos aos autos - mais notadamente quando se atenta ao vasto acervo de documentos que acompanham o expediente investigatório - apontam para a existência de fortes indícios da prática de crime de lavagem de capitais". (leia mais abaixo)


Rubioli escreveu ainda que "da leitura dos autos do procedimento declinado, apura-se, facilmente, que se encontram presentes indícios rotundos de atividade criminosa em regime organizado para prática de crimes". O juiz afirma ainda que "Carlos Nantes é citado diretamente como o chefe da organização, até porque o mesmo efetua as nomeações dos cargos e funções comissionadas do gabinete". (leia mais abaixo)


O MP informou no pedido de quebra de sigilo que "na presente investigação, pelos elementos de provas colhidos já é possível vislumbrar indícios da existência de uma organização criminosa caracterizada pela permanência e estabilidade, formada desde o ano de 2001 por diversos assessores nomeados pelo parlamentar (Carlos Bolsonaro) para cargos na Câmara Municipal. (leia mais abaixo)


Os investigadores relataram ainda que "com efeito, para operacionalizar o desvio, é necessária a convergência da atuação do vereador, que se encarrega da indicação dos assessores "fantasmas" (e figura como beneficiário final do peculato), dos chefes de gabinete que atestam falsamente a o desempenho da atividade profissional dos assessores, e finalmente dos ocupantes de cargos comissionados, concordam em ser nomeados formalmente na Câmara Municipal, sob compromisso de repassar mensalmente parte da remuneração do cargo aos demais integrantes da organização criminosa, contribuindo para o desvio da verba orçamentária". (leia mais abaixo)


O MP-RJ relatou que a organização criminosa teria seis núcleos. O primeiro e mais numeroso é o de Ana Cristina Siqueira Valle, ex-chefe de gabinete de Carlos (2001 a 2008) e segunda mulher do presidente Jair Bolsonaro. (leia mais abaixo)


No ano passado, o MP-RJ já tinha denunciado o senador Flávio Bolsonaro, irmão de Carlos, como líder de uma organização criminosa que existia em seu antigo na Alerj (Assembleia Legislativa do Rio). A análise da denúncia está suspensa no momento por uma decisão do STJ. Flávio negou ter cometido qualquer ilegalidade. (leia mais abaixo)


Relatório do Coaf

Na decisão do caso de Carlos Bolsonaro, o magistrado ainda fez referência a um relatório do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) em que se verificou a movimentação de R$ 1,77 milhão para Carlos em uma conta que está em nome de sua mãe, Rogéria Bolsonaro, primeira mulher do presidente Jair Bolsonaro. O juiz também afirmou que existem "indícios de subfaturamento de compra de imóvel em 2009". (leia mais abaixo)


Carlos Bolsonaro declarou em cartório que pagou R$ 70 mil por um apartamento em Copacabana. O MP apontou ao TJ que o "valor venal do imóvel, para fins tributários, correspondia a aproximadamente R$ 236 mil, ou seja, 237% a mais do que o valor do pagamento declarado, a sugerir a possibilidade de pagamentos realizados "por fora", lastreados na disponibilidade de recursos em espécie". (leia mais abaixo)


O juiz Marcello Rubioli afirmou ainda que "não se está a emitir juízo de valor definitivo acerca da existência e autoria dos injustos, mas apenas efetuando-se a constatação técnico-jurídica de que existem, de fato e em consonância com o afirmado pelo Ministério Público, firmes indícios". (leia mais abaixo)


MP-RJ pediu quebra de sigilo de Queiroz

O MP-RJ pediu ao TJ a quebra de sigilo de Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ). A quebra foi pedida porque ele possui relação familiar com Márcio Gerbatim e Claudionor Gerbatim. Márcio é pai da enteada de Queiroz. Há indício de que os dois Gerbatim fossem funcionários fantasmas na Câmara de Vereadores. (leia mais abaixo)


No pedido, os investigadores justificaram o pedido de quebra assim: "Considerando que já foram identificados indícios suficientes da participação de Fabrício José Carlos de Queiroz no desvio de recursos oriundos da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, mediante devolução dos valores pagos a vários funcionários "fantasmas" (prática denominada "rachadinha"), a ensejar a propositura de denúncia criminal em face do mesmo, impõe-se verificar se tal prática também estaria ocorrendo no âmbito da Câmara Municipal do Rio de Janeiro, a justificar o afastamento de sigilo". (leia mais abaixo)


Ao analisar o pedido de quebra de sigilo de Fabrício Queiroz, o juiz não concordou com o pedido do MP-RJ. (leia mais abaixo)


"Não possui justificativa para afastamento de sigilos nos autos. Não foi citado em qualquer RIF (relatório de inteligência financeira) ou compôs o gabinete", escreveu Rubioli.


*Fonte: Reportagem: Juliana Dal Piva/UOL




CPI marca depoimento do empresário Luciano Hang para a quarta-feira

Comissão quer investigar participação do dono da Havan na disseminação de informações falsas sobre remédios ineficazes




23/09/2021 12:12:48.

A CPI da Covid marcou nesta quinta-feira (23) o depoimento do empresário Luciano Hang, dono da Havan, para a próxima quarta (29). A convocação dele já tinha sido aprovada em junho, faltava marcar a data. (leia mais abaixo)


A CPI também aprovou a convocação de Bruna Morato, advogada da empresa de saúde Prevent Senior, conforme já havia antecipado o blog da Julia Duailib. (leia mais abaixo)


Na sessão desta quarta (22), o relator, Renan Calheiros (MDB-AL), defendeu que fosse marcado logo o dia do depoimento de Hang.


O empresário é um dos mais ferrenhos aliados do presidente Jair Bolsonaro. A CPI quer aprofundar investigações sobre envolvimento de Hang em esquemas de disseminação de informações falsas, em especial informações falsas sobre tratamentos ineficazes contra a Covid.


Hang foi assunto na CPI na quarta em razão das investigações sobre a Prevent Senior. A mãe do empresário, Regina Hang, falecida em fevereiro após complicações da Covid, era cliente do plano de saúde. Reportagem da TV Globo mostrou que a Prevent Senior não informou a causa da morte de Regina no atestado de óbito.


O prontuário de Regina, ao qual a TV Globo teve acesso, mostra que ela foi internada no Hospital Sancta Maggiore, da Rede Prevent Senior, e foi medicada com o chamado "kit Covid". O "kit Covid", também alvo da CPI, é formado por remédios ineficazes contra a Covid, mesmo assim defendidos desde o início da pandemia por Bolsonaro e aliados.


Prevent Senior


A Prevent Senior é investigada pela CPI por ter omitido óbitos de pacientes em um estudo conduzido pela empresa na tentativa de atestar a eficácia dos medicamentos.

A CPI recebeu um dossiê com uma série de denúncias de irregularidades, elaborado por médicos e ex-médicos da Prevent.


O documento informa que a disseminação de remédios sem eficácia foi resultado de um acordo entre o governo Bolsonaro e a Prevent. Segundo o dossiê, o estudo que omitiu os óbitos foi um desdobramento do acordo.


Em depoimento à CPI, o diretor-executivo da empresa, Pedro Benedito, negou que a Prevent tenha escondido os participantes do estudo que morreram de Covid e receberam o tratamento ineficaz.


Mas ele admitiu que a Prevent orientou médicos a modificarem, após algumas semanas de internação, o código de diagnóstico (CID) dos pacientes que deram entrada com Covid. (leia mais abaixo)


Segundo ele, depois de 14 ou 21 dias de internação, a CID era modificada, porque esses pacientes não mais transmitiriam a Covid. Na prática, segundo a CPI, isso alterou dados sobre quantidade de pacientes com Covid e gerou subnotificação. Senadores viram crime na medida adota pela empresa.


Fonte: G1




Vereador em Brasília: recursos para Baixada Campista

Bruno fez várias solicitações, especialmente de emendas para aquisição de novas ambulâncias




23/09/2021 10:10:13.

O vereador Bruno Pezão (PL) esteve em Brasília (DF), nesta quarta-feira (22), em busca de recursos para a Baixada Campista. Ele teve agenda com o senador Carlos Portinho, que também do partido PL. Acompanhado do seu chefe de gabinete Diego Maciel, Bruno fez várias solicitações, especialmente de emendas para aquisição de novas ambulâncias. (leia mais abaixo)


O vereador Bruno Pezão e seu chefe de gabinete, Diego Maciel, estiveram em Brasília entre os dias 20 a 23 de setembro. Na ocasião tiveram agenda junto ao senador da República Carlos Portinho (PL), tendo o vereador destacado a importância da união e de parcerias.(leia mais abaixo)


Foi protocolado ofício, solicitando emenda parlamentar para aquisição de Ambulâncias, para que as Unidades Básicas de Saúde seja atendidas.(leia mais abaixo)


Também teve agenda no gabinete da deputada federal Clarissa Garotinho, na qual o vereador fez a mesma solicitação de emenda parlamentar para aquisição de ambulâncias.(leia mais abaixo)


Bruno pezão destaca que a Baixada Campista é uma localidade distante da área central e sofre demais com o desgastes dos veículos que atendem as Unidades Básicas de Saúde, por isso, o motivo de ter em caráter de urgência a renovação da frota.(leia mais abaixo)


"Fui muito bem atendido pelo senador Carlos Portinho, que se comprometeu em estar enviando verba de emenda para Saúde de Campos. Também fui recebido no Gabinete da deputada Clarissa Garotinho, pelo seu assessor Thiago Ferrugem, que também assumiu o compromisso com minha demanda para atender a Baixada Campista. Retorno pra minha Querida Cidade, com a sensação do dever cumprido. Plantei a semente e em breve iremos colher os frutos", destacou o vereador Bruno Pezão.




Na ONU, Bolsonaro fala em preservação ambiental e defende vacinação contra a Covid-19

Em pronunciamento, presidente afirmou que sua gestão recuperou a credibilidade do Brasil perante o mundo, criticou passaporte da vacina e prometeu visto humanitário a afegãos




21/09/2021 11:11:56.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou, em discurso de abertura da 76ª Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), nesta terça-feira, 21, que a sua gestão recuperou a credibilidade do Brasil diante do mundo. O chefe do Executivo citou como medidas positivas do seu governo os investimentos realizados em parceria com a iniciativa privada, a implementação de novas ferrovias, os avanços na área do saneamento básico e a realização do leilão do 5G no Brasil. “Temos tudo que o investidor procura: um grande mercado consumidor, excelente serviços, tradição de respeito a contratos e confiança no nosso governo”, apontou Bolsonaro. Em seguida, Bolsonaro descreveu a agricultura brasileira como “moderna” e sustentável e afirmou que “nenhum país do mundo possui uma legislação ambiental tão completa”. “Nossa moderna e sustentável agricultura de baixo carbono alimenta mais de 1 milhão de pessoas no mundo e utiliza apenas 8% do território nacional. Nenhum país do mundo possui uma legislação ambiental tão completa quanto a nossa. O nosso código florestal deve servir de exemplo a outros países”, apontou o presidente.(leia mais abaixo)


Confira o pronunciamento na íntegra:


“Senhoras e senhores, É uma honra abrir novamente a Assembleia-Geral das Nações Unidas. (leia mais abaixo)


Venho aqui mostrar o Brasil diferente daquilo publicado em jornais ou visto em televisões.  O Brasil mudou, e muito, depois que assumimos o governo em janeiro de 2019. Estamos há 2 anos e 8 meses sem qualquer caso concreto de corrupção. O Brasil tem um presidente que acredita em Deus, respeita a Constituição e seus militares, valoriza a família e deve lealdade a seu povo. Isso é muito, é uma sólida base, se levarmos em conta que estávamos à beira do socialismo. Nossas estatais davam prejuízos de bilhões de dólares, hoje são lucrativas. Nosso Banco de Desenvolvimento era usado para financiar obras em países comunistas, sem garantias. Quem honra esses compromissos é o próprio povo brasileiro. Tudo isso mudou. Apresento agora um novo Brasil com sua credibilidade já recuperada.(leia mais abaixo)


O Brasil possui o maior programa de parceria de investimentos com a iniciativa privada de sua história. Programa que já é uma realidade e está em franca execução. Até aqui, foram contratados US$ 100 bilhões de novos investimentos e arrecadados US$ 23 bilhões em outorgas. Na área de infraestrutura, leiloamos, para a iniciativa privada, 34 aeroportos e 29 terminais portuários. Já são mais de US$ 6 bilhões em contratos privados para novas ferrovias. Introduzimos o sistema de autorizações ferroviárias, o que aproxima nosso modelo ao americano. Em poucos dias, recebemos 14 requerimentos de autorizações para novas ferrovias com quase US$ 15 bilhões de investimentos privados. Em nosso governo promovemos o ressurgimento do modal ferroviário. Como reflexo, menor consumo de combustíveis fósseis e redução do custo Brasil, em especial no barateamento da produção de alimentos. Grande avanço vem acontecendo na área do saneamento básico. O maior leilão da história no setor foi realizado em abril, com concessão ao setor privado dos serviços de distribuição de água e esgoto no Rio de Janeiro.(leia mais abaixo)


 Temos tudo o que investidor procura: um grande mercado consumidor, excelentes ativos, tradição de respeito a contratos e confiança no nosso governo. Também anuncio que nos próximos dias, realizaremos o leilão para implementação da tecnologia 5G no Brasil. Nossa moderna e sustentável agricultura de baixo carbono alimenta mais de 1 bilhão de pessoas no mundo e utiliza apenas 8% do território nacional. Nenhum país do mundo possui uma legislação ambiental tão completa. Nosso Código Florestal deve servir de exemplo para outros países. O Brasil é um país com dimensões continentais, com grandes desafios ambientais. São 8,5 milhões de quilômetros quadrados, dos quais 66% são vegetação nativa, a mesma desde o seu descobrimento, em 1500. Somente no bioma amazônico, 84% da floresta está intacta, abrigando a maior biodiversidade do planeta. Lembro que a região amazônica equivale à área de toda a Europa Ocidental.(leia mais abaixo)


Antecipamos, de 2060 para 2050, o objetivo de alcançar a neutralidade climática. Os recursos humanos e financeiros, destinados ao fortalecimento dos órgãos ambientais, foram dobrados, com vistas a zerar o desmatamento ilegal. E os resultados desta importante ação já começaram a aparecer! Na Amazônia, tivemos uma redução de 32% do desmatamento no mês de agosto, quando comparado a agosto do ano anterior.  Qual país do mundo tem uma política de preservação ambiental como a nossa?  Os senhores estão convidados a visitar a nossa Amazônia! O Brasil já é um exemplo na geração de energia com 83% advinda de fontes renováveis. Por ocasião da COP-26, buscaremos consenso sobre as regras do mercado de crédito de carbono global. Esperamos que os países industrializados cumpram efetivamente seus compromissos com o financiamento de clima em volumes relevantes. O futuro do emprego verde está no Brasil: energia renovável, agricultura sustentável, indústria de baixa emissão, saneamento básico, tratamento de resíduos e turismo.(leia mais abaixo)


Ratificamos a Convenção Interamericana contra o Racismo e Formas Correlatas de Intolerância. Temos a família tradicional como fundamento da civilização. E a liberdade do ser humano só se completa com a liberdade de culto e expressão. 14% do território nacional, ou seja, mais de 110 milhões de hectares, uma área equivalente a Alemanha e França juntas, é destinada às reservas indígenas. Nessas regiões, 600.000 índios vivem em liberdade e cada vez mais desejam utilizar suas terras para a agricultura e outras atividades.  O Brasil sempre participou em Missões de Paz da ONU. De Suez até o Congo, passando pelo Haiti e Líbano. Nosso país sempre acolheu refugiados. Em nossa fronteira com a vizinha Venezuela, a Operação Acolhida, do Governo Federal, já recebeu 400 mil venezuelanos deslocados devido à grave crise político-econômica gerada pela ditadura bolivariana. O futuro do Afeganistão também nos causa profunda apreensão. Concederemos visto humanitário para cristãos, mulheres, crianças e jovens afegãos. Nesses 20 anos dos atentados contra os Estados Unidos da América, em 11 de setembro de 2001, reitero nosso repúdio ao terrorismo em todas suas formas. (leia mais abaixo)


Em 2022, voltaremos a ocupar uma cadeira no Conselho de Segurança da ONU. Agradeço aos 181 países, em um universo de 190, que confiaram no Brasil. Reflexo de uma política externa séria e responsável promovida pelo nosso Ministério de Relações Exteriores.   Apoiamos uma Reforma do Conselho de Segurança ONU, onde buscamos um assento permanente. A pandemia pegou a todos de surpresa em 2020. Lamentamos todas as mortes ocorridas no Brasil e no mundo.  Sempre defendi combater o vírus e o desemprego de forma simultânea e com a mesma responsabilidade. As medidas de isolamento e lockdown deixaram um legado de inflação, em especial, nos gêneros alimentícios no mundo todo.  No Brasil, para atender aqueles mais humildes, obrigados a ficar em casa por decisão de governadores e prefeitos e que perderam sua renda, concedemos um auxílio emergencial de US$ 800 para 68 milhões de pessoas em 2020. Lembro que terminamos 2020, ano da pandemia, com mais empregos formais do que em dezembro de 2019, graças às ações do nosso governo com programas de manutenção de emprego e renda que nos custaram cerca de US$ 40 bilhões. (leia mais abaixo)


Somente nos primeiros 7 meses desse ano, criamos aproximadamente 1 milhão e 800 mil novos empregos. Lembro ainda que o nosso crescimento para 2021 está estimado em 5%. Até o momento, o Governo Federal distribuiu mais de 260 milhões de doses de vacinas e mais de 140 milhões de brasileiros já receberam, pelo menos, a primeira dose, o que representa quase 90% da população adulta. 80% da população indígena também já foi totalmente vacinada. Até novembro, todos que escolheram ser vacinados no Brasil, serão atendidos. Apoiamos a vacinação, contudo o nosso governo tem se posicionado contrário ao passaporte sanitário ou a qualquer obrigação relacionada a vacina. Desde o início da pandemia, apoiamos a autonomia do médico na busca do tratamento precoce, seguindo recomendação do nosso Conselho Federal de Medicina. Eu mesmo fui um desses que fez tratamento inicial. Respeitamos a relação médico-paciente na decisão da medicação a ser utilizada e no seu uso off-label. Não entendemos porque muitos países, juntamente com grande parte da mídia, se colocaram contra o tratamento inicial. A história e a ciência saberão responsabilizar a todos. (leia mais abaixo)


No último 7 de setembro, data de nossa Independência, milhões de brasileiros, de forma pacífica e patriótica, foram às ruas, na maior manifestação de nossa história, mostrar que não abrem mão da democracia, das liberdades individuais e de apoio ao nosso governo. Como demonstrado, o Brasil vive novos tempos. Na economia, temos um dos melhores desempenhos entre os emergentes.  Meu governo recuperou a credibilidade externa e, hoje, se apresenta como um dos melhores destinos para investimentos.(leia mais abaixo)


É aqui, nesta Assembleia Geral, que, vislumbramos um mundo de mais liberdade, democracia, prosperidade e paz. (leia mais abaixo)


Deus abençoe a todos.”


Fonte: Jovem Pan




Vereador Maicon Cruz promove projeto para idosos em Ururaí

O objetivo central é promover bem-estar e melhor qualidade de vida para a população idosa da localidade




21/09/2021 08:08:48.

Começou nesta segunda-feira (20) no bairro de Ururaí, o projeto “Terceira Idade em Atividade” promovido pelo vereador Maicon Cruz. O objetivo central é promover bem-estar e melhor qualidade de vida para a população idosa da localidade através da prática da atividade física na praça.(leia mais abaixo)


O aulão acontece 3 vezes na semana com 50 idosos que realizaram a inscrição dentro da própria comunidade, para a garantia da vaga e o uniforme do projeto. Na monitoria está um professor de educação física habilitado e todos os participantes já foram vacinados contra a COVID-19 e apresentaram atestado de saúde para a prática de atividade física.(leia mais abaixo)


Para o vereador, a realização deste projeto é o cumprimento de uma das promessas de campanha, “a atividade física está ligada a saúde. Nossos idosos merecem essa atenção e ter esse projeto em funcionamento é motivo de felicidade, principalmente porque foi um compromisso assumido na campanha e que estou honrando. Sempre digo que com boa vontade é possível realizar e agradeço a todos que somam forças comigo para que projetos e ações aconteçam e beneficiem a população campista. A ideia é buscar viabilidade para expandir para mais localidades”, disse Maicon Cruz.




Presidente Bolsonaro se reúne com primeiro-ministro britânico nos EUA

Bolsonaro e Boris Johnson conversaram sobre relações comerciais




20/09/2021 20:08:50.

Em encontro na véspera da abertura da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), o presidente Jair Bolsonaro e o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, acompanhados de ministros e auxiliares, conversaram sobre as relações comerciais entre os dois países e o fortalecimento da parceria bilateral. A reunião ocorreu nesta segunda-feira (20) pela manhã, em Nova York, nos Estados Unidos. A informação do encontro bilateral é da Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República. (leia mais abaixo)


De acordo com a pasta, eles também conversaram sobre seus programas de vacinação contra a covid-19, destacando a parceria entre Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), a Universidade de Oxford, na Inglaterra, e a companhia farmacêutica AstraZeneca. Outro assunto abordado pelos dois líderes foi sobre a preparação para a Conferência das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (COP26), que será realizada em novembro, na cidade Glasgow, na Escócia, país que faz parte do Reino Unido. (leia mais abaixo)


O presidente brasileiro está nos Estado Unidos para participar, pela terceira vez como chefe de Estado, da Assembleia Geral da ONU, cuja abertura será nesta terça-feira (21) pela manhã. Bolsonaro discursou pela primeira vez em 2019, no primeiro ano de mandato. Em 2020, por causa da pandemia, a Assembleia Geral foi totalmente virtual.  (leia mais abaixo)


Na edição deste ano, o encontro está sendo em formato híbrido, com parte dos discursos gravados e outra parte presencial. Bolsonaro optou por viajar a Nova York para discursar presencialmente. Por tradição, o presidente brasileiro é o primeiro entre todos os chefes de Estado e de governo a fazerem discurso no plenário da ONU.  (leia mais abaixo)


Na semana passada, durante sua live semanal nas redes sociais, Bolsonaro comentou sobre o discurso que pretende fazer na Assembleia Geral deste ano.  (leia mais abaixo)


“Vou fazer o discurso de abertura. Um discurso tranquilo, bastante objetivo, focando os pontos que interessam para nós. É um palanque muito bom para isso também, serve como palanque, aquilo lá. Vamos mostrar objetivamente o que é o Brasil, o que estamos fazendo na questão da pandemia —  coisa que somos atacados o tempo todo não é? — bem como o agronegócio, a energia no Brasil”, disse o presidente durante a transmissão. Ele também comentou que defenderá a validade da tese do marco temporal, atualmente em julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF), e que limita o reconhecimento de terras indígenas. 


*Fonte: Agência Brasil 




Deputado visita Baixada Campista e lista demandas

Deputado estadual Gustavo Schimidt (PSL) esteve neste domingo (19), em Goytacazes




20/09/2021 12:12:10.

Presidente da Comissão de Defesa do Meio Ambiente na Assembléia Legislativa (Alerj), o deputado estadual Gustavo Schimidt (PSL) esteve neste domingo (19), em Goytacazes, na Baixada Campista, onde se reuniu com lideranças políticas e comunitárias, levantando demandas da região para encaminhá-las ao Governo do Estado. (leia mais abaixo)


A visita do deputado foi articulada por seu assessor Netinho da Baixada. Também marcaram presença na reunião o ex-vereador Fábio Almeida e outras lideranças como Marcelo Teteco, Areno, Adriano Piedade e Ivan Jaber. (leia mais abaixo)


Entre as demandas abordadas na pauta com o deputado, a desobstrução dos canais da Baixada e o terminal pesqueiro de Farol de São Thomé. (leia mais abaixo)


"O papel do deputado é esse, o de ouvir a população e dialogar com as lideranças, listando as prioridades e conversando sobre como o Estado pode atuar para trazer ainda mais melhorias e benefícios para a população",  afirmou o deputado.




Campos na discussão da redução de alíquota do ICMS: Fábio Ribeiro fala ao Campos 24 Horas

Presidente da Câmara de Campos fala ao Campos 24 Horas sobre movimento pela redução da alíquota de ICMS no RJ




20/09/2021 00:12:37.

Um movimento pela redução da alíquota de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) no Estado do Rio de Janeiro une os municípios da região que realizam entendimentos para a criação do Parlamento Regional. O pontapé inicial será dado na próxima sexta-feira, em Campos, às 10h30, na Câmara Municipal, com o Encontro de Vereadores do Norte Noroeste Fluminense (NNF). O presidente da Câmara de Campos, vereador Fábio Ribeiro (PSD), falou ao Campos 24 Horas sobre o movimento. (leia mais abaixo)


— No Espírito Santo, a alíquota de ICMS é de 11%, no Estado do Rio é 18%. No momento de instalar uma empresa em nossa região, o empresário vai escolher investir em território capixaba. Ao invés de investir em Bom Jesus de Itabapoana vai investir em Bom Jesus do Norte, do outro lado do rio. Ao invés de investir em Campos vai para Presidente Kennedy ou Cachoeiro de Itapemirim — explicou  o presidente da Câmara de Campos, vereador Fábio Ribeiro (PSD). (leia mais abaixo)


A região Norte/Noroeste luta para reduzir os impactos do baixo nível de dinamismo econômico em comparação com outras regiões do Estado. Os dois municípios com pior IDH no Estado estão no NNF, casos de Varre-Sai e São Francisco de Itabapoana.  (leia mais abaixo)


— Daí que necessitamos de políticas públicas voltadas para atração de investimentos, como um tratamento tributário especial, como ocorreu com a Lei Rosinha, que atraiu investimentos para a região, inclusive em Campos, com a instalação da Shultz, que se fixou no Distrito Industrial na Codin, e outras empresas que se instalaram ou se expandiram em Itaperuna ou em outros municípios do Noroeste — lembrou Fábio.  (leia mais abaixo)    


A Lei Nº 4533/2005, também conhecida como “Lei Rosinha”, por ter sido sancionada pela então governadora Rosinha Garotinho (2003-2007), teve o objetivo de atrair investimentos para 31 municípios situados, sobretudo, no Noroeste Fluminense, afetados pelos incentivos oferecidos pelo estado vizinho, Espírito Santo.  (leia mais abaixo)


A Lei oferecia atrativo às empresas que se instalassem nos municípios selecionados, mediante a redução do ICMS de 19% para apenas 2%, durante 25 anos.  A “Lei Rosinha foi revogada a posteriori pela Lei Nº 5636/2010, conhecida como “Lei  Cabral”, por ter sido sancionada na gestão do governador Sérgio Cabral (2007-2014), e pela Lei Nº 6979/2015, sancionada pelo governador Luiz Fernando Souza (2014-2018).  (leia mais abaixo)


Fábio Ribeiro demonstrou alento com a criação do Parlamento Regional. “Já tivemos um Parlamento Regional, só que desta vez, vamos agregar também o Noroeste, além do Norte Fluminense. Nós temos pautas e bandeiras em comum. No Norte Fluminense temos a conclusão da Ponte da Integração que é uma grande causa, além dos nossos recursos hídricos. No Noroeste vamos lutar pela redução do ICMS. Do contrário vamos continuar perdendo investimentos para municípios do Espírito Santo ou mesmo de Minas”, concluiu.    


 




Castro mostra força no Noroeste, anuncia obras e políticos assinam ficha no PL

Em visita a municípios, Governador Cláudio Castro anunciou recursos para duas unidades habitacionais e hospital em Laje do Muriaé e Itaperuna




18/09/2021 19:07:43.

(Por Redação do Campos 24 Horas) - O governador Cláudio Castro (PL) voltou a mostrar poder de fogo em sua visita ao Noroeste Fluminense, nesta sexta-feira (17), ao atrair até mesmo aliados de potenciais adversários na corrida a disputa do Palácio Guanabara, em 2022, além de filiações importantes. Em sua passagem por Itaperuna, Castro anunciou a liberação de recursos da ordem de R$ 8 milhões para  manutenção do Hospital São José do Avaí. O prefeito Alfredo Rodrigues, o Alfredão (PSD), agradeceu e retribuiu ao assinar a ficha de sua filiação ao partido do governador, na Câmara Municipal, durante lançamento das obras do centro administrativo, do parque de exposições e de uma ponte ligando dois bairros importantes da área central.  (leia mais abaixo)


“O Governo do Rio, agora com Cláudio Castro, está saldando a dívida com Itaperuna, especialmente com a infraestrutura e a saúde pública do Noroeste”, declarou Alfredão.  

Deputados estaduais de outros partidos que terão candidatos próprios à sucessão na estiveram na caravana, como Luiz Martins (PDT), cujo partido vai para a disputa estadual com a candidatura do ex-prefeito de Niterói, Rodrigo Neves.  Martins deve seguir o mesmo destino partidário de Alfredão.  (leia mais abaixo)


Sobre o lançamento do programa habitacional ‘Casa da Gente’, o governador disse que as obras de construção do Conjunto Boa Vista, em Laje do Muriaé, estão sendo retomadas após ficarem dez anos paradas. Porciúncula também ganhará novas moradias construídas pelo programa habitacional do Rio de Janeiro.  (leia mais abaixo)


– Lançamos o programa Casa da Gente, que vai construir 50 mil unidades. Mas não apenas 50 mil casas populares. São 50 mil sonhos. O estado não é feito de concreto, de ponte e de viaduto. O estado é feito de gente, e é pelas pessoas que estamos trabalhando todos os dias – afirmou Cláudio Castro. (leia mais abaixo)


Em Laje de Muriaé, a previsão é de entregar 188 imóveis em janeiro. Serão 182 casas duplex de 45 metros quadrados, com dois quartos, sala, cozinha e banheiro. Mais seis unidades, adaptadas para pessoas com deficiência, ficarão no andar térreo, com 41 metros quadrados, distribuídas em sala, quarto, cozinha e banheiro. No loteamento será construída ainda uma creche com 3 andares, no valor de 4 milhões de reais, e a construção de mais 30 casas além do que estava no projeto original. (leia mais abaixo) 


– Essa obra é emblemática. A população espera há dez anos por ela, que só agora está saindo do papel. O Casa da Gente é o maior programa habitacional do Estado do Rio de Janeiro. Vamos construir 10 mil casas  a cada ano, totalizando 50 mil moradias – disse o secretário de Infraestrutura e Obras, Max Lemos.  (leia mais abaixo)


EM OUTROS MUNICÍPIOS -  O governador não tem anunciado apenas obras, mas dinheiro a algumas prefeituras. Na última quarta-feira, Castro entregou os certificados de participação na concessão dos serviços de saneamento da Cedae a mais cinco cidades fluminenses: Casimiro de Abreu, Tanguá, Itaboraí, Cachoeiras de Macacu e Magé. O repasse totalizou R$ 559.813.742,55.  (leia mais abaixo)


Cláudio Castro aproveitou as visitas em Tanguá e Casimiro de Abreu para inaugurar novas sedes da Faetec nas duas cidades, além de comemorar os 162 anos de fundação de Casimiro de Abreu.  (leia mais abaixo)


A intensa movimentação do governador em sua rotina de inaugurações nas andanças pelo interior tem despertado reações nos adversários na capital. Segundo o colunista Cláudio Magnavita, do jornal Correio da Manhã, na reunião de secretariado e dirigentes da Prefeitura do Rio, o prefeito Eduardo Paes (PSD) deu um aviso super sério: não quer a sua equipe tirando foto com o governador. O noivado público entre Castro e Paes não resistiu 24 horas. (leia mais abaixo)




Vereadores da região terão encontro em Campos

Evento na próxima sexta-feira será a semente da criação do Parlamento Regional para tratar das demandas comuns dos municípios




17/09/2021 17:05:50.

As principais demandas dos municípios da região terão um forum de discussão e de encaminhamento de seus problemas comuns visando o desenvolvimento regional , a partir da criação do Parlamento Regional, cujas diretrizes e formas de atuação serão debatidos durante o Encontro de Câmara de Vereadores do Norte/Noroeste Fluminense, na próxima sexta-feira (24), às 10h, na Câmara Municipal de Campos. (leia mais abaixo).  


Na manhã desta quinta-feira, o presidente da Câmara Municipal de Campos dos Goytacazes, Fabio Ribeiro (PSD), recebeu o presidente da Câmara Municipal de São João da Barra, Elísio Rodrigues (PL), quando ambos conversaram sobre a necessidade do Parlamento Regional. (leia mais abaixo).


O vereador Leon Gomes (PDT) também participou do encontro e também sugeriu a criação de uma Frente Parlamentar de Apoio à Pessoas com Deficiência.


A ideia do movimento é encaminhar manifestos, ofícios e cartas às autoridades estaduais e federais na busca de solução para os problemas. “A intenção é unir esforços em busca de melhorias e encontrar soluções para demandas dos municípios da região, além de valorizar a atividade parlamentar. Juntos seremos muito mais fortes, teremos maior representatividade”, afirmou Fábio Ribeiro.


Fábio avaliou ainda que uma das ideias que inspira a criação do Parlamento é fazer com que os municípios trabalhem de forma conjunta e organizada temas de interesse regional através dos legislativos, independente de sigla partidária. “Vamos formar um grupo político forte e coeso, pensando como grupo e nunca atuar de forma isolada, porque ninguém faz nada sozinho”.


O presidente do Legislativo ainda acrescentou a intenção é proporcionar a integração para que os vereadores e gestores regionais troquem experiências, a fim de construir algo proveitoso para a região.


— Vamos debater assuntos comuns, trocarmos ideias na busca de soluções para problemas comuns, como as questões envolvendo saúde, infraestrutura, educação ou leis que atendam às necessidades da população — explicou. 


 


 




Câmara de Macaé reprova contas do ex-prefeito Dr. Aluízio

Vereadores, em sua maioria, acolheram parecer técnico do Tribunal de Contas do Estado que recomendava a rejeição das contas, em função de repasses irregulares ao Legislativo




15/09/2021 11:11:45.

Em sessão plenária realizada nesta terça-feira (14),  a Câmara de Vereadores de Macaé reprovou as contas do ex-prefeito Aluízio Santos Júnior, o Dr. Aluízio, referentes ao exercício financeiro de 2020.  (leia mais abaixo).


O Legislativo acolheu parecer técnico do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RJ), que recomendava a rejeição das contas, em função de repasse do executivo para o legislativo, acima do estipulado pela legislação. (leia mais abaixo).


No plenário foram 9 votos pela aprovação, 8  votos pela rejeição e uma abstenção, Dois vereadores não participaram da sessão. Para aprovar as contas o ex-prefeito precisava de um terço dos votos na Casa. 


A reprovação das contas pode deixar Dr. Aluízio inelegível para as eleições do próximo ano, quando ele pretende disputar um mandato na Alerj, mas contra a decisão do legislativo ainda caberá medidas judiciais. 




Garotinho avalia fiasco das manifestações: "Ninguém toca na questão da dívida pública"




15/09/2021 09:09:48.

(Por: redação do Campos 24 Horas) - O ex-governador Anthony Garotinho postou nas redes sociais nesta terça-feira (14) uma avaliação das fracas manifestações do Movimento Brasil Livre, no domingo passado, que contou com setores da direita conservadora dissidente do atual governo e alguns partidos de esquerda com o PDT e o PC do B. Para Garotinho, o povo não compareceu às manifestações em razão da falta de propostas e medidas para sanar questões cruciais como o problema da dívida pública, que consome metade do orçamento federal.  (leia mais abaixo)


— A manifestação foi um fiasco. Prevendo mais gente em cima do palanque do que no chão, o PT e o PSOL pularam do barco e tentaram organizar um ato pra chamar de seu. A situação foi tão vexatória, que em alguns pontos do país havia mais policiamento que manifestante. Teve até um caso inusitado, ocorrido durante a falação de uma deputada que terminou seu discurso gritando,"Fora Bolsonaro, Viva Maduro" — disse.  (leia mais abaixo)


Garotinho afirmou que a parlamentar não deve conhecer a Venezuela.”Minha filha que é missionária passou seis meses em Pacaraima. A igreja dava fundos para a Venezuela e fica de frente para o Brasil. O povo está morrendo de fome, sem emprego, sem esperança. Parece coisa de maluco. Isso deixa o povo brasileiro mais confuso ainda”, analisou ainda. (leia mais abaixo)


— É hora de se perguntar: por que o povo não foi pra rua protestar contra o desemprego que atinge mais de 14 milhões, os quase 600 mil mortos da pandemia, a inflação que volta a subir, principalmente o preço dos alimentos, com a gasolina beirando os R$7,00 e a miséria que voltou a tornar as ruas moradia de milhares de pessoas? A resposta é simples: ninguém propõe medidas para solucionar esses problemas — diagnosticou. (leia mais abaixo)


Garotinho lembrou que João Dória, João Amoedo, Ciro Gomes e Nelson Mandetta repetiram quase que o mesmo discurso.   “E foram aplaudidos entusiasticamente, por incrível que possa parecer, por integrantes da família Setúbal (Itaú-Unibanco), Moreira Salles, Fábio Barbosa (Santander) e a nata do rentismo brasileiro. Ficaram claras duas coisas. Sem solução para os problemas atuais, o povo não vai mais aceitar blá-blá-blá. E, segundo, o capital financeiro brasileiro quer qualquer um de candidato, menos Bolsonaro. Estranhíssima essa situação”, acrescentou.  (leia mais abaixo)


— Bem que o capitão poderia aproveitar a revolta dos endinheirados e propor uma auditoria da dívida pública brasileira. Essa sim, a razão pela qual o país não tem dinheiro pra nada. Gasta com juros 50% de tudo o que se arrecada no Brasil. Falam em melhorar os serviços públicos do país mas são contra taxar as fortunas acima de 20 milhões com alíquota de 1% ao ano. O Brasil tem, com mais de 20 milhões de patrimônio declarado, 58.504 pessoas. O que é muito pouco para um país que tem mais de 210 milhões de habitantes — questionou.  (leia mais abaixo)


Ainda de acordo com Garotinho, “enfrentar o problema da dívida, combater a gigante concentração de renda e deslocar os recursos do setor financeiro para o setor produtivo é tudo o que o Brasil precisa, mas a oposição não fala e Bolsonaro repete Sarney, Collor, Fernando Henrique, Lula, Dilma e Temer. E também não faz”, finalizou.  




Contrato da Educação: Vereadores pedem informação

CÂMARA DE CAMPOS – Contrato para manutenção de 242 escolas e creches tem pedido de explicações




15/09/2021 08:08:39.

Um contrato para manutenção de 242 escolas e creches no ano de 2021, que saltou de R$ 8,5 para R$ 44 milhões, foi o principal assunto na sessão desta terça-feira (14) da Câmara Municipal de Campos, e suscitou requerimento da oposição com pedido de informação assinado pelos vereadores Rogério Matoso (DEM), Igor Pereira (SD), Anderson de Matos (Republicanos), Nildo Cardoso(PSL), Raphael de Thuin (PTB), Helinho Nahim (SD) e Marquinhos Bacellar (SD). O que surpreendeu foi a aprovação do requerimento por unanimidade pelos vereadores da bancada governista. (leia mais abaixo)


O líder do governo, vereador Álvaro Oliveira (PSD), liberou o voto dos vereadores da bancada e classificou os vereadores da oposição de "falsos profetas".  "O governo é transparente, o Ministério Público está acompanhando.  Tanto que libero todos vereadores para votar de acordo com suas consciências. O processo é público, está disponível no portal da transparência, desde o último dia 18/08. No anexo cinco consta item por item, valor por valor do que vai ser licitado. Um pedido de informação se justifica quando uma informação é negada. Não joguem pra galera — argumentou. (leia mais abaixo)


Oliveira disse estranhar o posicionamento dos vereadores da oposição. “Eu estranho que alguns destes vereadores que já foram gestores públicos e secretários, e sabem como funciona um processo licitatório. Que durante o transcurso do processo cai muito o valor que é estimado. Ninguém fechou questão em R$ 44 milhões. Espera-se que os concorrentes tragam preços muito mais vantajosos”, destacou o líder do Governo. (leia mais abaixo)


O vereador Diego Dias (Podemos) rebateu as insinuações da oposição, afirmando que se trata de um registro de preços. “Trata-se de um registro de preços. No governo anterior pagava-se R$ 800 mil mês, mas não se sabia o que era feito. Agora só se pagará pelo serviço efetivado. E todos sabemos a situação como se encontram as escolas, todas depredadas e abandonadas. Não haverá como antes um pagamento aleatório sem saber especificamente quais serviços estarão sendo prestados’, afirmou.  (leia mais abaixo)


Silvinho Martins (MDB) ponderou que não se trata apenas de trocas de portas e fechaduras nas escolas. “Vai ser preciso fazer obras de alvenaria. E tudo que for pago será entregue, se não for entregue não será pago”, acrescentou.  (leia mais abaixo)


OPOSIÇÃO COBRA EXPLICAÇÕES - “Estamos falando de um contrato de licitação que saltou de R$ 8,5 milhões para R$ 40 milhões para troca de portas, pisos ou fechaduras, como chegou a fizer o vereador Diego Dias. É bom que se melhore esta justificativa’, disse Anderson de Matos. “Eu queria entender como a prefeitura chegou a um valor cinco meses maior para executar um mesmo serviço. Justamente quando a cidade volta ter mais recursos em royalties. Não podemos cometer os mesmos erros do passado”, questionou Rogério Matoso (DEM).   (leia mais abaixo)


Nildo Cardoso tratou de confrontar números. “O vereador falou em R$ 800 mil mensais de gastos nestes serviços de manutenção nas escolas e creches no governo passado. Mas se multiplicarmos por 12 vezes teremos R$ 9,6 milhões por ano. Diferente de R$ 44 milhões”, rebateu.    (leia mais abaixo)


“Nosso papel é esse, o de fiscalizar o por que do aumento de 450% do governo passado para este para reparos simples nas escolas e creches. Quantas escolas daria pra fazer 44 milhões?”, indagou Marquinhos Bacelar. (leia mais abaixo)




Câmara de SJB requerer informações de Brasília sobre privatização da BR-356

Vereadores demonstram preocupação já manifestada pela prefeita Carla Machada com a cobrança de pedágio que pode afetar o turismo no município




15/09/2021 00:12:41.

Na sessão legislativa desta terça-feira (14), a Câmara de São João da Barra aprovou um requerimento do presidente da Casa, Elisio Rodrigues, ao ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas. O vereador solicita informações oficiais a respeito de um anuncio de privatização da BR-356 feito recentemente pelo senador Flávio Bolsonaro. (leia mais abaixo).


“Foi divulgada nas redes sociais, há poucos dias, essa possível privatização da BR-356 de Campos até o Porto do Açu, e esta Câmara precisa de informação oficial: a previsão dos prazos, o que se pretende fazer, para podermos informar à população”, explicou Elisio. (leia mais abaixo).


Saúde - A vereadora Sonia Pereira (Soninha) requereu à Secretaria de Saúde, a aquisição do aparelho oftalmológico que faz o exame de fundo de olho para atender os postos de saúde. À mesma pasta, Junior Monteiro sugeriu que seja feita uma parceria com o Hospital Ferreira Machado para a colocação da unidade móvel do Hemocentro com mais frequência no município, haja vista que há sanjoanenses que precisam fazer cirurgias e não estão conseguindo por falta de sangue no hemocentro.


Transporte - Em conjunto, Analiel Vianna e Elisio requereram à Secretaria de Transporte e à direção da Viação Sanjoanense, que seja feito um cadastro dos trabalhadores que utilizam o transporte diariamente a fim de que seus assentos fiquem garantidos, evitando que percam seus empregos por não conseguirem lugar nos coletivos. Devido à pandemia, os ônibus estão circulando com a capacidade reduzida e o legislativo tem recebido muita reclamação. Os vereadores sugerem a colocação de carro extra nos horários de pico.


Soninha sugeriu à Prefeitura, que faça um recadastramento dos universitários que utilizam o transporte gratuito. “Estou pedindo também ao secretário de educação que possa fazer o cadastramento para as bolsas novas para o ano que vem”, disse. Já o vereador Junior Monteiro solicitou ao município, um estudo com o objetivo de reajustar o valor do cartão do servidor para R$ 400, já que o preço dos gêneros alimentícios subiu muito nesta pandemia.


Reparos - Julinho Peixoto requereu à Secretaria de Obras, a colocação de quebra-molas padronizados ou tachões em locais apropriados na estrada RJ 240 no trecho entre Campo de Areia até Cazumbá. Dois requerimentos do vereador Alan Barreto para Grussaí foram aprovados: colocação de quebra-molas/sinalização em toda a extensão da Rua Santo Amaro; e reparo e nivelamento da Rua Sol Nascente no Balneário Cris. Franquis fez dois pedidos para o Açu: construção de uma passarela na região conhecida como Praia das Pedras e a reforma geral da quadra esportiva, incluindo vestiário e banheiro. Elisio indicou a urbanização da RJ 240 no trecho entre Vila da Terra até a ponte do Canal de Quitinguta. Por fim, o vereador Carlos Machado da Silva (Kaká) propôs serviços de drenagem, calçamento, urbanização e iluminação no bairro do Carrapicho.




Prefeita se diz preocupada com privatização da BR-356

A apreensão é justificada pela cobrança de pedágio, o que poderá reduzir o fluxo de turistas para as praias de Grussaí e Atafona e prejudicar os trabalhadores sanjoanenses que utilizam a rodovia




14/09/2021 16:04:04.

A intenção de privatização da BR-356, no trecho entre Campos e São João da Barra, traz preocupação a prefeita Carla Machado (PP). A apreensão é justificada pela cobrança de pedágio, o que poderá reduzir o fluxo de turistas para as praias de Grussaí e Atafona e prejudicar os trabalhadores sanjoanenses que utilizam a rodovia. (leia mais abaixo)


“A única informação que tenho é a mesma noticiada pela imprensa: que o senador Flávio Bolsonaro anunciou a contratação, pelo Governo Federal, de estudos prévios para a relicitação do trecho da BR-101 e que o ministério da Infraestrutura incluirá a BR-356 por conta do crescimento do tráfego até o Porto do Açu. Não há nenhuma outra informação sobre projeto ou sobre prazos. Mas é óbvio que desde já nos preocupamos que a concessão do trecho gere cobrança de pedágio. Muitos sanjoanenses utilizam a rodovia, muitos trabalhadores precisam fazer esse trajeto diariamente. Sem contar o impacto que traria para o turismo”, disse a prefeita. (leia mais abaixo)


A prefeita sanjoanense afirmou também que ainda não é possível avaliar os impactos de uma provável privatização anunciada pelo senador Flávio Bolsonaro pelas redes sociais. (leia mais abaixo)


"É uma necessidade melhorar a rodovia, e temos lutado há muitos anos por esta duplicação. Já estive em Brasília para levar esta pauta, já me reuni com lideranças empresariais, deputados, e com o Dnit. E essa necessidade de melhoria é cada vez maior por conta do crescimento do Porto do Açu. Mas temos que pensar no que pode representar para a população, para os usuários da rodovia. Por enquanto vamos aguardar uma informação que esteja mais consolidada, com prazos definidos, com um projeto ao menos esboçado”, concluiu. 




Cardoso Moreira: parceria para soluções na Saúde, Turismo e Agricultura

Prefeita Geane Vincler recebeu em seu gabinete representantes do Consórcio Público Intermunicipal de Desenvolvimento do Norte e Noroeste Fluminense – Cidennf




14/09/2021 15:03:50.

A Prefeita Geane Vincler recebeu em seu gabinete representantes do Consórcio Público Intermunicipal de Desenvolvimento do Norte e Noroeste Fluminense - Cidennf para tratar de questões referentes a saúde, agricultura e turismo em Cardoso Moreira. Na reunião, que aconteceu na manhã desta terça-feira (14), foram discutidas soluções para as demandas de exames e fortalecimento da rede municipal de saúde. O objetivo é trabalhar em parceria com os demais municípios integrantes do consórcio, de maneira a fortificar todo o sistema de saúde do norte e noroeste fluminense.(leia mais abaixo)


Também foram apresentadas demandas para o turismo em Cardoso Moreira, visando a promoção do mesmo, como forma de desenvolvimento econômico e comercial do município, atraindo novos investidores e mais turistas. Já na agricultura, o tema central foi uma possível implementação do Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Vegetal - SISBI-POV em Cardoso Moreira. O SISBI-POV faz parte do Sistema Unificado de Atenção a Sanidade Agropecuária (SUASA), pertencente ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, do Governo Federal, e padroniza os procedimentos de inspeção de produtos de origem vegetal para garantir a qualidade desses produtos. A implementação do sistema visa o fortalecimento da economia local e dos nossos produtores rurais.(leia mais abaixo)


Estiveram presentes na reunião representando o Cidennf: Vinícius Viana, secretário executivo, Ézio Tavares, diretor de Programas, Projetos e Integração, e o Dr. Dante Lucas, coordenador da Câmara Técnica de Saúde. Também participaram o vereador Leno Moraes e a Secretária de Saúde Ângela Campos.




Articulação de Wladimir e Clarissa garante Petrobras em Farol

O contrato para permanência foi assinado direto com a concessionária Infra, que, desde hoje, passa a ser oficialmente a responsável pelo gerenciamento do heliporto




14/09/2021 09:09:58.

Após articulação do prefeito Wladimir Garotinho e da deputada federal Clarissa Garotinho (PROS), a Petrobras assinou, nesta segunda-feira (13/09), um contrato garantindo a permanência das suas operações no Heliporto do Farol de São Thomé por, pelo menos, mais 24 meses. Em outra frente de negociações, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) também publicou hoje, no Diário Oficial da União, um portaria homologando a classificação do heliporto na categoria de aeródromo civil público, o que possibilitará o atendimento a outros clientes privados, além da petrolífera brasileira.(leia mais abaixo)


As duas decisões representam uma vitória importante para o município de Campos, já que havia uma ameaça imediata de a cidade perder boa parte de sua operação para outras localidades. Com a permanência das operações da Petrobras, ficam garantidos cerca de 600 empregos diretos na região do Farol e a sobrevivência de toda uma cadeia de hotéis e restaurantes. Já a homologação do heliporto como aeródromo civil público garantirá uma receita maior ao município, que, por contrato, tem direito a 4% de toda a receita bruta anual obtida pela concessionária Infra nas operações. A gestão municipal também tem direito a recursos relativos à outorga da concessão.(leia mais abaixo)


“Por saber da importância que era a permanência das operações da Petrobras, comecei a discutir essa questão desde o ano passado, durante o período de transição para a minha gestão. A localidade da Praia do Farol depende 50% da pesca e 50% das atividades do heliporto. A perda desse importante parceiro traria um impacto negativo muito grande. Felizmente, também fomos atendidos na demanda de abrir a outros clientes as atividades, antes exclusivas para a Petrobras. Será o primeiro heliporto civil público do Brasil”, disse Wladimir Garotinho.(leia mais abaixo)


O contrato para permanência foi assinado direto com a concessionária Infra, que, desde hoje, passa a ser oficialmente a responsável pelo gerenciamento do heliporto. Tanto a Infra quanto a prefeitura vêm atendendo a uma série de exigências feitas pela Petrobras e pela Anac, como a construção de uma pista que possibilitasse o embarque e o desembarque em helicópteros de pequeno, médio e grande porte. Desde a transição, a administração pública municipal já teve 34 reuniões técnicas para cumprir as exigências impostas.(leia mais abaixo)


“Essa notícias são muito boas para a população de Campos. Nessa reunião que tivemos em julho com a diretoria da Petrobras, conseguimos colocar nosso ponto de vista e a importância que as operações no Farol de São Thomé representam para a economia e para a autoestima da cidade. Só para se ter uma ideia, no último domingo, houve cem operações, entre embarques e desembarques, com o o transporte de mais de 1 mil passageiros. Não podíamos perder essa atividade. Vamos agora ficar mais de perto para discutir questões do interesse da cidade e da região como um todo”, disse Clarissa Garotinho.(leia mais abaixo)


Antes da Infra, era a Petrobras quem administrava, desde 1994, o Heliporto do Farol de São Thomé, instalado numa área de 180 mil metros quadrados. À época, ela obteve uma permissão de uso de bem público pelo prazo de 20 anos, após um compromisso feito, com a Prefeitura de Campos, de construção de uma unidade que serviria de base para o transporte offshore na a Bacia de Campos. O município arcou com as despesas das desapropriações no local. Em 2018, a estatal tentou prorrogar por mais dez anos o termo de permissão de uso, mas não houve um entendimento com a gestão municipal à época.




Igor Pereira e Hugo Leal comemoram inscrição do Heliporto do Farol como aeródromo público




13/09/2021 21:09:04.

O Ministério da Infraestrutura inscreveu o Heliporto do Farol de São Tomé no cadastro de aeródromos públicos da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Este é um passo decisivo para permitir que a Petrobras continue operando seus voos no litoral de Campos. A inscrição, válida por 10 anos, foi assinada por Giovano Palma, da Superintendência de Infraestrutura Portuária, através da Portaria no 5.877, de 8 de setembro de 2021, publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (13). (leia mais abaixo)


O reconhecimento vem no momento em que a Petrobras prepara uma concorrência para a prestação de serviços de transporte aéreo. Um dos requisitos é que o aeródromo contratado esteja regularizado do ponto de vista regulatório, devendo estar cadastrado como Aeródromo Público.

O pedido de inscrição do heliporto foi feito pelo deputado federal Hugo Leal (PSD) no último dia 27 de agosto, através de um ofício encaminhado ao diretor-geral da Anac, Tiago Pereira. (leia mais abaixo)


- A portaria da Anac garantindo é a conclusão de uma luta antiga para garantir a continuidade das operações da Petrobras no local, atividade importantíssima para Campos dos Goytacazes e toda a região. Estou convicto que, com o sucesso do processo regulatório na Anac concluído com a portaria de hoje, e também a realização da concorrência pela Petrobras para a contratação de serviços de transporte aéreo, voltaremos a ter um heliporto funcionando de maneira plena, com todos os benefícios para trabalhadores, empresas e a economia de Campos – comemorou Hugo Leal. (leia mais abaixo)


Há anos busca-se uma alternativa jurídica e institucionalmente viável para permitir que a Petrobras continuasse operando voos no Heliporto do Farol de São Tomé. (leia mais abaixo)


- O Heliporto é nosso. As atividades na praia campista são fundamentais para a economia local, pois movimentam uma cadeia de pequenos negócios responsável pela geração de aproximadamente 600 empregos diretos. A permanência da Petrobras no Farol beneficia hotéis, pousadas, bares, restaurantes e empresas de transporte, entre outros – observa o vereador Igor Pereira (Solidariedade), que vem participando ativamente do movimento pelo heliporto desde o dia 14 de fevereiro de 2020, já tendo participado de diversas reuniões com a diretoria da Petrobras e lideranças comunitárias e empresariais no Farol. “Continuaremos mobilizados e atentos aos interesses do Farol e da Baixada”. (leia mais abaixo)


O heliporto, cujo Termo de Compromisso e Ocupação por Permissão de Uso foi publicado no dia 16 de julho de 2020, está passando por obras de ampliação e melhorias. O trabalho está sendo realizado pela Infra Operações Aeroportuárias Farol de São Tomé, com prazo de conclusão previsto para este mês de setembro. A nova pista atenderá a uma adequação para os novos modelos de helicóptero utilizados pela Petrobras no transporte de trabalhadores para plataformas da Bacia de Campos.




Prefeita de Cardoso participa de reunião técnica com Cidennf

O objetivo é viabilizar soluções para este problema, através do Cidennf, levando em consideração o custo, a economicidade, a viabilidade e a eficiência das ações que estão sendo programadas para implementação




13/09/2021 16:04:21.

A Prefeita Geane Vincler participou de uma reunião técnica com o Consórcio Público Intermunicipal de Desenvolvimento do Norte e Noroeste Fluminense (Cidennf) para debater alternativas viáveis e sustentáveis para saneamento básico nos municípios consorciados. (leia mais abaixo)



O encontro aconteceu nesta segunda-feira (13), em Campos dos Goytacazes e contou com a presença de representantes dos municípios de Bom Jesus do Itabapoana e de Quissamã. Durante o encontro, foram apresentados as dificuldades e entraves de cada município na prestação de serviços de saneamento básico (água e esgoto). O objetivo é viabilizar soluções para este problema, através do Cidennf, levando em consideração o custo, a economicidade, a viabilidade e a eficiência das ações que estão sendo programadas para implementação. (leia mais abaixo)



Também participaram da reunião nosso Procurador Geral, Linaldo Lyra, o secretário de Fazenda, Fernando Mello, a Chefe de Gabinete de Bom Jesus do Itabapoana, Raquel Correia, o Procurador Geral de Quissamã, Gabriel Siqueira, além de representantes do Cidennf: a procuradora Geral, Laís Monteiro, o diretor Administrativo Financeiro, Leilson Lyra, controladora Interna, Lauren Curty, e o diretor de Programas, Projetos e Integração, Ézio Tavares.


*Fonte: Ascom 




Santa Maria Madalena e Silva Jardim têm novos prefeitos

Confiabilidade do sistema de votação foi demonstrada pela auditoria da votação eletrônica, transmitida pela primeira vez ao vivo pelo YouTube




13/09/2021 08:08:44.

Pouco mais de uma hora do fim da votação neste domingo (12), os eleitores de Silva Jardim e Santa Maria Madalena já sabiam quem eram os novos prefeitos, que vão governar até dezembro de 2024. Em Santa Maria Madalena, Nilson José (DEM) foi eleito com 50,82% (3.527) dos votos válidos, enquanto em Silva Jardim, Maira de Jaime (Pros) ganhou com 37,99% (5.273). O presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso acompanhou a auditoria de votação eletrônica (teste de integridade) dos pleitos suplementares na sede do TRE-RJ, que foi transmitida pela primeira vez ao vivo no YouTube.


“Temos total confiança no sistema eletrônico de votação, que sempre espelhou a vontade popular nos seus 25 anos”, ressaltou o ministro Roberto Barroso. “Há procedimentos de auditoria antes, durante e após a votação, como o Teste Público de Segurança e abertura do código-fonte. E a imprensa profissional é uma grande arma no enfrentamento da campanha de desinformação”, complementou o ministro.


O presidente do TRE-RJ, desembargador Cláudio dell`Orto, destacou que a auditoria da votação eletrônica (teste de integridade) comprovou mais uma vez a inexistência de desvios de voto. “A coincidência entre os resultados dos boletins de urna, emitidos pelas urnas eletrônicas auditadas, e os obtidos nos relatórios gerados pelo sistema informatizado de apoio à auditoria é a demonstração de que o sistema é confiável e transparente”, afirmou o desembargador.


O resultado das eleições, incluindo os votos para cada candidato, abstenções, votos nulo e em branco, pode ser acompanhado pelo https://resultados.tse.jus.br. Já as coletivas deste domingo podem ser acessadas pelo facebook.com/trerj.


Fonte: TRE-RJ