Mais sete casos de coronavírus confirmados em SJB

Município totaliza 84 casos positivos da doença, com 44 pessoas recuperadas e quatro óbitos




28/05/2020 10:10:13.

São João da Barra confirmou sete casos de coronavírus nesta quarta-feira, 27, totalizando 84 pacientes com teste positivo para a doença no município. (leia mais abaixo)


Deste total, 44 pessoas já se recuperaram, quatro óbitos foram registrados e 36 pacientes ainda estão com a doença.


São 60 casos suspeitos de coronavírus em São João da Barra, aguardando resultado de exames laboratoriais.


Todos os casos suspeitos e confirmados, que não estão entre internados e recuperados, cumprem isolamento domiciliar.




Bolsonaro sanciona com vetos pacote de R$ 60 bilhões a estados e municípios

Proposta autoriza repasse de até R$ 120 bilhões aos entes federativos para conter a crise causada pela pandemia do novo coronavírus




28/05/2020 09:09:53.

O presidente Jair Bolsonaro sancionou nesta quarta-feira (27), com vetos, o projeto para prestar um auxílio bilionário para socorrer Estados e municípios em meio à crise causada pela pandemia do novo coronavírus. O anúncio foi feito pelo Ministério da Economia no início da madrugada desta quinta. (leia mais abaixo)


O principal dos vetos feito por Bolsonaro ao texto aprovado pelo Congresso Nacional barra o dispositivo que abriria a possibilidade de reajuste salarial a servidores públicos. As alterações agora retornam para uma nova análise dos parlamentares.


A decisão de Bolsonaro atende ao pedido feito pelo ministro da Economia, Paulo Guedes. Na avaliação do ministro, o veto permite que o déficit fiscal por conta das medidas para combate à pandemia fique restrito apenas a 2020.


A proposta sancionada pelo presidente destina repasses de até R$ 120 bilhões a Estados e municípios. Ficam suspensos os débitos junto à União, "inclusive os débitos previdenciários parcelados pelos municípios que vencem no exercício financeiro de 2020". Também fica permitida a renegociação de operações de crédito junto ao sistema financeiro, com garantia da União.


Nomeado de Programa Federativo de Enfrentamento à Pandemia causada pela covid-19, o projeto vai direcionar R$ 60 bilhões em quatro parcelas mensais, sendo R$10 bilhões destinados às ações de saúde e de assistência social (R$ 7 bilhões para os estados e R$ 3 bilhões para os municípios) e R$ 50 bilhões para uso livre (R$ 30 bilhões para os estados e R$ 20 bilhões para os municípios).


Fonte: R7




Coronavírus: 166.647 pessoas estão curadas em todo o Brasil

O número representa 40,5% do total de casos confirmados no país




28/05/2020 09:09:11.

O número de pessoas curadas do coronavírus continua crescendo dia após dia em todo o Brasil. Nesta quarta-feira (27), o Ministério da Saúde registrou a recuperação de 166.647 pessoas, número que representa 40,5% do total de casos confirmados atualmente no país (411.821). Em 24h, foram 8.054 pessoas curadas da doença. Outros 219.576 pacientes seguem em acompanhamento médico. As informações foram atualizadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde até as 14h desta quarta (27/5). (leia mais abaixo)


Os números crescentes de pessoas curadas da doença são resultado do empenho constante e diário do Governo do Brasil, que não tem medido esforços para garantir atendimento médico e diagnóstico de qualidade dos casos leves, moderados e graves da doença por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). A pasta tem trabalhado em parceria com estados e municípios para adotar iniciativas que cuidem da saúde de todas as pessoas que necessitarem de assistência médica.


As ações são monitoradas e avaliadas diariamente, seguindo os parâmetros, demandas e necessidades de cada estado ou município. O objetivo é auxiliar Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde na melhoria e ampliação das ações de combate à doença, além da assistência necessária à saúde da população.


Além de recursos financeiros, o Ministério da Saúde tem feito investimentos constantes e apoiado na aquisição de insumos, respiradores, testes de diagnóstico, remédios e equipamentos de proteção individual aos profissionais de saúde, além da habilitação de leitos de UTI exclusivos para os pacientes graves ou gravíssimos do coronavírus.


Até o momento, são 6.459 leitos habilitados e 1.612 respiradores distribuídos para praticamente todos os estados brasileiros, além de 93,2 milhões de EPIS entregues, entre máscaras cirúrgicas, máscaras N95, aventais, luvas, óculos e protetores faciais e sapatilhas e toucas. Também já foram entregues 554 mil litros de álcool em gel, além de 3 milhões de testes RT-PCR. No quesito medicamento, o Governo do Brasil já comprou e entregou 2,9 milhões caixas de cloroquina e 8,4 milhões de oseltamivir.


Fonte: Ministério da Saúde




TCE determina que Estado suspenda pagamentos a instituto responsável por hospitais de campanha

Corte de Contas também solicita justificativas técnicas para a escolha do IABAS




28/05/2020 09:09:37.

O Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ) determinou, nesta quarta-feira (27/05), que o Governo do Estado do Rio de Janeiro não realize, autorize ou permita qualquer pagamento relacionado ao contrato firmado, com dispensa de licitação, com o Instituto de Atenção Básica e Avançada à Saúde (IABAS), organização de saúde responsável pela gestão de serviços administrativos e atividades operacionais para atender à demanda dos Hospitais de Campanha no combate à pandemia da Covid-19. A decisão também solicita que o IABAS apresente a qualificação para atuação no escopo do Contrato de Gestão 027/2020, firmado entre a Secretaria de Estado de Saúde e a Organização Social. A decisão monocrática do conselheiro-substituto Christiano Lacerda Ghuerren pelo deferimento de tutela provisória atendeu a representação formulada pela Secretaria Geral de Controle Externo (SGE) do Tribunal. O TCE-RJ também solicita uma série de esclarecimentos à Secretaria Estadual de Saúde (SES) com relação ao referido contrato, em virtude dos fortes indícios de irregularidades identificados. (leia mais abaixo)


Em sua decisão, o conselheiro-substituto também destaca a falta de comprovação da capacidade técnica do IABAS para honrar os compromissos firmados no contrato: "No caso em tela constato a ausência de demonstração de que a instituição contratada detém qualificação como Organização Social de Saúde (OSS) compatível com a área de atuação especificada na avença". Diante disso, determina à Secretaria Estadual de Saúde, entre outras coisas, que junte aos autos a qualificação do IABAS em área de atuação pertinente ao escopo do contrato e justifique a sua escolha para celebrar, sem licitação, o contrato.

 

Para o conselheiro, também foi constatada a ausência de: "definição da quantidade de leitos a serem disponibilizados; das especificações, quantitativos e valores de referência; bem como da insuficiente estimativa de preços, o que vai de encontro aos princípios da legalidade, da impessoalidade, da moralidade, e da economicidade. Considerando que a ausência e a inidoneidade de requisitos essenciais à escorreita formação do Contrato de Gestão 027/20 poderão acarretar graves danos ao erário".


O TCE-RJ deu prazo de cinco dias para o secretário estadual de Saúde, o subsecretário executivo estadual de Saúde e o IABAS adotarem providências e fornecerem os esclarecimentos necessários aos achados. O não cumprimento do prazo fixado pode gerar aplicação de multa diária. 


A análise técnica inicial do TCE-RJ apontou que o contrato celebrado é extremamente complexo, com diversos serviços - como montagem de estruturas físicas, locação de equipamentos de saúde, instalação, manutenção, contratação de profissionais de diversas especialidades e correspondente gestão de unidades hospitalares provisórias - genericamente condensados em um único item do termo de referência. O plano orçamentário da proposta do IABAS não abriu os custos, não indicou equipamentos que serão disponibilizados, quantidades e a qualificação dos profissionais que atuarão em cada unidade. A empresa limitou-se a indicar o valor mensal de cada unidade temporária com 200 leitos: R$ 19.899.343,09.


Em decisão monocrática anterior, datada de 17 de abril, o conselheiro-substituto Christiano Lacerda Ghuerren já havia solicitado esclarecimentos tanto ao IABAS quanto à SES. Apesar disso e do alerta da Procuradoria-Geral do Estado do Rio de janeiro, a Secretaria Estadual de Saúde realizou termo aditivo transformando o documento assinado em Contrato de Gestão, e não mais administrativo. Na elaboração do novo termo de referência, o Corpo Técnico ainda identificou a redução do número de leitos – de 1.400 para 1.300.


Fonte: TCE-RJ




SFI registra mais três casos de covid-19

São 100 casos notificados, 29 descartados e 14 aguardando resultado de exame, além de cinco óbitos confirmados




28/05/2020 09:09:15.

A Prefeitura de São Francisco de Itabapoana divulgou nesta quinta-feira (28), o boletim atualizado do novo coronavírus. Mais três casos foram registrados no município e total é de 57. São 100 casos notificados, 29 descartados e 14 aguardando resultado de exame, além de cinco óbitos confirmados. (leia mais abaixo)


Dos casos confirmados, 38 já receberam alta do isolamento e 14 permanecem em isolamento.


MORTES


1º óbito em 13/4, homem de 68 anos, confirmado em 15/4.

2º óbito em 03/5, homem de 53 anos, confirmado em 16/5.

3º óbito em 14/5, mulher de 95 anos, confirmado em 22/5.

4º óbito em 18/5, mulher de 95 anos, confirmado em 22/5.

5º óbito em 23/05, mulher de 83 anos, confirmado em 21/5


Os materiais para análise dos casos suspeitos do novo Coronavírus - COVID-19 são encaminhados ao Laboratório Central - LACEN/RJ, seguindo rigorosamente os protocolos de coleta, armazenamento e envio do Ministério da Saúde.


Para sua segurança dos moradores de São Francisco, em caso de sintomas como febre, tosse ou dificuldade para respirar ligue: (022) 2789-1885 (022) 99827-3324 (022) 99998-7612 Temos uma equipe preparada para orientá-lo e indicar onde buscar atendimento.




Covid: novo estudo explica porque crianças não têm complicações graves

Segundo especialistas norte-americanos, as crianças têm menos receptores no nariz para que o coronavírus penetre no organismo




28/05/2020 09:09:41.

No Brasil, o número de mortes pelo coronavírus se aproxima dos 25 mil. No entanto, cerca de 70% das pessoas que morreram tinham mais de 60 anos. As crianças, apesar de contraírem o vírus, não costumam apresentar complicações graves, e os cientistas ainda tentam entender os motivos. Mas um ensaio publicado pela Jama, a revista da Associação Americana de Medicina, no dia 20 de maio, encontrou uma possível explicação: as células que recobrem o interior do nariz das crianças, as primeiras com as quais o vírus entra em contato, têm menor quantidade de receptores ECA-2 — as portas de entrada da Covid no organismo — do que os mais velhos. (leia mais abaixo)


Para chegar a essa conclusão, os cientistas utilizaram 305 amostras de tecido nasal conservadas no instituto de pesquisado ligado ao Hospital Monte Sinai de Nova York, nos Estados Unidos, colhidas entre 2015 e 2018, de pessoas com idades entre 4 a 60 anos. “Nós nos perguntamos muitas vezes e esse estudo pode nos ajudar a esclarecer. Mas “provavelmente o motivo é multifatorial”, afirma Cristina Calvo Rey, porta-voz da Associação Espanhola de Pediatria. 


Fonte: Revista Crescer




MPRJ: ação contra prefeito de Itaperuna por usar página da prefeitura para fazer campanha

Na presente ação, também se alega uso do procurador-geral do município para o exercício de advocacia privada do prefeito




28/05/2020 09:09:03.

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio da 1ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Itaperuna, ajuizou, nesta quarta-feira (27/05), ação civil pública por improbidade administrativa em face do prefeito de Itaperuna, Marcus Vinicius de Oliveira Pinto, e do procurador-geral do município, Vitor Meireles Gonçalves. Aponta a ACP que, no dia 30 de abril, os agentes públicos, através de uma “live”, utilizaram a página oficial da Prefeitura no Facebook para divulgar a candidatura de Marcus Vinicius à reeleição, veicular a defesa do prefeito referente a ação ajuizada no dia anterior, em que se pleiteia ressarcimento de valores ao município, e ainda promover ataques infundados a um dos promotores de Justiça que ajuizaram a demanda mencionada.


Na presente ação, também se alega uso do procurador-geral do município para o exercício de advocacia privada do prefeito. As investigações revelaram que Vitor Meireles, nomeado para o cargo no dia 2 de dezembro de 2019, consta como advogado particular do réu Marcus Vinicius em pelo menos cinco ações civis públicas de improbidade administrativa. Em uma delas, o município integra o polo ativo da demanda. Nas demais, o município foi lesado pela prática de atos ilegais. 


O parquet fluminense aponta ainda dano ao erário no valor de R$ 179.123,75, correspondente aos proventos do período em que o procurador-geral do município, na condição de servidor público, foi utilizado para realizar serviços particulares. O MPRJ requer liminarmente a indisponibilidade de bens de Marcus Vinícius e Vitor no valor de R$ 358.247,50 para garantia da devolução aos cofres públicos do valor integrante do patrimônio público e o pagamento da multa civil.


Veja a inicial da ACP nº 0005538-78.2020.8.19.0026.


Fonte: MPRJ




STJ nega federalização de apuração do assassinato de Marielle Franco

Decisão unânime foi tomada nesta quarta-feira (27) em sessão que julgou pedido da ex-procuradora-geral da República Raquel Dodge




28/05/2020 09:09:41.

O STJ (Superior Tribunal de Justiça) decidiu nesta quarta-feira (27) negar a federalização da investigação dos assassinatos da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes na esfera estadual, ocorridos em março de 2018, no Rio de Janeiro. (leia mais abaixo)


Dessa forma, não foi atendido o pedido feito pela ex-procuradora-geral da República Raquel Dodge, que considerou pouco antes de deixar o cargo que as investigações a cargo das autoridades cariocas poderiam estar contaminadas.


A federalização foi negada de forma unânime pelos ministros que participaram do julgamento na Terceira Seção do STF, a cargo de temais penais. O caso segue portanto sob tutela da Polícia Civil do Rio de Janeiro e o Ministério Público estadual em vez de passar às mãos da Polícia Federal e do Ministério Público Federal.


O julgamento vinha provocando mobilizações nas redes sociais nos últimos dias. O Instituto Marielle Franco reuniu, até terça-feira (26), mais de 100 mil assinaturas em um abaixo-assinado contra a federalização do caso. As famílias das vítimas também se manifestarem, por meio de uma carta, e pediram a permanência do inquérito com a Polícia Civil e o MP-RJ.


Dois anos após os assassinatos, as investigações ainda não apontaram o mandante do crime. Em março, o TJ-RJ (Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro) decidiu que o policial militar reformado Ronnie Lessa e o ex-policial Élcio Queiroz, acusados de participação nas mortes, vão a júri popular.


O julgamento


O pedido de federalização feito pela PGR se deu em razão de uma emenda constitucional que permite ao órgão solicitar a federalização de inquéritos ou processos criminais em caso de "grave violação de direitos humanos", e esse foi um dos pontos do debate no STJ nesta quarta. 


Além desse ponto, o vice-procurador-geral da República, Humberto Jacques de Medeiros, afirmou que o assassinato de Marielle se deu durante a intervenção federal no Rio de Janeiro, e que, portanto, há um claro interesse federal envolvido.


“Esse lastimável crime acontece no Rio durante uma intervenção federal”, disse. “A união federal retira a intervenção sem a entrega desse caso solvido”, afirmou, ressaltando que ignorar esse fato poderia levar o caso a foros internacionais.


A ministra Laurita Vaz, relatora do caso, foi a primeira a votar e manifestou-se contra a federalização apontando "notório empenho da equipe de policiais civis da Delegacia de Homicídios e do grupo de atuação especial de repressão ao crime organizado" do Rio de Janeiro.


Segundo ela, teria que estar comprovada a incapacidade das autoridades locais de conduzir as investigações para haver a federalização, o que não ocorreu. “A condução das investigações até o momento repele a alegação de inércia, ressaltando que já foram ouvidas mais de 230 pessoas, dentre elas testemunhas, informantes, indiciados, e realizadas diversas medidas cautelares, com interceptações telefônicas, quebras de sigilos de dados telemáticos, interceptação ambiental, buscas e apreensão no curso da investigação”, afirmou.


A maioria contra a federalização foi alcançada após o voto ser seguido pelos ministros Jorge Mussi, Sebastião Reis Júnior, Rogério Schietti e Reynaldo Soares da Fonseca. Também acompanharam o voto os ministros Ribeiro Dantas, Joel Paciornik e Antonio Saldanha Palheiro.


Partes


Antes dos votos, o presidente da Terceira Seção, o ministro Nefi Cordeiro, afirmou que não seria feito "debate político". "O Judiciário não discute e não decide política, que – como lícita intervenção pelo bem do povo – é promovida por seus representantes e pela sociedade. O Judiciário criminal faz o enquadramento jurídico do fato pela culpa provada. Como poder da República, não é favorável a partidos ou correntes ideológicas, e não pode atuar sob ameaças ou pressões", declarou o ministro.


A promotora do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro também se manifestou durante o julgamento e defendeu o trabalho realizado no estado na investigação sobre o assassinato de Marielle Franco.


Os advogados dos réus, por outro lado, apontaram falhas na investigação conduzida pelas autoridades no Rio de Janeiro e pediram a federalização, que acabou negada.


Fonte: R7




Covid: Sobe para 51 o número de casos confirmados em Quissamã

Todos os pacientes positivados estão sendo acompanhados




28/05/2020 09:09:51.

A secretaria de Saúde de Quissamã atualizou, na tarde desta quarta-feira (27), os dados relativos ao coronavírus no município. São 51 casos confirmados, 14 suspeitos, 22 pessoas curadas, e 1 óbito confirmado. Todos os pacientes positivados estão sendo acompanhados pelos profissionais do Centro de Triagem Respiratória, Vigilância Epidemiológica e equipe de Saúde, e seguem em quarentena. (leia mais abaixo)


A secretaria liberou também os dados de Covid-19 por bairros (veja abaixo).


A Prefeitura de Quissamã alerta para que a população siga as orientações preventivas, com destaque para o uso de máscaras de proteção facial em locais públicos, evitar aglomeração e higienizar as mãos rotineiramente.


O Centro de Triagem Respiratória (CTR) funciona 24 horas para atendimento dos pacientes sintomáticos respiratórios. Se você está sentindo algum sintoma, como tosse seca, febre e coriza, ligue Disque Saúde 0800 -095-1909. Uma equipe irá à sua residência para o atendimento e, se necessário, fazer o encaminhamento para o CTR.




Justiça do RJ suspende nova nomeação de ex-secretário de Saúde

Santos foi nomeado pelo governador Wilson Witzel após ter deixado o cargo de secretário de Estado de Saúde, no dia 18




28/05/2020 08:08:35.

A Justiça do Rio determinou hoje o afastamento do secretário extraordinário de Acompanhamento da Covid-19, Edmar Santos. Santos foi nomeado pelo governador Wilson Witzel após ter deixado o cargo de secretário de Estado de Saúde, no dia 18, depois de surgirem notícias quanto ao atraso na entrega de sete hospitais de campanha e denúncias de corrupção na pasta. (leia mais abaixo)


Na decisão, a juíza titular da 6ª Vara de Fazenda Pública, Regina Chuquer, afirma que apesar de responsabilidade e livre escolha do governador na nomeação de membros do secretariado, "essa discricionariedade não é um cheque em branco".


A magistrada disse ainda que a nomeação de Edmar Santos após as denúncias de corrupção dentro da secretaria não cumprem os princípios constitucionais de moralidade e probidade administrativas.


Com a perda do cargo, o ex-secretário de Saúde perderá o foro privilegiado.


Em nota, o governo do estado informou que cumprindo decisão judicial, a nomeação do secretário Edmar Santos será suspensa, mas que vai recorrer da decisão.


Desvio de recursos

Ontem a Polícia Federal deflagrou a Operação Placebo para aprofundar as investigações para apurar a existência de um esquema de corrupção envolvendo a organização social Iabas (Instituto de Atenção Básica e Avançada à Saúde), contratada para a instalação de hospitais de campanha, e servidores da cúpula da gestão do sistema de saúde do estado.


De acordo com a PF, os elementos de prova obtidos durante as apurações foram compartilhados com a PGR (Procuradoria-Geral da República), dentro da investigação que corre no STJ (Superior Tribunal de Justiça). Os trabalhos começaram com a Polícia Civil, o Ministério Público Estadual e o MPF (Ministério Público Federal).


Os policiais federais estiveram no Palácio Laranjeiras, residência oficial do governador do Rio, Wilson Witzel. A Operação Placebo teve por finalidade apurar "indícios de desvios de recursos públicos destinados ao atendimento do estado de emergência de saúde pública de importância internacional, decorrente do novo coronavírus no estado".


TCE-RJ

O TCE-RJ (Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro) determinou, hoje, que o governo do Estado do Rio não realize, autorize ou permita qualquer pagamento relacionado ao contrato firmado, com dispensa de licitação, com o Iabas.


A decisão também solicita que o Iabas apresente a qualificação para atuação no contrato firmado entre a Secretaria de Estado de Saúde e a organização social. A decisão monocrática do conselheiro-substituto Christiano Lacerda Ghuerren pelo deferimento de tutela provisória atendeu a representação formulada pela SGE (Secretaria-Geral de Controle Externo) do tribunal.


O TCE-RJ também solicita uma série de esclarecimentos à Secretaria Estadual de Saúde com relação ao referido contrato, em virtude dos fortes indícios de irregularidades.


Na decisão, o conselheiro-substituto também considerou que há falta de comprovação de capacidade técnica do Iabas para honrar os compromissos firmados no contrato. Em função disso, ele determinou à Secretaria Estadual de Saúde que apresente a qualificação do Iabas na área de atuação relacionada ao contrato e que justifique a escolha da entidade para assinar o contrato sem licitação.


O TCE-RJ deu prazo de cinco dias para o secretário estadual de Saúde, o subsecretário-executivo estadual de Saúde e o Iabas adotarem providências e fornecerem os esclarecimentos necessários. O não cumprimento do prazo pode gerar multa diária.


STJ

O STJ (Superior Tribunal de Justiça) determinou, hoje, que o governador Wilson Witzel seja ouvido por desvios de recursos na contratação de hospitais de campanha no estado. Na decisão, o STJ informou que Witzel seja ouvido imediatamente pela Polícia Federal no Rio.


Fonte: Uol




Bacia de Campos: mais 14 trabalhadores desembarcam com suspeita de covid-19

Todos fizeram os testes de Covid-19 e aguardam o resultado




28/05/2020 08:08:45.

Quatro dias depois dos trabalhadores de P-40 terem informado o desembarque de oito trabalhadores, hoje, 27, os trabalhadores de P-07 denunciam o desembarque de 14 pessoas com suspeita de Covid-19. Os desembarques aconteceram no domingo, segunda e terça em voos intercalados e segundo denúncia eles estão em um hotel em isolamento social em Itaboraí. (leia mais abaixo)


Os trabalhadores com suspeita são empregados da Petrobrás, CSE, ELFE e LC. Todos fizeram os testes de Covid-19 e aguardam o resultado.


O Sindipetro-NF segue acompanhando os casos de COVID-19 entre os trabalhadores da Bacia de Campos e reforça a importância da emissão das CATs (Comunicação de Acidente de Trabalho) para garantia de direitos. Outra ação que está sendo feita é a pressão nos gestores da empresa e envio de denúncias aos órgãos fiscalizadores, incluindo a Agência Nacional de Petróleo.


O Sindipetro-NF reforça que os trabalhadores e trabalhadoras continuem a enviar para a entidade relatos sobre o modo como as empresas estão se comportando nessa pandemia, para denuncia@sindipetronf.org.br.


Fonte: Sindipetro-NF




Covid: idoso de 77 anos morre em Campos; 650 casos confirmados

Boletim atualizado dos casos de coronavírus divulgada nesta terça




27/05/2020 20:08:03.

Mais 79 casos de COVID-19 foram registrados em Campos e constam do Boletim divulgado nesta quarta-feira (27), que totaliza 650 casos confirmados no Município. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde e a Vigilância em Saúde, o acréscimo é em razão de atualização para melhoria do sistema utilizado pelo Estado para a notificação. Também há o registro de mais um óbito confirmado. É um idoso de 77 anos, com comorbidades. E os recuperados são 219 casos. (leia mais abaixo)


Nos últimos dias, falhas foram corrigidas no sistema e os dados atualizados, contribuindo para o aumento do número de registros. Um fator que influenciou na atualização diz respeito a capacidade de testagem do Laboratório Central Noel Nutels (Lacen) e laboratórios de referência dobrou, passando de 900 para até 1.800 amostras analisadas por dia. Casos e óbitos também podem ser confirmados por critérios clínico-laboratoriais, ou por exames em laboratórios privados habilitados. Em Campos, desde segunda (25), o laboratório de Referência Regional passou a analisar amostras colhidas na região proporcionando a otimização dos dados no município.


Diretora de Vigilância em Saúde, a epidemiologista Andreya Moreira destaca que o aumento se deve a um montante informado nos últimos meses: “Esse aumento não reflete o número de casos registrados no município nas últimas 24 horas, uma vez que estes casos já estavam no sistema anteriormente, mas não haviam sido notificados”, pontuou.


BOLETIM CORONAVÍRUS - 27/05/2020


Confirmados - 650

Descartados - 307

Recuperados - 219


Óbitos: 39 (28 confirmados e 11 em investigação) 

Síndrome Gripal (SG) - 1.780

Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) - 143




Mais de 60% estão estressados com o trabalho em casa

Pesquisa mostra que quase 68% fazem, ao menos, uma hora extra por dia




27/05/2020 18:06:59.

A adoção em grande escala do home office [escritório em casa] em função do isolamento social para conter o novo coronavírus tem afetado a saúde mental de profissionais brasileiros. (leia mais abaixo)


Uma pesquisa do LinkedIn, que ouviu duas mil pessoas na segunda quinzena de abril,  indica que 62% estão mais ansiosos e estressados com o trabalho do que antes. O LinkedIn é a maior rede social profissional do mundo. 


O levantamento mostrou, também, que, para o brasileiro, a falta de interação com colegas de trabalho tem sido impactante: 39% dos entrevistados se sentem solitários, 30% se confessam estressados pela ausência de momentos de descontração no trabalho e 20% sentem-se inseguros porque têm dificuldades em saber o que está acontecendo com seus colegas de trabalho e a empresa onde trabalham.


Por outro lado, a falta de interação com os colegas e a redução das interrupções relacionadas ao ambiente do escritório fazem com que 33% considerem que estão mais produtivos.


Não é só a saúde mental que está sendo afetada. A física também sofreu impacto com a chegada da quarentena: 43% dos entrevistados estão se exercitando menos e 33% disseram ter o sono afetado negativamente.


Horas extras


O home office também tem significado horas extras de trabalho para muitos profissionais. Segundo o estudo, 68% dos brasileiros que estão em casa têm trabalhado pelo menos uma hora a mais por dia, com alguns profissionais chegando a trabalhar até quatro horas a mais/dia (21%).


Além das horas extras, trabalhar em casa impõe outro desafio para os profissionais: desligar-se das atividades do trabalho. A pesquisa revelou, ainda, que 24% se sentem pressionados a responder mais rapidamente e estar online por mais tempo do que normalmente estariam. 


A preocupação de se mostrar ocupado com o trabalho tem relação com o medo de perder o emprego, destacado por 18% dos entrevistados.


Essa pressão também faz com que os profissionais adotem algumas posturas para mostrar que, mesmo em casa, estão labutando muito, levando 27% a enviar e-mails fora do horário do expediente.


Desafios do trabalho em casa


Além das preocupações com as atividades do trabalho, a necessidade de conciliar o trabalho com a atenção à família e, ao mesmo tempo, gerenciar a preocupação com o avanço do coronavírus representam desafios em casa. 


O estudo mostra, também, que 34% acabam por se distrair ouvindo ou assistindo notícias sobre a covid-19, 20% enfrentam dificuldades para conciliar o trabalho e o cuidado com os filhos e 22% consideram desafiador trabalhar com o parceiro em casa.


Mesmo que com impactos negativos em algumas áreas, o trabalho remoto trouxe benefícios em outros aspectos. Os entrevistados indicam ganhos na convivência familiar: 59% afirmam que, com a quarentena, o tempo de qualidade com a família aumentou. Outro ponto positivo foi a adoção de uma alimentação mais saudável, apontada por 32%.


Retorno ao trabalho


A expectativa é que a volta para o escritório implique em mudanças de comportamento, tanto nas relações pessoais e aspectos emocionais quanto no uso de recursos tecnológicos. 


Quando voltarem ao trabalho, 52% acreditam que os contatos com os colegas serão mais frequentes, 41% apostam no uso mais intenso da tecnologia e 28% acreditam que a ansiedade vai diminuir por poderem interagir com outras pessoas ao voltar para o escritório.


Fonte: Agência Brasil




Vendas da indústria e varejo caíram mais de 30% de março para abril

A queda se deu em razão do isolamento social, segundo o Ipea




27/05/2020 18:06:11.

As vendas da indústria e do comércio varejista tiveram queda de mais de 30% no mês de abril, na comparação com março, informa o Boletim de Acompanhamento Setorial da Atividade Econômica, divulgado hoje (27) pelo Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (Ipea). No setor de serviços, a retração foi de 23,7%. (leia mais abaixo)


O instituto relaciona a queda da atividade econômica às medidas de isolamento social, adotadas por estados e municípios como forma de prevenção à pandemia do novo coronavírus (covid-19), seguindo orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS). 


De acordo com o Ipea, além da paralisação de uma "ampla gama de atividades produtivas", a queda das demandas interna e externa causou a forte retração em todos os setores da economia. 


Para calcular o desempenho da economia, o Ipea tomou como base os parâmetros de três pesquisas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e passará a realizar mensalmente a projeção antes da divulgação dos dados oficiais pelo IBGE.


Indústria


O Ipea destaca que o cenário começou a se deteriorar em março, mês em que a Pesquisa Mensal da Indústria, do IBGE, constatou um recuo de 9,1% na produção industrial ante fevereiro. A produção de veículos e o setor de vestuário foram os mais afetados, enquanto o impacto foi menor na produção de alimentos, papel e celulose, e derivados de petróleo. 


Segundo a estimativa do Ipea, a retração deve crescer para 36,1% na próxima pesquisa, que será divulgada pelo IBGE em junho e medirá o cenário em abril. O resultado do quarto mês de 2020, projeta o Ipea, deve representar uma queda de 44,6% na comparação com abril de 2019.


Mais uma vez, a indústria de veículos automotores deve estar entre as mais afetadas, com uma queda de 92,9% em relação a março, e de 90,4% diante de abril de 2019. Já na indústria de celulose e papel, a queda prevista é de 1,4% ante março, e, na comparação com abril de 2019, deve haver estabilidade, com alta de 0,3%.  


Comércio e serviços


A última Pesquisa Mensal do Comércio (IBGE), divulgada em 13 de maio, também havia apontado queda em março, quando as vendas do varejo ampliado recuaram 13,9%. Os segmentos menos afetados, nesse caso, eram os associados à venda de alimentos, artigos farmacêuticos e de materiais de construção. Para abril, a previsão do Ipea é que o movimento se intensificou, chegando a uma queda de 34,7% para o conjunto do setor. Na comparação com abril de 2019, a queda deve ser de 44,5%.


O varejo ampliado inclui as lojas de veículos e materiais de construção, além de todos os outros setores do comércio. Assim como a produção, a venda de veículos deve ter uma queda mais acentuada que os números globais, atingindo queda de 62,2% de março para abril. O varejo restrito, que exclui veículos e materiais de construção, deve ter queda de 28,4% em abril, na comparação com março.


O setor de hiper e supermercados deve ser um dos menos afetados pela crise, com recuos de 5% em relação a março e de 1,1% na comparação com abril de 2019. Segundo o Ipea, os impactos da crise desaceleraram as vendas em relação a março, mês que estabeleceu uma elevada base de comparação em virtude da estocagem de alimentos por parte de alguns consumidores.


Nos serviços, a queda em março foi de 6,9%, segundo a Pesquisa Mensal dos Serviços, que já havia apontado recuo de 30% nas atividades turísticas. A projeção para abril é que a retração geral do setor chegue a 23,7%.


Fonte: Agência Brasil




Rio: novo método de registro exclui 1.177 mortos por Covid-19 das estatísticas

A partir desta terça-feira, serão consideradas na contagem apenas mortes cujos atestados de óbito contêm confirmação de infecção pelo vírus




27/05/2020 17:05:16.

Após uma semana sem divulgar dados de óbitos causados pelo novo coronavírus no Painel Rio Covid-19, a  Prefeitura do Rio restabeleceu nesta terça-feira a publicação dessas informações com novo método.


A partir de agora, estão sendo consideradas na contagem apenas mortes cujos atestados de óbito contêm confirmação de infecção pelo vírus . A mudança cria um gargalo nas estatísticas: enquanto os hospitais já registraram 2.978 vítimas fatais com suspeita ou confirmação da doença na capital, o painel mostra apenas 1.801 óbitos — uma diferença de 1.177 pessoas que já morreram e deixam de constar no painel. O número maior foi anunciado mais cedo pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), que inclui a cidade em seus boletins diários.


Os dados sobre sepultamentos são fornecidos pela Secretaria Municipal de Infraestrutura, que os coletará com os cemitérios cariocas. A diferença desses dados para os dados médicos é que atestados de óbitos são emitidos, muitas vezes, antes que fiquem prontos os resultados de exames que constatam infecções por Covid-19.


Uma vez que uma pessoa seja enterrada por suspeita da doença, com quadros fatais de pneumonia ou síndrome respiratória aguda grave ( SRAG ), sua certidão de óbito teria que ser retificada para que ela passasse a ser identificada como vítima da pandemia pela Prefeitura. Isso pode ser feito em cartórios e depende dos familiares do paciente que morreu.


Na segunda-feira, a secretária municipal de saúde , Beatriz Busch, já havia afirmado que os dados estavam sendo revistos e que o sistema passaria a mostrar informações divulgadas pelos cemitérios. Ela destacou que, dessa maneira, os dados de óbito passariam a ser divulgados pela data em que, de fato, ocorreram e não quando forem confirmados após os exames laboratoriais.


A nova versão da contabilidade de óbitos tem outra fragilidade. Ao contrário dos dados médicos divulgados desde março, não há separação do número de mortos em cada bairro. Só é possível separá-los por data e local, sem informações sobre a localização geográfica em que as pessoas que morreram residiam.


Essas informações, no molde antigo de contabilidade, vinham sendo utilizadas pela própria Prefeitura para modular medidas de isolamento social para combater o contágio do vírus. Campo Grande, bairro da Zona Oeste, por exemplo, era um dos líderes em mortes até a semana passadas e foi o primeiro a ser objeto de um " lockdown " para diminuir a circulação de pessoas.


Fonte: Último Segundo




Honda x Toyota qual a mais procurada na busca por um carro usado?

Embate dos clássicos na procura por carros, mas você sabe qual deles é o mais buscado na hora de comprar um usado?




27/05/2020 17:05:16.

Essas duas estão aparecendo frequentemente no ranking dos mais comprados na categoria de usados, mas qual delas é a mais procurada e que vale mais a pena investir? (leia mais abaixo)


É isso que vamos ver agora…


Usando uma pesquisa de levantamento de dados realizada em 2019, podemos dizer que a Honda leva a melhor posição porém a Toyota fica logo atrás, já que é uma oponente de peso na categoria. O ranking das 5 mais procuradas são:


1º Volkswagen

2º Chevrolet

3º Honda 

4º  Toyota

5º Fiat


Os modelos que foram mais buscados são o Honda Civic Sedan 4P EX 2.0 16V CVT FLEX Automático que foi feito exatamente para competir com o novíssimo Toyota Corolla Sedan 4P GLi 1.8 16V CVT FLEX Automático, gerando uma competição estilo Brasil e Alemanha e caso você também seja um dos interessados nessas máquinas e ainda está na dúvida sobre qual vale mais a pena, vamos lhe ajudar a tomar a melhor decisão mostrando um pouco de cada um.


 Honda Civic Sedan 2.0 Flex



  • Em seu design não houve muitas mudanças, mudou somente a sua grade, parte inferior do parachoque e farol de neblina que agora são cromados, além da sua roda 17 polegadas com acabamento grafite;

  • Seu motor é 1.5 turbo de 4 cilindros conta com 173 CV de potência;

  • O bagageiro é de 517 Litros que tem uma vantagem de 47 Litros do nosso amigo Toyota Corolla;

  • No quesito tamanho, nosso camarada possui 4,64 M de comprimento, 1,79 M de largura, 2,70 M entre seus eixos e 1,43 M de altura, o que juntando todos esses aspectos faz com que ele tenha uma resposta muito boa, sem muito balaço em sua carroceria nas ruas, dando ao usuário mais segurança nas curvas. E ele consegue ir de 0 Km\h a 100 Km\h em 8,6 segundos.

  • Seu consumo gira em torno de 11,8 Km por litro na cidade e 14,4 Km por litro na estrada (Lembrando que esse carro utiliza somente gasolina);

  • Em questão de tecnologia seu sistema é muito bom, o ar-condicionado é controlado digitalmente, acendimento automático dos faróis, tela multimídia de 7 polegadas com sistema Android Auto e Apple Car Play. Ele tem um sistema mais avançado que o da Toyota porém o touch screen da tela multimídia deixa um pouco a desejar, tendo que forçar um pouco o contato para a tela responder.

  • Um dos quesitos mais importantes e que não poderia faltar, a segurança… o Civic conta com sensores de estacionamento, faróis de neblina, câmera de ré, disco nas quatro rodas, suspensão multilink independente


 Toyota Corolla Sedan 1.8 Flex



  • No design esse monstro veio com traços bem marcantes e modernos, com uma novidade, o seu teto solar, que não é encontrado nas outras linhas da Toyota.

  • Seu motor 1.8 aspirado com 4 cilindros veio com 222 CV de potência e pneus de 17 polegadas;

  • O bagageiro é de 470 Litros, que não é tão grande quanto o do Honda porém é o suficiente;

  • No tamanho, ele possui 4,63 M de comprimento, 1,78 M de largura, 2,70 M entre seus eixos e 1,45 M de altura, dando uma sensação de conforto um pouco melhor em relação ao outro que tem uma pegada mais esportiva.

  • Seu consumo gira em torno de 16,3 Km por litro  na cidade e 14,5 Km por litro na estrada com gasolina, porém segundo a fabricante, utilizando o etanol o automóvel consegue fazer até 20 km por litro.;

  • Na parte de tecnologia o carro da Toyota sai um pouco atrás, já que é muito mais simples por conta de que a fabricante leva em consideração a faixa de idade de seus compradores, que por sua vez são mais idosos. Mas fora isso seu desempenho é bom.

  • Os botões em sua direção são bem posicionados, de fácil entendimento e utilização, sua tela multimídia é de 8 polegadas com o sistema bem fácil de se utilizar.  E apesar de sua interface ter uma resposta um tanto quanto lenta, ela é boa e atende a todas as necessidades.

  • Agora a parte mais importante, a segurança, conta com faróis de neblina, câmera de ré, disco nas quatro rodas, suspensão multilink, que é uma novidade para a linha Toyota.


Bom, ambos são sedans médios, que são muito comentados pelos usuários ainda mais quando se trata de venda de segunda mão, ou seja, venda de usados.


Se quiser chegarem  um veredicto de qual a melhor opção para ser seu, vai depender só de você, isso é algo muito pessoal, então dê uma boa olhada na Tabela Fipe e características gerais de ambos para ver qual melhor se encaixa em seu estilo de vida, orçamento e utilidades.


Assim fica mais prático para saber qual deles tem o melhor custo-benefício para você.


Gostou de saber um pouco mais sobre essas duas máquinas? Então compartilhe em suas redes sociais!


Redator: Roseli Quadros




TV Câmara exibe concerto da ONG Orquestrando a Vida com Dom Américo

Com imagens cedidas pela ONG Orquestrando a Vida, a emissora exibirá, nos dias 30 (sábado) e 31 (domingo) de maio, sempre às 20h,




27/05/2020 16:04:14.

Dono de uma carreira de 53 anos, coroada com intenso sucesso, o cantor Dom Américo, que faleceu na última segunda-feira (25), aos 69 anos, será homenageado pela Câmara Municipal de Campos dos Goytacazes através da TV Câmara. Com imagens cedidas pela ONG Orquestrando a Vida, a emissora exibirá, nos dias 30 (sábado) e 31 (domingo) de maio, sempre às 20h, o concerto realizado em 30 de junho de 2016 no Teatro Municipal Trianon, no qual Dom dividiu o palco com os jovens da Orquestra Sinfônica Mariuccia Iacovino. (leia mais abaixo)


Para o presidente da Câmara, Fred Machado (Cidadania), o talento do artista está eternizado nas melhores lembranças dos campistas. “Excelente músico, artista completo e um ser humano de uma gentileza admirável. Esse era nosso querido Dom Américo e é assim que nos lembramos dele. Mais do que merecida essa homenagem que a parceria da TV Câmara com a ONG Orquestrando a Vida poderá proporcionar”, concluiu. 


Admirado por várias gerações de campistas, Dom Américo teve o talento reconhecido e valorizado ao receber, em 2018, a Ordem do Mérito Wilson Batista. A honraria é concedida pela Câmara Municipal de Campos aos artistas com notória trajetória no campo musical.


“Dom Américo sempre foi presença certa, em todos os eventos nos quais a Orquestrando a Vida angariava fundos para a sua manutenção. No show que a TV Câmara irá exibir, ele iniciou as comemorações de suas cinco décadas de sucesso, vivendo o sonho de cantar com nossos jovens músicos. Em pouco mais de uma hora, vamos nos divertir e cantar, reverenciando nosso eterno astro” destaca o presidente da Orquestrando a Vida, maestro Jony William.


O repertório, com diversas surpresas, tem destaque para “Butterfly”, grande sucesso da carreira de Dom Américo. Além disso, músicas de Tim Maia – um dos ídolos de Dom – também serão  executadas. Na faixa internacional, “New York, New York”, “Unforgettable” e “My Way”, não poderiam faltar. Serão momentos de emoção, marcados pela recordação da alegria do grande astro da música de Campos.


A TV Câmara está disponível no canal aberto digital 19.3 e canal 152 da VerTV.




Em Plenário Virtual: vereadores aprovam dois Projetos de Lei




27/05/2020 16:04:08.

A Câmara Municipal de Campos dos Goytacazes realizou duas sessões extraordinárias em Plenário Virtual, de forma remota, nesta sexta-feira (22). Iniciando as discussões, o presidente Fred Machado (Cidadania) leu o Ato Executivo 0013/2010, que foi publicado em Diário Oficial convocando os vereadores para a realização da sessão que estava marcada para o dia 20. Porém, em virtude do falecimento do ex-vereador e deputado estadual Gil Vianna, a mesma foi remarcada para esta sexta-feira. De forma unânime, os parlamentares presentes confirmaram estarem de acordo com a mudança na data. (leia mais abaixo)


Colocado em votação, foi aprovado o Requerimento 0496/2020, da Mesa Executiva, que solicita regime de urgência especial na tramitação dos Projetos nºs 0028/2020 e 0029/2020, de acordo com o Regimento Interno desta Casa. 


Em seguida, os vereadores discutiram e aprovaram, por maioria em turno único e redação final, o Projeto de Lei nº 0028/2020, encaminhado pelo Gabinete do Prefeito, que autoriza a prorrogação dos contratos por tempo determinado decorrentes do processo seletivo simplificado da Fundação Municipal da Infância e da Juventude nº 01/2017. O vereador Ivan Machado (PDT) se absteve da votação.


De autoria do vereador Abu (Cidadania), foi aprovado em turno único e redação final, por maioria, o Projeto de Lei nº 0029/2020, que obriga as empresas concessionárias do serviço de transporte coletivo e seletivo do Município de Campos dos Goytacazes a instalar dispensadores de álcool em gel no interior dos veículos desse serviço. O autor do projeto explicou que a medida será enquanto durar a pandemia do novo coronavírus. Votou contra a vereadora Rosilani do Renê (PSC).


Fonte: Ascom




Prevenção/Covid: medição de temperatura no 8º BPM

Orientação do comandante do 6º Comando de Policiamento de Área (CPA)




27/05/2020 16:04:08.

O comando do 8º BPM, seguindo as orientações do comandante do 6º Comando de Policiamento de Área (CPA) iniciou um novo procedimento de prevenção contra o novo coronavírus (covid-19): a medição de temperatura de todos que acessarem o pátio do batalhão. (leia mais abaixo)


O local também passa por com higienização sanitária diária. A ação é realizada através da pulverização de hipoclorito de sódio em corrimões, postes, pneus, sarjetas e até pneus de veículos.




Após operação da PF, Aras pede suspensão do inquérito das fake news

Ministro Edson Fachin será o responsável por analisar a solicitação de Augusto Aras para interromper caso




27/05/2020 15:03:23.

O procurador-geral da República, Augusto Aras, solicitou nesta quarta-feira (27) ao STF (Supremo Tribunal Federal) a suspensão do inquérito das fake news. O pedido será analisado pelo ministro Edson Fachin. (leia mais abaixo)


Mais cedo, o ministro Alexandre de Moraes, também do Supremo, autorizou uma operação da PF (Polícia Federal para cumprir 29 mandados de busca e apreensão em endereços ligados a pessoas responsáveis por disseminar ou patrocinar divulgação de conteúdos falsos - especialmente focados em familiares e ministros do STF.


O procurador-geral observa que, hoje, a "Procuradoria-Geral da República viu-se surpreendida com notícias na grande mídia de terem sido determinadas dezenas de buscas e apreensões e outras diligências, contra ao menos 29 pessoas, sem a participação, supervisão ou anuência prévia do órgão de persecução penal que é, ao fm, destinatário dos elementos de prova na fase inquisitorial, procedimento preparatório inicial, para juízo de convicção quanto a elementos suficientes a lastrear eventual denúncia".


No pedido, Aras pede a suspensão imediata do inquérito até "que o Supremo Tribunal Federal, por seu órgão Plenário, estabeleça os limites e balizas para a tramitação do inquérito, a fim de serem resguardados os preceitos fundamentais consagrados na Constituição Federal".


Motivos para a suspensão

Entre os argumentos, Aras frisa que "o sistema acusatório impõe regramentos para a investigação no âmbito criminal, desenvolvida pela polícia, mas sob controle do Ministério Público". Alega ainda que há artigos na Constituição que "não tornam a investigação criminal exclusividade da polícia, nem afastam os poderes de investigação do Ministério Público".


Por isso, discorre o procurador-geral, "compete ao Ministério Público dirigir a investigação criminal", para escolher as provas relevantes "para promover a ação penal, com oferecimento de denúncia ou arquivamento".


"Assim, a possibilidade de instauração atípica de inquérito judicial pelo Supremo Tribunal Federal, na forma do art. 43 do seu Regimento Interno, com base na garantia de exercício independente das funções do Poder Judiciário, não implica que o procedimento preliminar possa ser conduzido em desconformidade com o modelo penal acusatório", conclui.


Aras finaliza o pedido dizendo que a suspensão é necessária a fim de reforçar "a necessidade de se conferir segurança jurídica na tramitação" do inquérito e preservar "prerrogativas institucionais do Ministério Público de garantias fundamentais, evitando-se diligências desnecessárias, que possam eventualmente trazer constrangimentos desproporcionais".


LEIA MAIS

Roberto Jefferson, Luciano Hang, deputado estadual de SP e blogueiro são alvos de operação da PF


Fonte: R7




Witzel se reúne com secretariado para discutir reabertura da economia

itzel estima que, no próximo mês, algumas medidas de flexibilização já possam ser postas em prática pelos municípios




27/05/2020 15:03:30.

O governador Wilson Witzel se reuniu, na tarde desta terça-feira (26/05), com o secretariado para estudar o início da reabertura da economia fluminense e discutir ações para recuperar as finanças do Estado. Witzel estima que, no próximo mês, algumas medidas de flexibilização já possam ser postas em prática pelos municípios, mas sempre levando em consideração a evolução da doença. (leia mais abaixo)


- Vamos colocar à disposição auxílio para os municípios que queiram tomar medidas mais restritivas e deixar a cargo de cada prefeito tomar a decisão que entender adequada em relação à abertura. No nosso decreto, vamos estabelecer parâmetros que devem ser observados pelos municípios para que possam tomar decisões. Se o município estiver com 90% de vagas de leitos, pode abrir a economia, mantendo barreiras sanitárias. Essa é a proposta - afirmou Witzel, durante o encontro no Palácio Guanabara.


Lançado no último dia de 20 de maio pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais, o Pacto Social pela Saúde e pela Economia do Estado do Rio de Janeiro será utilizado para nortear as cidades fluminenses.


- Os critérios são baseados nos índices de contaminados dos últimos sete dias e de ocupação de leitos. Faixa vermelha é acima de 90% de ocupação. Faixa amarela entre 70 e 90%. Faixa verde abaixo do índice de ocupação de 70%. Existem outros indicadores que mostram que o distanciamento social tem dado certo. Alguns dados da própria Secretaria de Saúde mostram que a mortalidade tem se mantido estável no Rio de Janeiro e que a fila de espera por um leito de CTI e de enfermaria têm caído. Todos esses índices mostram que estamos no caminho certo. Cada atividade produtiva deverá ter um protocolo de operação. Esse protocolo será adotado por uma resolução conjunta da nossa pasta com a de Saúde, entre outras que desejem participar - ressaltou o secretário Lucas Tristão.


Hospitais de campanha


O governador reiterou que todos os hospitais de campanha serão abertos no Rio de Janeiro. Nesta semana, serão inauguradas as unidades de São Gonçalo e Nova Iguaçu.


- Nós estamos com um esforço grande para inaugurar os hospitais. Não há superfaturamento. Precisávamos fazer mil leitos. Nos propusemos a fazer 1,3 mil leitos - disse Witzel.


O secretário de Saúde, Fernando Ferry, informou ainda que todos os equipamentos que estão sendo adquiridos pelo Estado se tornarão legados para as unidades de saúde fluminense.


- Todos os equipamentos, quando acabar essa epidemia, serão alocados nas unidades hospitalares do Estado. São 500 respiradores novos, 400 monitores novos, bombas infusoras, camas e toda a estrutura hospitalar que está equipando os hospitais de campanha – informou Ferry.


Retomada da rede de ensino


Sobre o retorno das aulas nas escolas, o secretário de Educação, Pedro Fernandes, afirmou que, em comum acordo, as redes de ensino - que incluem as do Estado, dos municípios e as da rede privada - acertaram que as atividades só retornam a partir do momento em que o Governo do Estado indicar que se encontra na bandeira verde.


- Nós fechamos um protocolo em que, após a bandeira verde estabelecida pelo Governo do Estado, teríamos uma semana para organizar a volta das aulas. Todas devem voltar no mesmo período – disse o secretário de Educação.


Reforma administrativa e contenção de gastos


Cálculos da Secretaria de Fazenda apontam que, em 2021, o Rio de Janeiro deverá ter uma perda de receita de cerca de R$ 10,6 bilhões. Segundo o secretário Luiz Claudio Rodrigues de Carvalho, a ajuda do governo federal não será suficiente para cobrir este déficit.


- Receberemos um auxílio da União, em quatro parcelas, que totalizará R$ 2,5 bilhões. Esse socorro financeiro da União ainda não chegou e ela é a única que pode prover socorro nesse momento. O Estado do Rio deve perder algo como R$ 6 bilhões, em perda de ICMS, e outros R$ 4 bilhões de royalties – afirmou Luiz Claudio.


Reformas administrativas também estão sendo estudadas pela Secretaria da Casa Civil e Governança e, entre elas, estão os projetos de fusão e extinção de 16 empresas da administração direta e indireta, além da alienação de bens públicos, veículos e máquinas.


- Temos uma estrutura administrativa, que é grande e ultrapassada e, muitas vezes, não é eficiente. Precisamos diminuir a estrutura da nossa máquina para dar uma resposta rápida à população – explicou o secretário da Casa Civil, André Moura.


Fonte: Imprensa-RJ




Mais uma idosa morre de covid em Campos, que tem 571 casos

Atualização de sistema altera número de casos confirmados




27/05/2020 15:03:39.

A Secretaria Municipal de Saúde e a Vigilância em Saúde informam que registram 571 casos confirmados de covid-19 em Campos. O aumento de mais de 70 confirmações no registro do número de casos no município ocorre depois de uma atualização para melhoria do sistema utilizado pelo Estado para a notificação. Nos últimos dias, falhas foram corrigidas no sistema e os dados atualizados, contribuindo para o aumento do número de registros. Nesta terça-feira (26) foi confirmado um óbito por coronavírus. Trata-se de uma idosa de 78 anos com comorbidades. (leia mais abaixo)






 





  •  




Campos flexibiliza uso de máscara para autistas

Medida já vinha sendo adotada, mesmo antes da regulamentação




27/05/2020 15:03:15.

A Prefeitura de Campos flexibilizou a obrigatoriedade do uso de máscaras para autistas e pessoas com deficiências. A medida foi divulgada no Decreto 111/2020 (atualiza o artigo 2 do Decreto 68/2020), publicado segunda-feira (25) no Diário Oficial, que regulamenta a prorrogação do lockdown, de maneira parcial, e atualiza as medidas temporárias de prevenção ao contágio e de enfrentamento ao novo coronavírus. As medidas passam a valer até 1º de junho. Veja AQUI. (leia mais abaixo)


- A utilização de máscaras fica dispensada no caso de pessoas com transtorno do espectro autista, deficiência intelectual, deficiências sensoriais, ou quaisquer outras deficiências que as impeçam de fazer o uso adequado de máscara de proteção facial, conforme declaração médica, que poderá ser obtida por meio digital - afirma o texto assinado pelo prefeito Rafael Diniz. 


A secretária municipal de Desenvolvimento Humano e Social, Pryscila Marins, explicou que muitas pessoas com transtorno do espectro autista precisam mudar de ambiente e caminhar ao ar livre, por exemplo, mas podem desenvolver crises agudas, se sentirem sufocadas ou desenvolverem reatividade sensorial ao usarem a máscara.


- A decisão visa garantir a qualidade de vida dessas pessoas. Alguns autistas, por exemplo, aceitam usar normalmente, mas não é regra geral. Para muitos, isso pode gerar angústia e sofrimento. Por isso é importante termos um olhar diferenciado para esse público - recomendou a secretária.


De acordo com o presidente do Instituto Municipal de Trânsito e Transporte (IMTT) e membro do Gabinete de Crise para Enfrentamento ao Novo Coronavírus, Felipe Quintanilha, os agentes de trânsito estão orientados a não adotarem medidas administrativas nesses casos.


- Nossa equipe de fiscalização já estava orientada sobre essa questão e, na prática, já vinha adotando essa medida. Entretanto, o governo municipal, sendo sensível à solicitação das instituições que representam essas pessoas, especialmente com espectro autista, decidiu fazer alteração no decreto municipal e deixar expresso no Diário Oficial. Existe uma lei tramitando no Congresso nesse sentido, mas, em Campos, nos antecipamos. Se for uma deficiência não aparente na abordagem, vamos solicitar, caso necessário, algum documento que a comprove, como, por exemplo, carteirinha da associação à qual o usuário esteja vinculado ou laudo médico. Mas a ideia é não precisar fazer isso, pois estamos trabalhando com foco na orientação e bom senso - destacou Quintanilha.


A diretora-presidente da Associação de Pais e Amigos de Pessoas Especiais do Norte e Noroeste Fluminense (APAPE), Naira Peçanha, aprovou a medida que assegurou a flexibilização que já vinha sendo aplicada.  


- A APAPE já estava alinhada com o Governo através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Humano e Social nessa questão. O município já vinha autorizando essa medida mediante a apresentação de uma carteirinha expedida pela APAPE. O IMTT e a Secretaria de Segurança Pública também estavam promovendo a garantia desse direito conforme o artigo 8o da Lei 13146, que trata da Inclusão da Pessoa com Deficiência e afirma que é "dever do Estado, da Sociedade e da família assegurar à pessoa com deficiência a liberdade, a dignidade, a acessibilidade, o bem estar social", dentre outros direitos que já vinham sendo garantidos em todas as esferas do Poder Público - disse Naira.


A presidente da Associação de Proteção e Orientação aos Excepcionais (APOE), Neide Gebara, também comentou: 


- Foi uma valiosa conquista aos familiares e usuários. Não há como impedir a circulação das pessoas com deficiências que não conseguem utilizar máscaras, uma vez que necessitam dos atendimentos especializados ofertados nas Instituições e outros serviços de referências. O governo foi sensível ao apelo dos familiares e das Instituições que atendem pessoas com deficiências. A Secretaria de Saúde e a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Humano e  Social, com total apoio do prefeito Rafael Diniz, têm dado todo suporte às Instituições que realizam o Serviço de Proteção Social Especial de forma continuada, sendo presencial, home office ou domiciliar, a fim de atender todos os nossos usuários em suas diversas necessidades, seguindo as orientações de segurança da OMS. Inclusive, a Prefeitura concedeu a autorização de livre circulação nas barreiras sanitárias, perante a apresentação de credenciais ofertadas pelas Instituições e ratificada pelas equipes de saúde e técnica de referência do serviço, para que não haja nenhum prejuízo aos atendimentos primordiais às pessoas com deficiências - relatou.


Fonte: SupCom




Ressaca no litoral da região com ondas de até 3m

O mar está agitado por ventos de um ciclone extratropical que se desloca pela costa da Região Sul




27/05/2020 15:03:14.

Aviso emitido pela Marinha do Brasil informa que deve atingir o ápice nesta quinta-feira (28), a ressaca que já nesta quarta (27) atingiu o litoral das regiões Sul e Sudeste do país, chegando ao Cabo de São Thomé, em Campos dos Goytacazes. O “alerta máximo” em relação às fortes ondas de até 3 metros deve ser observado em especial pelos pescadores, que nessas condições normalmente são aconselhados a permanecer em terra até a ressaca passar.


A Coordenadoria de Defesa Civil Municipal deixou em alerta um funcionário que mora em Farol de São Thomé para acompanhar a situação na área nas próximas horas. Também acionou a Secretaria Municipal de Infraestrutura e Mobilidade Urbana, que já enviou para o balneário campista, uma máquina retro-niveladora com operador, para o caso de necessidade de qualquer intervenção, se as ondas causarem estragos na orla.


O mar está agitado por ventos de um ciclone extratropical que se desloca pela costa da Região Sul, mas o movimento da massa de ar é de afastamento Brasil. A previsão é de que a ressaca comece a perder força rapidamente nesta sexta (29) e tudo esteja normalizado já no sábado (30).


Fonte: SupCom




Vídeo: Curado da Covid após usar cloroquina, empresário campista fala ao C24H

Felipe Knust conta ao CAMPOS 24 HORAS como tudo ocorreu a partir de um exame no Dr. Beda




27/05/2020 14:02:48.

(vídeo ao final das informações) - Curado da Covid-19, o empresário campista, Felipe Knust, de 39 anos, falou ao Campos 24 Horas sobre o que viveu durante o período de recuperação dentro de sua casa. Apesar de todos os cuidados, acabou infectando membros de sua família. Ele afirma que foi curado com a devida assistência médica e ao ser medicado com alguns medicamentos, entre eles a hidroxicloroquina, remédio que é defendido pelo presidente Jair Bolsonaro. (Leia mais abaixo)


Após exames no Hospital Dr. Beda, foi constado que seu pulmão havia sido afetado pelo vírus. Agora fora de risco, Knust conta ao site como tudo aconteceu. Confira  no vídeo abaixo.