Wladimir merece um troféu pela cara de pau, hipocrisia e oportunismo

Em 2015 com 2,5 bilhões no orçamento Wladimir dizia que a prefeitura estava sem dinheiro




Atualizado em 29/11/2019 21h09



o /> No Natal de 2015 o empresário Wladimir Garotinho, que naquela época tinha trânsito livre no governo da mãe Rosinha, foi interpelado por cidadãos que desejam mais ações do governo. Sem pensar duas vezes, ciente de que estava sendo filmado, ele chorou miséria e alegou que a Prefeitura de Campos estava “sem dinheiro”, mesmo com dois empréstimos na conta e um orçamento na casa de R$ 2,5 bilhões.

Na ocasião, todo o grupo de Garotinho afirmava que, sem os empréstimos e novos recursos, seria impossível manter salários em dia e programas sociais e limpeza pública.

Mas agora, quatro anos depois, com a cidade amargando uma queda de arrecadação nunca vista ba história, com um orçamento (1,8 bilhão) bem menor do que os de Rosinha, sem empréstimo, sem arrombar o Previcampos, e pagando dívidas, Wladimir Garotinho faz críticas e diz que tem dinheiro pra tudo e mais um pouco. Ou seja, quem não conseguiu fechar as contas com 2,5 bilhões afirma que é possível pagar tudo com quase 1 bilhão a menos? É muita cara de pau, hipocrisia e oportunismo.