09/05/2022, 14h51, Foto: Divulgação

Com apenas 25 anos, vereador mais jovem de Campos, Bruno Vianna (PSD), concedeu uma entrevista exclusiva ao Campos 24 Horas, contando um pouco da sua atuação parlamentar, história e seus planos para o futuro. Bruno admite que avalia a possibilidade de se candidatar a deputado estadual na eleição de outubro deste ano e dar sequência ao trabalho do seu pai, o deputado Gil Vianna, que morreu em decorrência da Covid-19. Confira a entrevista abaixo:


Campos 24 Horas - Atualmente, a política e o jovem estão em lados apostos, consequência da situação em que o país atravessa. Na contramão disso, você hoje é o vereador mais jovem de Campos, tendo tido uma votação expressiva já na sua primeira eleição. Quais são os projetos que estão sendo desenvolvidos para aproximar os jovens da política?

Bruno Vianna
- Nosso maior sonho sempre foi mostrar a força que a juventude tem de se posicionar e transformar situações. A votação que tivemos foi exatamente o grito dos jovens, aliado com com o legado deixado pelo meu pai. Infelizmente, alguns jovens estão desmotivados, desacreditados. Mas nosso trabalho tem sido justamente para mudar essa história. Idealizamos o projeto Juventude em Ação, que conta com a adesão de jovens de toda a região, ultrapassando os limites do nosso município. São ações voltadas para o campo social, do esporte, meio ambiente e da política. (leia mais abaixo)


C24H - A causa da pessoa com deficiência foi sempre uma luta do seu pai, deputado Gil Vianna, você tem dado continuidade com essa luta?

Bruno - Infelizmente, está inadequado. Vimos recentemente um exemplo bem claro: as escolas sem profissionais para atender a necessidade da educação inclusiva. Se formos falar do transporte, além de toda escassez de horários e veículos, não temos ônibus com pneu adequado, como que teremos suporte para um transporte especial. É triste ver essa realidade, principalmente ver o poder público ignorando uma situação tão grave. (leia mais abaixo)


C24H - O esporte é uma pauta defendida pelo seu mandato. Tem sido um desafio usar políticas públicas para incluir crianças e jovens na prática do esporte?

Bruno -
Nós temos buscado incentivar projetos, apoiar causas, principalmente ajudar na resolução dos problemas enfrentados pela falta de apoio do município a programas de esporte para crianças e jovens. Eu sei o quanto o esporte é essencial para o crescimento e construção do caráter. Também do importante papel de inserção social. Nós temos encontrado muitas barreiras. Pracinhas e quadras depredadas, espaços que poderiam ser usados para a prática de esporte. (leia mais abaixo)


C24H - Você tem sido um dos vereadores mais atuantes do Legislativo campista. Se posicionou em votações importantes. Como você define o seu mandato até o momento?

Bruno- Como sempre destaco, não fujo do debate. Fui eleito para enfrentar os problemas do povo e achar uma solução. Votei contra o aumento de impostos, por exemplo, porque a população já está sobrecarregada. Na questão da avaliação geral, eu deixo por conta da sociedade no momento oportuno. Agora, o nosso foco está voltado para as demandas, cobrar e propor ao município as melhores saídas. (leia mais abaixo)


C24H - Com o falecimento do seu pai e do deputado João Peixoto, a representatividade da região na Alerj diminuiu. Algumas movimentações na política campista indicam que você é pré-candidato a deputado estadual. Como caminha esse projeto?

Bruno- Eu não escondo que tenho o sonho de voltar a ocupar o lugar que meu pai deixou de maneira tão trágica. Sou filho de Campos, me sinto  preparado e tenho essa vontade. Mas, no momento, ainda estou discutindo com o meu grupo sobre essa possibilidade, para poder apresentar à população esse projeto de forma madura. (leia mais abaixo)


C24H - Recentemente, você ingressou no PSD, partido que tem o prefeito Eduardo Paes como presidente. Um político experiente e com uma popularidade alta. Como você vê esse contexto da experiência junto com a juventude?

Bruno- O Eduardo Paes está propondo uma renovação dos quadros políticos. Podemos observar esse movimento nas pessoas que ocuparam cargos de secretários na sua gestão, como o Renan Ferreirinha, Marcelo Calero, Chicão Bulhões, entre outros. Para as próximas eleições, eu vejo que ele pretende apostar em quadros novos, justamente para dar um fôlego diferente ao nosso Estado. Com certeza, eu desejo estar junto desse projeto

Entre para nosso
Grupo WhatsApp

Fique sempre bem informado sobre as últimas notícias!