23/05/2022, 08h37, Foto: Reprodução

O clássico entre Corinthians e São Paulo terminou empatado por 1 a 1 na tarde deste domingo (22), na Neo Química Arena, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. O placar favoreceu o Timão, que se manteve na ponta da tabela, com 14 pontos, e ainda impediu a quebra de tabu do rival, que segue sem nunca ter vencido em Itaquera - agora são 16 jogos, sendo dez vitórias corintianas e seis empates. (leia mais abaixo)


Calleri, que anotou três gols em quatro Majestosos na sua segunda passagem pelo São Paulo, abriu o placar ainda no primeiro tempo. Adson deixou tudo igual no final do segundo. O São Paulo é o terceiro colocado, com 12 pontos. (leia mais abaixo)


Primeiro tempo


Os dois times entraram em campo com três zagueiros e o início do Majestoso foi equilibrado. O Corinthians pressionou nos primeiros minutos, quando João Victor arriscou e mandou para fora. Na metade do duelo, o ritmo do Timão caiu e quem passou a crescer foi o Tricolor.


Aos 18 minutos, Cássio começou a trabalhar forte. Primeiro, foi a vez de fechar o gol após chute cruzado de Alisson, que recebeu passe de Calleri. Depois, foi a vez do argentino, de cabeça, obrigar o goleiro a mais uma bela defesa. Do outro lado, Renato Augusto arrematava a longa distância e viu Jandrei defender.


O Tricolor era quem estava mais perto de abrir o placar, ocupando melhor o meio-campo e se impondo nas jogadas ofensivas. Não demorou para Arboleda, em cabeceio, assustar Cássio após cruzamento de Reinaldo na área.


Jô, até então, não entregava o que podia pelo lado corintiano e errava bastante. Apesar disso, uma bola cruzada por Renato Augusto, em posição irregular, o atacante finalizou com eficiência, mas o gol foi corretamente anulado pela arbitragem.


O Tricolor queria ir para o intervalo na vantagem e não tirou o pé nem mesmo com a confusão nos acréscimos, que se iniciou após falta de Du Queiroz em Reinaldo. Aos 50 minutos, Calleri colocou os visitantes em vantagem.


Toca no Calleri!


O argentino manteve seu bom desempenho diante do Corinthians. Agora, são três gols em quatro jogos desde que retornou ao Tricolor, no ano passado. Reinaldo cobrou a falta na área, Jô cortou parcialmente, e Diego ajeitou para Alisson, que cruzou na pequena área. Calleri dominou e bateu cruzado para marcar.


Segundo tempo


As duas equipes voltaram do intervalo com alterações. Pelo lado corintiano, Gil deu lugar a Adson, para tentar melhorar ofensivamente. Mantuan ficou na lateral direita. O Tricolor voltou sem Igor Vinícius, Reinaldo e Luciano, e entraram Rafinha, Patrick e Eder, respectivamente. Depois, Nestor deu lugar a Gabriel.


O clássico seguia agitado. O Timão voltou um pouco mais ligado, mas não conseguia finalizar com sucesso e empatar. O Tricolor chegou ao seu segundo gol, mas Eder recebeu em posição irregular antes de driblar Cássio e marcar, mas o tento foi anulado.


Adson sai do banco para empatar!


O Corinthians não desistiu e, aos 34 minutos, Adson, que entrou no intervalo, incendiou Itaquera após balançar a rede. Júnior Moraes fez bom passe para Lucas Piton, que cruzou na cabeça do camisa 28, que não desperdiçou e deu números finais ao confronto.


Cássio sente o ombro


Ainda deu tempo de Cássio fazer bela defesa em chute de Igor Gomes. O camisa 12 do Timão sentiu o ombro esquerdo e deixou o gramado aplaudido, aos 52 minutos.


As duas equipes voltarão a campo no meio de semana por competições continentais. Na quinta-feira, às 21h, na Neo Química Arena, o Corinthians recebe o Always Ready pela última rodada da fase de grupos da Libertadores. Um empate garante o Timão nas oitavas de final. Um dia antes, o São Paulo recebe o peruano Ayacucho, no Morumbi, pela Copa Sul-Americana. O Tricolor já está garantido no mata-mata da competição.


Cartões amarelos: Du Queiroz e João Victor (COR); Diego Costa e Gabriel Neves (SPFC)

Cartões vermelhos: -

Gols: Calleri (50'/1ºT) (0-1) e Adson (34'/2ºT) (1-1)


CORINTHIANS: Cássio (Matheus Donelli, 52'/2ºT); Raul Gustavo, João Victor e Gil (Adson, intervalo); Gustavo Mantuan, Maycon (Júnior Moraes, 29'/2ºT), Du Queiroz, Renato Augusto e Fábio Santos (Piton, 29'/2ºT); Willian (Giuliano, 29'/2ºT) e Jô. Técnico: Vítor Pereira. (leia mais abaixo)


SÃO PAULO: Jandrei; Diego Costa, Arboleda e Léo; Igor Vinícius (Rafinha, intervalo), Rodrigo Nestor (Gabriel Neves, 14'/2°T), Igor Gomes, Alisson (Rigoni, 43'/2ºT) e Reinaldo (Patrick, intervalo); Luciano (Eder, intervalo) e Calleri. Técnico: Rogério Ceni.


Fonte: LANCE!

Entre para nosso
Grupo WhatsApp

Fique sempre bem informado sobre as últimas notícias!