14/06/2022, 12h26, Foto: Reprodução

De forma inédita, as empresas que operam o transporte público na cidade, apresentaram relatórios das contas na Audiência Pública na Câmara Municipal de Campos dos Goytacazes. Estiveram presentes os representantes das empresas São João e São Salvador, vereadores e a participação da sociedade civil organizada. (leia mais abaixo)


O Presidente do Sindicato Rural o Paulo Honorato falou sobre a dificuldade de se locomover dentro do município, assim como munícipes presentes. (leia mais abaixo)


Dentre os assuntos relatados está a necessidade de implementação de subsídios por parte da prefeitura para custear a operação do transporte, o nível elevado de transporte irregular nas linhas, os novos terminais de integração e o sistema de bilhetagem.


A maioria dos vereadores participou de forma presente sanando dúvidas, levantando indagações pertinentes a qualidade do serviço oferecido e propondo soluções para os pontos mais emergenciais. Esta é a primeira vez que a Câmara de Vereadores de Campos dos Goytacazes abre as portas para uma prestação de contas e para dialogar sobre o transporte público com todos os envolvidos.


O vereador Rogério Matoso (União Matoso) disse que a audiência foi um momento de razão e sensatez, “essa câmara hoje demonstra um ato de maturidade. Pela primeira vez a gente vem aqui votar um relatório. Temos que passar as fases”, declarou Matoso.


O vereador Juninho Virgílio (União Brasil) disse “quero ressaltar a importância que essa casa está tendo para que tudo isso possa acontecer. Pela primeira vez na história esta casa está fazendo com que as empresas possam apresentar as contas e fazer cumprir a Lei Orgânica do município. Já aconteceu com a Águas do Paraíba e agora com as empresas de ônibus”, afirmou Juninho. (leia mais abaixo)


O presidente Fábio Ribeiro enfatizou as falas dos vereadores, “ apesar das diferenças partidárias, nós, os 25 vereadores, temos unidade quando o assunto é o bem comum. Essas audiências estão servindo para mostrar que os 25 estão unidos na questão do transporte. Tenho certeza que se sair desta casa, não terá 13, mas sim 25 vereadores assinando embaixo do projeto”, declarou o Fábio.

Entre para nosso
Grupo WhatsApp

Fique sempre bem informado sobre as últimas notícias!