02/01/2022, 09h12, Fotomontagem: Campos 24 Horas

Este ano, de acordo com listagem apurada nos últimos dias pela reportagem do Campos 24 Horas, há pelo menos 26 pré-candidatos a deputado de diferentes profissões que tiveram seus nomes cogitados ou manifestaram desejo de disputar uma cadeira na Assembleia Legislativa (Alerj) ou na Câmara Federal. A eleição de 2022 em Campos e região tem deputados, vereadores e candidatos com apoio de prefeitos que, teoricamente, entram na disputa com mais chances, como são os casos de Rodrigo Bacellar (SD), Bruno Dauaire (PSC) e Clarissa Garotinho (Pros), Caio Viana (PDT), quatro vereadores em exercício e a primeira-dama Tassiana Oliveira. Já entre os novos nomes, despontam o engenheiro civil Tarcísio Miranda, neto do ex-senador que tem o seu mesmo nome, e o empresário e atual secretário de Desenvolvimento de Campos, Marcelo Mérida (PSC). E também os pré-candidatos do campo socialista, como o petroleiro José Maria Rangel e a professora Natália Soares, entre outros. No segmento evangélico, despontam o pastor Éber Silva e o empresário Renê Siqueira. (leia mais abaixo)


Outras lideranças já conhecidas e testadas nas urnas como o ex-governador Anthony Garotinho, e o ex-presidente da Câmara, o presidente da Câmara Fábio Ribeiro (PSD),  e o ex-deputado federal e ex-presidente da Câmara, Marcão Gomes (Cidadania), estão de olho numa cadeira na Câmara Federal. Garotinho depende ainda de solucionar pendências judiciais. Caso consiga superá-las, deve levar a reboque nas urnas um conjunto de outros aliados.  (leia mais abaixo)


Ainda no grupo do ex-governador, o empresário Renê Siqueira (PSC), marido da ex-vereadora Rosilani do Renê e dono da empresa LinPin, é outro nome cogitado para disputar uma cadeira na Alerj.  (leia mais abaixo)


Outras vagas no mesmo agrupamento político, seriam dos vereadores Thiago Rangel (Pros) e Juninho Virgílio (Pros). (leia mais abaixo)


No PDT, Caio Vianna, atual secretário de Ciência e Tecnologia de Niterói e candidato nas últimas eleições para prefeito de Campos com 110 mil votos, disputa uma vaga de deputado federal. Vianna fará dobradinha com Vitor Junior, ex-secretário de Obras de Niterói e ex-vereador na ex-capital fluminense.  (leia mais abaixo)


No grupo liderado pelo deputado estadual Rodrigo Bacellar,  o vereador Igor Pereira (SD), que integra o grupo independente na Câmara, desponta como pré-candidato a deputado federal. Há também o médico Bruno Calil (SD), pré-candidato a uma cadeira na Câmara Federal, que, possivelmente, fará dobradinha com o próprio Rodrigo. Mas, Rodrigo ainda não confirmou com quem fará dobradinha nas eleições de outubro próximo. (leia mais abaixo)


O pastor e ex-deputado federal Eber Silva (DEM) deve disputar uma cadeira na Alerj como um dos representantes do segmento evangélico. Em recente entrevista ao Campos 24 Horas, Eber disse que escolherá até março o partido pelo qual pretende se candidatar. Ele foi candidato a vice-prefeito nas últimas eleições, tendo Bruno Calil como cabeça de chapa.  (leia mais abaixo)   


O bombeiro militar Dimison Nogueira também poderá concorrer à uma cadeira na Alerj. Com serviços prestados ao esporte, especialmente ao remo, é um dos candidatos entre os que disputarão uma eleição pela primeira vez. O mesmo caso do servidor público estadual Tony Siqueira. (leia mais abaixo)  


CAMPO SOCIALISTA -  O sindicalista José Maria Rangel deve novamente concorrer à Câmara federal, pelo PT, enquanto a professora Odisséia de Carvalho, presidente do diretório municipal do partido, pode disputar uma cadeira na Alerj.  (leia mais abaixo)


No Psol, a professora Natália tem seu nome cogitado como pré-candidata à Alerj após o bom desempenho nas eleições de 2020 como candidata à prefeitura.  (leia mais abaixo)


O ex-deputado Roberto Henriques, pelo PC do B é outro nome que pode disputar o retorno à Alerj. Já o ex-presidente da Câmara Municipal de Campos e ex-deputado federal Marcão Gomes (PL) tenta retornar a Brasília.  (leia mais abaixo)


Nesta movimentação, os deputados federais Christino Áureo (PP) e Hugo Leal (PL), e o deputado estadual Gustavo Schimtd (PSL) que disputarão a reeleição e também buscam voto nas bases que tem em Campos, assim como Jair Bittencourt sai do Noroeste Fluminense com excelente votação para inflar sua musculatura em Campos na disputa da reeleição para a Alerj.  (leia mais abaixo)


Outras candidaturas regionais que despontam como competitiva é a do ex-prefeito de São Francisco de Itabapoana, Frederico Barbosa Lemos, que mira também a Alerj.  (leia mais abaixo)


Há ainda a pré-candidatura Alerj do produtor rural Marlon Guido (PSC), que foi  candidato a vereador nas últimas eleições.  

Entre para nosso
Grupo WhatsApp

Fique sempre bem informado sobre as últimas notícias!