06/08/2022, 12h22, Foto: Divulgação

Neste Dia Estadual de Luta Contra a Tuberculose, lembrado neste sábado, 06 de agosto, a Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Programa de Controle da Tuberculose (PCT), alerta que a doença tem cura e o diagnóstico precoce possibilita um tratamento eficaz. O PCT intensifica a busca ativa do sintomático respiratório, enviando panfletos e potes para baciloscopia (exame de escarro) às Unidades Básicas de Saúde (UBSs) do município. (leia mais abaixo)


A tuberculose é uma doença causada pelo bacilo de Koch (Mycobacterium tuberculosis) que afeta vários órgãos do corpo, mas principalmente os pulmões (80%). É transmitida pelo ar quando o paciente tosse, fala ou espirra. O risco de transmissão da patologia é potencializado em locais com maior aglomeração de pessoas. Após duas semanas de tratamento, o paciente deixa de transmitir a doença.  (leia mais abaixo)


Em Campos, a equipe do PCT antecipou as comemorações com realização de ações educativas e panfletagem, na última sexta-feira (05), simultaneamente, na Praça São Salvador e na área externa da Secretaria de Saúde.


Atualmente, no município cerca de 350 pacientes estão em tratamento pelo programa. “O mais importante é chamar a atenção da população para os sintomas. Toda pessoa com tosse há mais de três semanas, com ou sem catarro, deve procurar o PCT pela manhã, preferencialmente em jejum, para a realização de exames, entre eles, radiografia do tórax. Caso a doença seja confirmada, o tratamento deve ser iniciado imediatamente para que a cadeia de transmissão seja interrompida”, explicou a coordenadora do programa, Verônica Pinto Verdan.


Além da tosse, ela pontua outros sintomas característicos da doença que são febre, geralmente ao entardecer, suores noturnos, falta de apetite, emagrecimento, cansaço fácil, escarros sanguíneos e dor no tórax.


“O PCT recebe amostras de escarro de segunda à sexta e o resultado é liberado no mesmo dia. Qualquer unidade de saúde pode solicitar o exame e encaminhar a pessoa para o programa”, disse Verdan, acrescentando que os pacientes diagnosticados são atendidos mensalmente até a cura. O tratamento dura em torno de seis meses e deve ser feito de forma ininterrupta, sendo a medicação totalmente gratuita. Os pacientes em tratamento recebem atendimento social e são acompanhados por uma equipe multidisciplinar. (leia mais abaixo)


O programa funciona no Centro de Referência Augusto Guimarães, localizado na Estrada de Santa Rosa s/nº, Parque Santa Clara, ao lado do Hospital Geral de Guarus (HGG), das 7h às 17h. Para maiores informações, o centro disponibiliza o número de telefone institucional: (22) 98173-0179.

Entre para nosso
Grupo WhatsApp

Fique sempre bem informado sobre as últimas notícias!