26/07/2022, 08h48, Foto: Reprodução

Um casal acusado de matar a própria filha de três meses de vida foi preso na manhã desta terça-feira (26), por policiais civis do município de Itaocara. Investigações apontaram agressões do pai e omissão penalmente relevante da mãe. (leia mais abaixo)


Segundo a polícia, a recém-nascida apresentava lesões corporais com diversos estágios de evolução, caracterizando a Síndrome de Silvermann (criança espancada), devido as agreções que sofreu por dias de seu pai, identificado como G. da S.S.F. (leia mais abaixo)


As agreções realizadas pelo pai contavam com a omissão penalmente relevante da mãe, identificada como V.C.B.B. (leia mais abaixo)


Foram anexados aos autos do inquérito farta documentação médica dos tratamentos realizados na criança que comprovam as lesões sofridas, inclusive com fraturas de tíbia e fêmur. Foram colhidos relatos de diversos profissionais da área de saúde que tiveram contato com a recém-nascida, como ortopedista, hematologista e a equipe médica que recebeu a criança já sem vida no hospital. As afirmações de agressões sofridas pela menina foram unânimes e confirmadas pelo perito legista. (leia mais abaixo)


Os pais foram presos e aguardam transferência para a Central de Custódia.

Entre para nosso
Grupo WhatsApp

Fique sempre bem informado sobre as últimas notícias!