02/08/2022, 06h45, Foto: Campos 24 Horas

(Vídeo da entrevista ao final das informações) - Uma nova geração de políticos se levanta na região e é nítido o crescimento de suas pré-campanhas. O pré-candidato a deputado estadual Frederico Barbosa Lemos (SD), ex-prefeito sanfranciscano, é um deles. Ele fala sobre a região Norte Fluminense, que possui imensas potencialidades para ser um celeiro de produção de alimentos de modo a abastecer o Estado e o País, mas a contribuição isolada tem sido dada apenas por São Francisco de Itabapoana. A avaliação do pré-candidato foi feita em entrevista ao Programa Radar 24 Horas, veiculado nas plataformas digitais do Campos 24 Horas nesta segunda-feira (01/08).  Ele destaca ainda que São Francisco passou por uma revolução na área da Saúde, com a compra de equipamentos que permitem a realização de exames complexos e se orgulha em ter participado de um processo de transformações do município. Filho do ex-deputado, ex-prefeito de São Francisco e empresário Barbosa Lemos, Frederico também aponta a falta de políticas públicas na região visando a capacitação da população para o mercado de trabalho. (leia mais abaixo)


"Dou como exemplo o trabalhador de São João da Barra que só foi absorvido no Porto do Açu como peão na construção da obra. O sol nasceu pra todos, mas a gente vê muito paulista, mineiro e baiano trabalhando no Açu. A nossa região precisa absorver as melhores oportunidades nos grandes empreendimentos locais", afirmou.


"Temos de enfatizar a necessidade de termos representantes na Alerj que conhecem a importância e as potencialidades de uma região de mais de 600 mil habitantes e os sonhos de seu povo de dias melhores. (leia mais abaixo) 


PRODUÇÃO DE ALIMENTOS - "Campos é o maior município em extensão territorial do Estado, mas não consegue produzir a altura do seu tamanho. Nós precisamos somar um esforço integrado para tornar nossa região um grande celeiro de alimentos, que é nossa vocação", disse Frederico. (leia mais abaixo) 


Frederico destaca que São Francisco de Itabapoana tem feito o seu dever de casa. "Embora sendo um município de menor extensão, São Francisco de Itabapoana tem sido o grande produtor de alimentos do nosso Estado e comercializando grande parte do que produz para o Brasil. O município é o grande produtor de cana, abastecendo em 90% a usina Canabrava. Somos campeões na produção de abacaxi, batata e aipim. A farinha nossa recebeu selo nacional de qualidade", ressaltou. (leia mais abaixo) 


Em 2020, São Francisco de Itabapoana foi o grande destaque da agricultura fluminense. O município bateu mais de R$ 305 milhões de faturamento bruto na produção agrícola. O segundo melhor posicionado foi Petrópolis, com R$ 130 milhões, menos da metade da produção sanfranciscana. "Precisamos destacar também a produção de nossa bacia leiteira", lembrou. (leia mais abaixo) 


Tantas conquistas e saldos positivos, porém, tem origem nas políticas públicas implementadas que começaram no seu governo, avalia Frederico, e se consolidaram na gestão da prefeita Francimara Lemos, sua esposa. (leia mais abaixo) 


"A prefeita Francimara implantou a Casa do Produtor na sede do município, em Praça João Pessoa e em Imburi, onde o produtor tem todo suporte técnico, com a participação de veterinários, agrônomos e técnicos agrícolas". (leia mais abaixo) 


CONSOLIDAÇÃO DA GESTÃO FRANCIMARA - "O Hospital Municipal Manoel Carola hoje conta com um tomógrafo, onde as pessoas tem condições de fazer até uma biópsia no hospital. O Centro Cirúrgico é uma realidade. Hoje 90 por cento dos procedimentos são realizados em São Francisco de Itabapoana. O setor de maternidade também será instalado em breve. Hoje nós temos soro de escorpião no hospital. Quantas crianças não morreram em São Francisco por falta de soro de escorpião? E a prefeita Francimara sonha alto. Ela planeja instalar no hospital uma usina de oxigênio ", enumerou. (leia mais abaixo) 


Frederico enfatizou também os serviços da área de hemodiálise. "As pessoas saíam inúmeros vezes para Itaperuna e Campos, num sofrimento e agonia terrível. Hoje isso acabou". E lembra que não se julga superior a outras jovens lideranças que se colocam como candidatos nesta disputa. (leia mais abaixo) 


"Eu não sou sabedor de todas as coisas, procuro ouvir as pessoas, as dificuldades por que elas passam, me informar sobre os problemas de minha região e buscar solução, como uma voz em defesa dos nossos legítimos interesses", finalizou. (Veja vídeo da entrevista abaixo)


Entre para nosso
Grupo WhatsApp

Fique sempre bem informado sobre as últimas notícias!