Buscar:

Envie textos e fotos: Watsssap (22) 9 9709-9308

}

Grupo de Emergência atua em pontos críticos de alagamentos

A previsão é de que até o dia 2 de dezembro chova cerca de 64 milímetros

29/11/2017, 09h58, Foto: Campos 24 Horas

Atualizado – 18h25 – A Prefeitura de Campos criou na manhã desta quinta-feira (29), um grupo de emergência em alagamento, visando solucionar transtornos causados pelas chuvas em pontos críticos do município. Na noite de terça-feira (28), em três horas, choveu 45,8mm, volume previsto para oito dias. O grupo, composto pela Coordenadoria Municipal da Defesa Civil, Empresa Municipal de Habilitação (Emhab), Secretarias de Infraestrutura e Mobilidade Urbana, Desenvolvimento Ambiental e Limpeza Pública, se reuniu com o prefeito Rafael Diniz para tratar de ações efetivas.

Desde o início do ano, a Prefeitura de Campos vem realizando a limpeza de bueiros em vários pontos da cidade (Tamandaré, Pelinca, Turf, Maria de Queiróz, Rosário, João Maria, Alphaville, Parque Dom Bosco, Parque São Mateus, Jardim Boa Vista) e, em parceria, com o Governo do Estado realiza a limpeza de canais nas áreas urbanas e na Baixada Campista.

Em conjunto, as equipes estiveram nos dois principais pontos mais atingidos pelas chuvas na noite de terça-feira (28): a rua Rocha Leão, altura do Posto Ilha, e Rua Patrício Menezes, próximo ao Campo do Grêmio, no bairro Custodópolis.

De acordo com o diretor executivo da coordenadoria municipal da defesa Civil, Major Edison Pessanha, são problemas causados pela grande quantidade de chuva em pouco tempo, e em pontos mais vulneráveis ao acúmulo de água.

“Por sermos uma planície, temos alguns pontos que já são mais sensíveis à concentração de água. Foram 45,8mm de chuva. Quantidade que seria o normal em três dias para não causar nenhum problema. Pedimos para que a população procure não deixar lixo, garrafas, galhos de árvores, nas ruas, porque tornam os locais mais vulneráveis a alagamentos. Através da Empresa Municipal de Habitação foram enviados caminhões para fazer o esgotamento da água. A Defesa Civil atua desde as primeiras horas desta quarta-feira com moto bomba para o mesmo trabalho. A secretaria de Desenvolvimento Ambiental e Superintendência de Limpeza Pública atuaram na limpeza e desobstrução de bueiros e galerias” — explicou o major.

Chuva forte 

A chuva que caiu durante três horas na noite desta terça-feira (28), em Campos, foi o previsto para oito dias. A informação é do diretor executivo da Coordenadoria Municipal da Defesa Civil, major Edison Pessanha. De 19h20 às 21h30, choveu 45,8 mm, quando a previsão para durante todo o dia era de 29 mm.

Ainda segundo o major, a previsão de chuva para todo o mês de novembro é de 180mm e o acumulado registrado, até esta terça-feira é de 145,9mm.  De acordo com a Defesa Civil, com base em dados de institutos de meteorologia,  previsão é de que continue chovendo em Campos nos próximos dias. Nesta quarta-feira (29), a previsão é de 2mm de chuva; na quinta (30), 5mm e na sexta-feira (1º), 23mm.

— Por conta do grande volume de chuva, foram registrados vários pontos de alagamento no município, todos com já histórico, como a descida da ponte Leonel Brizola, Rua Rocha Leão, Campo do Grêmio (Custodópolis), Rua Formosa, Igreja do Saco e Rua Edmundo Chagas — disse Edison Pessanha. Em caso de emergência, a população deve ligar para o número (22) 981752512.

Na manhã desta quarta-feira, equipes da Defesa Civil e da Secretaria de infraestrutura e Mobilidade Urbana percorrem vários pontos da cidade com um caminhão, do tipo vaccal. No último mês, a superintendência de Limpeza Pública em parceria com a Empresa Municipal de Habitação (Emhab) realizou o serviço de limpeza de bueiros em vários bairros, como Tamandaré, Pelinca, Turf, Maria de Queiróz, Rosário, João Maria, Alphaville, Parque Dom Bosco, Parque São Mateus, Jardim Boa Vista.

Compartilhe

Anuncie Conosco

(22) 9 9709-9308

E-mail: