Buscar:

Envie textos e fotos: Watsssap (22) 9 9709-9308

Protesto marca velório de taxista morto em assalto

Crime ocorreu na Estrada de Santa Ana após ter acabado o combustível do veículo da vítima

10/01/2017    21h24  |  Foto: Filipe Lemos / Campos 24 Horas


(Atualizado 11/01/2017, às 18h13) – Taxistas protestaram durante o velório, na tarde desta quarta-feira(11), do colega assassinado na localidade de Santa Ana, zona rural de Campos. O corpo de Paulo César Rosa Ferreira Júnior, de 37 anos, assassinado durante um assalto na noite dessa terça-feira (10), reuniu centenas de taxistas, que  saíram da praça São Salvador em carreata até o cemitério Campo do Paz.

Os taxistas tinham balões na cor preta  nas antenas e retrovisores dos seus veículos.

O CRIME
Um taxista foi assassinado após reagir a um assalto na noite desta terça-feira(10), por volta das 20h, na Estrada da localidade de Santa Ana, zona rural de Campos. Numa ação rápida, policiais militares do Setor India prenderam os autores com os revólveres usados no crime. Eles têm 15 e 16 anos

A polícia informou que o crime ocorreu da seguinte forma: o taxista Paulo Cesar Rosa Ferreira Junior(foto ao lado), de 37 anos, estava no ponto da Praça São Salvador, no Centro,  quando os menores de iniciais F.E.A.C.S., de 16 anos, e J.A.A., de 15 anos, contrataram uma corrida até a Estrada de Brejo Grande.

Ao chegarem ao local, os menores anunciaram o assalto. Dois comparsas dos menores os aguardavam  e colocaram o taxista na mala do seu veículo.  Em seguida, um dos menores assumiu a direção do táxi e foi até a localidade de Santa Ana, perto de Travessão.

Ocorre que, quando estavam em Santa Ana, acabou o combustível do veículo do taxista, um Etios. Paulo César tentou sair da mala do carro, quando levou uma coronhada na cabeça e tiros na cabeça e no tórax.

Após terem matado o taxista, os menores roubaram seus pertences: uma câmera fotográfica, um relógio, um celular e a quantia de R$ 38 reais.

Policiais militares foram avisados por populares que encontraram o corpo e o taxi e iniciaram buscas. Eles conseguiram localizar os menores minutos depois, a 3 Km do local do crime, nas proximidades de um forró da localidade de Brejo Grande. Com eles, foram apreendidos dois revólveres calibre 38 e os pertences do taxista.

Posteriormente, os policiais foram à casa dos menores, no bairro Jardim Aeroporto, em Guarus. Na revista, encontraram a terceira arma: um revólver calibre 38 e uma caixa com dezenas de munições.

CONFESSAM

Os menores confessaram que foram ao Centro da Cidade com o objetivo de praticar um assalto. Segundo eles, inicialmente, foram à Rodoviária Roberto Silveira. Em seguida, se dirigiram à Praça São Salvador, onde dois taxistas chegaram a recusar a corrida, que foi aceita por Paulo César.

Um dos taxistas que recusou a corrida disse à polícia que os menores pareciam suspeitos.  Além disse, surgiu uma mulher que  contratou uma corrida até o bairro Pelinca.

O taxista Paulo César morava no Parque Presidente Vargas, em Guarus. Ele usava uma camisa com a foto de sua mãe, que morreu há três meses de causas naturais. O corpo dele será liberado do IML na manhã desta quarta-feira.


Compartilhe

Anuncie Conosco

(22) 9 9709-9308

E-mail: